O vereador Daniel Dorzila (PSB), teve o mandato cassado acusado de fraude e falsidade ideológica, e vice-prefeito de Epitaciolândia

O vereador Daniel Dorzila (PSB)
O vereador Daniel Dorzila (PSB) Raimundo Nonato da Silva Gondim (vice-prefeito).

Chiquinho Chaves

Na noite desta quinta-feira 24, a mesa diretora da Câmara Municipal de Epitaciolândia, acatou comunicado do Juízo  eleitoral 6ª Zona, que pedia a suspensão dos direitos políticos de Daniel Dorzila de Oliveira (Vereador), e Raimundo Nonato da Silva Gondim (vice-prefeito).

Pelo documento encaminhado á Câmara de Epitaciolândia, somente a presidência da Casa do Povo incumbia declarar extinto o mandato de ambos os acusados.

Tanto o Dorzila, quanto Gondim, são acusados de irregularidades no ano de 2008, e somente quatro anos depois saiu a decisão judicial e acato legislativo

O vereador Daniel Dorzila (PSB), teve o mandato cassado acusado de fraude e falsidade ideológica, e vice-prefeito de Epitaciolândia Raimundo Nonato da Silva Gondim (PTN), foi enquadrado nos artigos 299 e 347 do Código Penal por falsidade ideologica, Fraude processual, materialidade e autoria comprovada.

Tão logo a mesa diretora da Câmara de Epitaciolândia convoque extraordinária, o suplente de vereador Gilson Soares (ex-vereador Gilsinho) deverá tomar posse ocupando a vaga de Daniel Dorzila.

Em conversa com o Presidente da Câmara Vereador Raimundo Freire (PR), a vaga de vice´prefeito fica em aberto, salvo aconteça de o titular se afaste por 15 dias ou mais, onde assume na ocasião o presidente na Câmara.

Além da cassação do mandato, o vereador e o vice-prefeito ficam inelegíveis  por oito anos.