Com os suspeitos, a PM apreendeu mais de 800 CDs e DVDs piratas.

Produtos piratas foram apreendidos em Cruzeiro do Sul (Foto: Francisco Rocha/G1)
Produtos piratas foram apreendidos em Cruzeiro do Sul (Foto: Francisco Rocha/G1)

Em uma operação de combate à pirataria em Cruzeiro do Sul (AC), a Polícia Militar prendeu na tarde de segunda-feira (9) cinco homens suspeitos de violação de direitosautorais. Com eles, a PM apreendeu mais de 800 unidades de CDs e DVDs piratas.

Os suspeitos foram autuados em flagrante e encaminhados à delegacia Geral de Polícia Civil da cidade. Segundo informou o delegado Vinícios Almeida, apenas um dos suspeitos permanece preso por ter ameaçado um policial dentro da delegacia.

Ainda de acordo com o delegado, esta seria a quarta vez que este suspeito é preso por crime de violação dos direitos autorais. O delegado informou que por conta da ameaça contra o agente de polícia, a pena dos dois crimes ultrapassou os quatro anos de prisão. Por esse motivo, foi feito o pedido de prisão preventiva contra ele.

Já os outros quatro homens que não tinham passagem pela polícia, pagaram R$1,6 mil de fiança, foram liberados e vão responder o processo em liberdade.

A polícia agora trabalha na investigação de outras pessoas que estariam fornecendo esse material para ser comercializado na região do Juruá.

“É difícil combater esse tipo de crime, hoje qualquer pessoa tem facilidade de gravar música pela internet. Muitos aproveitam essa oportunidade fácil para tentar ganhar dinheiro e acabam cometendo crime, e a polícia tem que agir”, explica o delegado.

A venda de CDs e DVDs pirata é considerada pelo código penal, como crime de violação dos direitos autorais contra artistas e a pena pode chegar até 4 anos de reclusão.

Francisco Rocha Do G1 AC