Alunos Em Brasiléia Convivem Há Mais De 40 Dias Com Esgoto Estourado Na Escola

Fernando Oliveira

Paulo Santos – fiscal do conselho municipal da escola Socorro Frota/ imagem Alemão Monteiro
Paulo Santos – fiscal do conselho municipal da escola Socorro Frota/ imagem Alemão Monteiro

Há aproximadamente 40 dias os aluno que estudam na Escola Municipal Maria do Socorro de Souza Frota, Bairro José moreira, estão tendo que estudar num ambiente altamente poluído por conta de um esgoto que estourou embaixo da escola e até o momento a Prefeitura não tomou as providencias.

O Senhor Paulo Santos Cordeiro, fiscal do conselho da escola, procurou  nossa equipe de reportagem para denunciar o caso, pois segundo ele nas duas reuniões solicitadas pelo conselho para tratar sobre o caso, nenhum representante da prefeitura se fez presente.

Cerca de 30 alunos em média com 9 anos idade, estudam, ou pelo menos tentam estudar, na referida unidade de ensino. ”É impossível alguém aprender alguma coisa num lugar como esse que o fedor é tão grande que entranha na gente”, disse Paulo.

O fiscal relata que as crianças estão correndo um sério risco de adoecerem em virtude do convívio diário com o mal cheiro no local.” Nossos filhos já estão ficando amarelo de tanto sentir esse horrível fedor. Se nada for feito imediatamente nós vamos segunda-feira que vem deixar de trazer nossos filhos para a escola e fechar esse lugar”, relatou.

Fomos informado por telefone por uma pessoa da Secretaria Municipal de Educação, que preferiu não se identificar, que vários ofícios foram encaminhados a secretaria de obras para que se resolva o problema, mas até o momento não houve resposta e o caso vem tomando proporções gigantescas, haja vista que, com o período chuvoso, a fossa transborda e além de expor os dejetos exala um odor muito forte.

FOTO-ALEMÃO MONTEIRO

909192