Jornal denuncia que professores de Cobija são ameaçados dentro da sala de aula por narcotraficantes

prfss

O jornal boliviano “La Prensa” informou que professores de escolas públicas e professores universitário estão sendo ameaçados por narcotraficantes em Cobija (Pando) cidade que faz fronteira com Epitaciolândia e Brasiléia no Acre.

De acordo com a reportagem, os traficantes estão plantando verdadeiro terror contra aqueles que ousam acabar com tráfico e consumo de droga nas escolas e universidades.

O Presidente do Conselho de Administração do município de Cobija, Juan Gonzales, citou até que foi criado um conselho anti-cocaína e maconha nas escolas públicas e privadas.

Ele citou ainda que se tornasse comum reclamações de diretores, professores e pais contra vários alunos que foram pegos consumindo substâncias proibidas sem contar que se encontra com facilidade nas mochilas dos alunos embalagens com drogas.

Estudantes de 12 a 18 anos são os principais alvos dos traficantes assim como alguns professores que recebem ameaças dentro das salas de aulas por parte dos traficantes.

Da redação Ac24horas