Assis Brasil: Jaminawa é preso em flagrante quando estuprava índia em via pública

Inácio Agostinho Jaminawa (18) estava mantendo relações sexuais a força uma mulher
Inácio Agostinho Jaminawa (18) estava mantendo relações sexuais a força uma mulher

A pequena cidade de Assis Brasil, localizada na tríplice fronteira acreana e distante cerca de 350 km da capital, foi palco de um estupro de vulnerável durante a madrugada deste domingo, dia 24. O caso foi registrado por policiais militares após serem acionados através do número de emergência (190).

Segundo foi registrado, uma ligação anônima via 190 por volta das 2h30 da madrugada, informava que próximo a colônia dos pescadores, havia um homem agredindo e possivelmente violentando sexualmente uma mulher. Uma guarnição composta pelo 1º SGT Josedi e o 3º SGT Gilfran, se deslocaram até o local para averiguar os fatos da denuncia.

Ao chegar no local, não só foi constatado a veracidade dos fatos, como flagraram o ato de estupro em via pública. Pois havia um homem, identificado como Inácio Agostinho Jaminawa (18) estava mantendo relações sexuais a força uma mulher.

A vítima, a também indígena da mesma etnia, Marilene Mirian Clementino Sousa Lima Jaminawa, (45), que é muda (não fala). Ao avistar a viatura, Inácio ainda tentou fugir mas foi preso em flagrante, com calça abaixo do joelho e suas genitais à mostra. Em seu poder, foi encontrado uma faca.

A vítima foi levada ao hospital local, onde foi constatado o estupro através do exame de conjunção carnal. O autor foi conduzido à delegacia, onde será autuado por estupro e ficará à disposição da justiça, podendo ser transferido ao presídio estadual na Capital nas próximas horas.

FONTE-OALTOACRE

O autor foi conduzido à delegacia, onde será autuado por estupro e ficará à disposição da justiça
O autor foi conduzido à delegacia, onde será autuado por estupro e ficará à disposição da justiça