Esperamos que as providencias tomem posição antes que uma fatalidade ocorra.

Vereador Raimundão (Foto: Helizardo Guerra)
Vereador Raimundão (Foto: Helizardo Guerra)

O uso da tribuna o vereador Raimundão se mostrou bastante preocupado com as constantes cobranças por parte da população preocupada quanto aos veículos que transportam inflamáveis e freqüentemente ficam estacionados nas vias principais no município de Epitaciolândia colocando em risco vidas.

Este local é residencial e a circulação de pessoas é intensa e na maioria das vezes precisam desviar se das carretas pois passam dias enfileiradas causando transtorno,exalando um cheiro muito forte e desagradável e de alta periculosidade, pois a qualquer momento pode ocorrer uma fatalidade.

Os moradores pedem uma providencia por parte do poder publico ou ate mesmo caso for por via judicial e policial antes que aconteça algo de pior comentou o vereador Raimundão. Que lamenta ter enviado vários requerimentos mais nada tem sido feito a não ser pouco caso, diante da grave realidade da situação, os caminhões parados nos acostamentos do município de Epitaciolandia colocando em risco ávido dos munícipes.

Tendo em que vista que ate o momento nada foi feito por parte do poder publico do estado e municipal será que para tomarem providência sobre o assunto alguém tem que morrer primeiro? Enviamos vários requerimentos para a prefeitura mais nada ate o presente momento fizeram.

O vereador Carlos Portela (PPS) reforçou dizendo que existe uma lei há mais de 14 anos proibindo a permanência de carros pesados a pararem nas vias principais de Epitaciolandia colocando enrisco a integridade física de idosos e crianças alem de alunos que transitam diariamente tendo em vista que nas proximidades há escola.

O vereador Raimundão finalizou dizendo que alguma coisa tem ser feito em caráter de urgência urgentíssimo, esse assunto já e pautado nesta casa há muito tempo, esperamos que saia dos discursos e tome proporção de resolução. Não podemos nos calar diante da situação e estamos fazendo nosso papel enquanto legislativo de cobrar representando o interesse de quem esta sendo prejudicado.

FONTE- De Frente Com A Notícia