Coincidência trágica: carreteiro morre após bater em carreta dirigida por esposa

 Publicado por: 

1

Por volta das 08h40 desta quinta-feira, 21, o Corpo de Bombeiros/SAMU – Serviço de Atendimento Móvel de Urgência, receberam um chamado para estarem atendendo uma ocorrência de engavetamento que teria acontecido na BR-364 sentido Porto Velho, a uma distância de aproximadamente quinze quilômetros de Ariquemes.

Quando chegaram ao local a Polícia Rodoviária Federal (PRF) já fazia o controle do tráfego em ambos os sentidos e as equipes de resgate iniciaram os atendimentos de primeiros socorros, sendo dado atenção aos ocupantes do veículo passageiro Volkswagem Space Fox, placa do Estado de São Paulo, que estaria prestando serviços de mapeamento para GPS onde haviam dois ocupantes, sendo que um necessitou dos atendimentos de urgência e foi conduzido ao Hospital Municipal com suspeita de fratura em uma das pernas.

3

A outra pessoa envolvida no acidente trata-se de uma mulher, G.S.S., motorista de uma carreta bi-trem carregada de milho que, conduzia o seu veículo sentido Porto Velho. Já no terceiro veículo, outra carreta bi-trem, encontrava-se o caminhoneiro Leonilson Ferreira da Silva, 45 anos, que não resistiu aos ferimentos e morreu no local.  Uma trágica coincidência foi o que marcou o acidente, pois a vítima fatal era marido da condutora da outra carreta.

De acordo com informações apuradas ainda no local do acidente, ambos veículos envolvidos se dirigiam sentido Porto Velho, quando um caminhão que vinha a frente da primeira carreta freou devido a um buraco na pista e a condutora também procedeu com a mesma manobra, vindo a segundo carreta a colidir na traseira do veículo passageiro Space Fox e com o impacto o mesmo foi parar há pelo menos uns 80 metros do local do acidente.

O condutor Leonilson ainda tentou desviar-se da carreta da esposa, mas não conseguiu o feito e colidiu com a outra carreta, vindo a sair da pista, tendo a cabine do seu veículo se soltado do cavalinho, ficando o mesmo com a perna esquerda presa às ferragens, não resistindo aos ferimentos e morrendo no local.

A equipe da Perícia Técnica compareceu no local e realizou os procedimentos de praxe e logo em seguida liberou o corpo para os serviços funerários. A PRF registrou o BOAT – Boletim de Ocorrência de Acidente de Trânsito.

FONTE-EXTRA DE RONDÔNIA  

2