Mulher é morta por caçador que a confundiu com um macaco

Homem de 19 anos se entregou à polícia logo depois do ocorrido.

A Arábia sofreu problemas no passado depois de babuínos e outros macacos invadirem aldeias à procura de comida.
A Arábia sofreu problemas no passado depois de babuínos e outros macacos invadirem aldeias à procura de comida.
Uma mulher foi morta a tiros depois que um caçador de 19 anos a confundiu com um macaco. O homem de 19 anos estava em uma viagem de caça na Arábia quando viu o que ele pensava se tratar de um macaco colhendo frutas em uma árvore.
 
“Ele apontou a arma e disparou. A bala atingiu a mulher no peito. Quando o homem chegou perto dela, ele ficou chocado ao descobrir que era uma mulher”, relatou o jornal Emirates 24/7.
 
A mulher de 60 anos estava sentada na árvore, na cidade saudita de Taif quando foi baleada. Ela foi levada para o hospital, mas foi declarada morta logo na chegada. O caçador se entregou à polícia que o prendeu. Ele disse que havia a matado por engano depois de pensar ser um macaco danificando a árvore.