Vídeo mostra cirurgia para retirada de enguia de 1 metro do ânus

O homem, que não foi identificado, recebeu alta após recuperar-se
O homem, que não foi identificado, recebeu alta após recuperar-se

Voz do Acre.com

Cena chocante de uma cirurgia realizada supostamente no Hospital Universitário (HU) de Londrina vazou na internet e nas redes sociais na tarde de domingo (6).  Na manhã dessa segunda feira (7) o vídeo já havia sido visto por mais de 500 mil pessoas da comunidade do Youtube. O procedimento gravado teria sido para retirada de um peixe, do tipo piramboia, – da família das enguias – do intestino de um homem que o havia introduzido no ânus.

A gravação, postada nas redes sociais por Thiago Bonassoli mostra o momento em que o peixe é retirado do abdômen e colocado envolto em um pano. Na sala de cirurgia, várias pessoas aparecem com aparelhos eletrônicos para tirar fotos e gravar imagens.

Segundo informações do Blog do pastor Anselmo Melo, que fez a postagem do vídeo e divulga em sua página do Facebook, a assessoria de imprensa da Universidade Estadual de Londrina (UEL) informou que a cirurgia foi realizada no dia 20 de abril. O pastor aproveita o episódio para criticar enfaticamente supostas práticas homossexuais.

VEJA O VÍDEO

O homem, que não foi identificado, recebeu alta após recuperar-se da cirurgia. Segundo o pastor Melo, a reitora da universidade Nádina Moreno proibiu o uso de celulares dentro dos centros cirúrgicos e abriu investigação para apurar o vazamento da filmagem feita sem autorização do paciente.

enguia de 1 metro do ânus
enguia de 1 metro do ânus

Filme pornô teria inspirado caso idêntico na China

A enguia acabou morrendo e o chinês foi indiciado por crueldade contra animal.
A enguia acabou morrendo e o chinês foi indiciado por crueldade contra animal.

Em abri deste ano, após inserir uma enguia viva no próprio ânus, um morador da província de Guangdong, na China, foi parar em um hospital. Segundo o jornal “Sun”, o indivíduo resolveu fazer semelhante à cena de um filme pornô a qual ele havia assistido.

A enguia de 47 centímetros entrou pelo reto, perfurou o intestino grosso e depois ficou alojada em uma cavidade entre a pele e o tubo digestivo. Foi preciso uma longa cirurgia que varou a noite para retirar o animal.