Ex-presidente, Natal Xavier ironiza fase que vive o clube, que recentemente foi rebaixado para a série D. 

Desabamento aconteceu na tarde desta quinta-feira (31) (Foto: Diego Torres)
Desabamento aconteceu na tarde desta quinta-feira (31) (Foto: Diego Torres)

A bruxa está solta no Rio Branco. Após ter sua pior temporada desde o novo formato da série C do Campeonato Brasileiro e ser rebaixado para a quarta divisão, além de enfrentar problemas financeiros e estar com cinco meses de salário atrasado, o clube sofreu mais um golpe na tarde desta quinta-feira (31), por volta das 15h, com o desabamento de parte do teto da sua sede social, que fica localizada no centro de Rio Branco, capital do Acre.

Segundo o funcionário do estacionamento que funciona no local, José Ezequiel, alguns barulhos por causa da rachaduras já vinham acontecendo desde a terça-feira (29). Por isso, na quarta-feira (30), a área foi isolada pelos próprios funcionários. Ele relata que o Corpo de Bombeiros foi acionado, porém não compareceu.

Nesta quinta, então, o teto veio abaixo. O desabamento causou frisson e algum tumulto no local, onde também funciona um restaurante. Durante a tarde desta quinta, a capital foi atingida por uma forte chuva na tarde, mas o desabamento aconteceu antes do temporal.

– O restaurante estava fechado, mas alguns funcionários ainda estavam aqui, fora o pessoal que vem estacionar o carro. Felizmente, a área já estava isolada por nós mesmos e ninguém se feriu – disse Ezequiel.

O ex-presidente Natal Xavier, ironizou a fase que o clube vem passando. Ao informar ao GloboEsporte.com do ocorrido, por telefone, o ex-dirigente afirmou:

– O time caiu pra série D, caiu o teto da sede, caiu tudo.

O presidente do Estrelão, Francisco Leal, convocou uma reunião para a noite desta quinta-feira, com toda a direção do clube, conselheiros e ex-presidentes, a fim de definir o que será feito diante do desabamento.

Por Rio Branco, AC