Segundo informações da polícia, o capitão está de férias na cidade

João da Cruz Santana Filho
João da Cruz Santana Filho

Da redação de ac24horas

O capitão da Polícia Militar João da Cruz Santana Filho foi preso em flagrante na madrugada desta quarta-feira (25) em Cruzeiro do Sul por tentar aliciar uma adolescente de 12 anos. O oficial é acusado de oferecer dinheiro em troca de favores sexuais.

Segundo informações da polícia, o capitão está de férias na cidade, e teria convidado a adolescente e a amiga dela (maior de idade) para jantar no restaurante de um balneário. No local o militar começou a assediar a menor tentando convencê-la a ir ao motel com ele, para aonde iriam também a amiga da vítima e Gilson Fernandes Guedes, que estava na companhia do policial.

Em depoimento, a menor, que também não reside em Cruzeiro do Sul, revelou que João Santana chegou a ofereceu a quantia de R$ 100,00, para que ela fosse ao motel e insistiu para que tomasse bebida alcoólica. Diante da recusa, ele chamou um táxi para levar a menina para casa, e como não pagou a corrida, o taxista acionou a PM.

O oficial também teria desacatado os policiais que atenderam a ocorrência. Após ordem superior ele foi preso e levado à Delegacia Especializada em Atendimento a Mulher (Deam). Segundo a delegada Carla Ivani, o capitão foi indicado com base no art. 218 do Código Penal, que prevê pena de 4 a 10 anos de prisão, por induzir ou atrair à prostituição menor de 18 anos.

Por se tratar de um militar, João Santana está preso no quartel da Polícia Militar de Cruzeiro do Sul. Gilson Fernandes Guedes está detido na Deam.