Décimo Terceiro Salário Em Vários Municípios Do Acre É Um Ponto De Interrogação

dinheir.

BRENNA AMÂNCIO/Chiquinho Chaves

O 13º salário e o pagamento do mês de dezembro para os servidores públicos do município de Rio Branco estão confirmados para o dia 20 de dezembro. Porém, a maioria dos municípios ainda não garante esse pagamento por não possuir dinheiro suficiente em caixa.

 O município de Senador Guiomard vive situação distinta. Segundo o prefeito James Gomes, o repasse do governo federal realizado em setembro deste ano para contribuir com o 13º foi usado de forma desconhecida. “Eu estava afastado do cargo na época e não há provas concretas de como o dinheiro foi investido”, declara.

 Ainda de acordo com James, a prefeitura está em processo de auditoria interna para apurar supostas irregularidade no período em que fora do cargo. Sobre o pagamento dos funcionários público do município, ele garante que o esforço é grande para garantir um natal feliz, no entanto, nada ainda pode ser confirmado. “Estamos aguardando um novo repasse do governo federal que deve ser feito em dezembro”, afirma.

 Prefeituras como a de Acrelândia e Plácido de Castro só obtém em caixa 60% do valor necessário para efetuar os pagamentos. O ‘marabalismo’ dos gestores envolvem inclusive a economia dos recursos, a fim de que no final de dezembro essa história tenha um final feliz.

 A situação de Manoel Urbano é crítica. O município teve o parcelamento do salário de dezembro doano passado suspenso. A prefeitura afirma que o 13º depende do depósito da 2ª parcela do Apoio Financeiro aos Municípios (AFM). As principais contas, motivo do momento complicado do local, seriam o INSS, FGTS e Eletrobras. Com isso, investimentos na saúde, educação e infraestrutura ficam comprometidos.

No município de Epitaciolândia, o prefeito André Hassem costumava anunciar os pagamentos dos funcionários sempre primeiro que outros municípios, de uns tempos para cá isso já não existe, quanto ao décimo terceiro salário até agora não se sabe data de pagamento do mesmo.

Em Brasiléia, há vários anos, ainda na gestão da ex-prefeita Leila Galvão, os funcionários permanentes recebem uma parte de 13° salário  no meio do ano, a outra parte é paga no mês de dezembro, ação essa que também foi aderida pelo atual prefeito Everaldo Gomes, contudo o pagamento do mês de junho de vários prestadores de serviço da prefeitura do município segue sem nenhuma expectativa se ser pago em 2013.