O major criticou o projeto de reajuste por não respeitar a data-base do funcionalismo

VEJA O VÍDEO

O deputado Major Olímpio, líder do PDT na Assembleia Legislativa de São Paulo, nesta terça-feira (15), obstruiu os trabalhos na Casa por considerar que a proposta de aumento salarial, de 1.38%, a classe policial não atendia às demandas.

O major criticou o projeto de reajuste por não respeitar a data-base do funcionalismo, não estabelecendo os reajustes de forma retroativa a março de 2013. 
Já nesta quarta-feira (16), o deputado Major Olímpio, voltou a usar a Tribuna do Plenário da Assembleia Legislativa e começou falando sobre o crime que ocorreu por volta das 15h do último sábado (12), na esquina das avenidas Doutor Assis Ribeiro e Gabriela Mistral, na Zona Leste da capital paulista. 

deputado Major Olímpio
deputado Major Olímpio

O marginal Leonardo Escarrante Santos, de 18 anos, estava armado na garupa de uma motocicleta Twister Honda, de cor vermelha e 250 cilindradas, conduzida por seu comparsa Leonardo Mello, e tentou roubar uma motocicleta Hornet Honda branca de 600 cilindradas, avaliada em mais de R$ 30 mil. 

Em nota divulgada no fim de semana, a SSP havia informado que o criminoso só foi baleado porque ‘reagiu à abordagem de um policial militar que voltava para casa após o trabalho’. 

Ainda segundo a pasta, o Capitão Antônio Bernardo, de 45 anos, ‘estava parado em seu carro no sentido oposto da avenida. Após presenciar a ação, o PM saiu do automóvel e deu voz de prisão aos assaltantes, momento em que o desempregado apontou o revólver calibre 38. Então, o policial atirou’.

Em seu pronunciamento o deputado Major Olímpio disse que o Capitão Antônio Bernardo foi punido pelo Governo Paulista por sua ação. O deputado disse que o Capitão já se encontra recolhido de “castigo” e ficará 6 meses afastado.

criminoso
criminoso