Tratado de Petrópolis foi assinado em 17 de novembro de 1903. Brasil pagou R$ 2 milhões de libras esterlinas para incorporar Acre.

Acre passou a ser território acreano (Foto: Reprodução/TV Acre)
Acre passou a ser território acreano (Foto: Reprodução/TV Acre)

Firmado em 17 de novembro de 1903,o Tratado de Petrópolis comemora, neste domingo (17) 110 anos de sua assinatura. Com o acordo firmado, o Acre passou a fazer parte do território brasileiro. A data é histórica para o estado, mas será que os acreanos sabem o motivo dessa comemoração?

A autônoma Oliziária de Souza, ao ser questionada sobre a data é direta. “Domingo? Não sei não”. E ela não está sozinha, Temyllis Silva também não sabe o que o Acre comemora no dia 17 de novembro. “Não faço a menor ideia”, diz.

Porém a chefe de gabinete, Izabel Barros, prontamente respondeu qual era o marco histórico. ” O Tratado de Petrópolis, um acordo que incorporou o Acre ao território brasileiro”, explica. E é isso mesmo, o tratado tornou o Acre brasileiro, uma conquista que foi alcançado pelo povo com muita luta e sacrifício, segundo o historiador Gerson Albuquerque.

“O 17 de novembro não é apenas um marco que define o fim de um conflito com a Bolívia pela questão do Acre, mas é um início da de uma narrativa da história da nação,também nessa parte da Amazônia, que até então a gente tinha uma nação se constituindo com base em narrativas regionais que vão compondo a narrativa única nacional”, diz.

Albuquerque ressalta ainda que,após o conflito, o Acre passou a fazer parte da narrativa nacional. O Brasil pagou à Bolívia a quantia de R$ 2 milhões de libras esterlinas, além de ceder algumas terras do Amazonas para o país. ” A partir do tratado nós temos então o Acre, como também parte dessa narrativa nacional. Naturalmente, todo o conflito que levou e que produziu a própria gênesis do tratado é um conflito armado, um conflito bélico”, ressalta o historiador.

Não era apenas a questão territorial o motivo da disputa entre Bolívia e Brasil. Mas a região também continha uma das matérias primas mais cobiçadas e valorizadas economicamente em todo o mundo: o látex.”Não era meramente a questão do território, mas uma questão econômica do próprio papel que a borracha exercia naquele contexto”, explica.

O guia Clênio Furtado acredita que a confusão nas datas está atrelada ao fato da proximidade da data do feriado da Proclamação da República. “Muitos acabam confundindo o feriado do dia 17 com o do dia 15 de novembro. Está muito próximo e as pessoas acham que é a mesma coisa, mas não é. Muitas não têm a noção exata porque é feriado no Acre no dia 17, as pessoas não sabem”, destaca.

Colaborou Júnia Vasconcelos, da TV-Do G1 AC