E comete algumas gafes como aluguel de sala com ar condicionado.

ALEMÃO MONTEIRO E CHIQUINHO CHAVES 

EVERALDO GOMES
EVERALDO GOMES

Na manhã desta terça-feira 24, os vereadores de Brasiléia hão de travar mais um caloroso debate voltado a projeto de lei do executivo, que diante do exposto, chega a mencionar aluguel de ar condicionado, e dos quase 140 mil reais total do crédito solicitado, 60% é destinado à divulgação e mobilização da atividade.

O prefeito de Brasiléia Everaldo Gomes justifica que o referido Projeto Nº011/2013, visa propiciar em Brasiléia (Zona urbana e rural), condições para realização do Programa Nacional de Promoção do Acesso ao mundo do Trabalho – ACESSUAS/TRABALHO, voltado a atender jovens com idade de 16 anos acima em situação de vulnerabilidade e risco social.

Sem detalhamento do que de fato será feito, o projeto em questão diz ainda ter um prazo de vigência de 12 meses a ser iniciado em Agosto de 2013 (Já em atraso). E comete algumas gafes como aluguel de sala (s), para a atividade, e aluguel de ar condicionado, quando o mais lúcido seria aluguel de sala com ar condicionado.

DOCUMENTAÇÃO
DOCUMENTAÇÃO

Outro fato que chama atenção é que com pagamento de mídia, incluindo cartazes, panfletos folders e sistema de propaganda volante, está destinada a bagatela de 70 mil reais, mais 9.180 reais para contratação de equipe de referencia com recursos repassados para mobilização, ou seja, um projeto orçado em R$ 139.720,00 (Cento e Trinta e Nove Mil, Setecentos e Vinte Reais), mais da metade, R$ 79.180,00 ( Setenta e Nove Mil, Cento e Oitenta Reais), será única e exclusivamente para divulgação e mobilização do evento.

DOCUMENTAÇÃO
DOCUMENTAÇÃO

Há quem garanta que o montante destinado á mídia pelo ACESSUAS/TRABALHO, em Brasiléia, nada mais é do que uma engenharia feita pela atual gestão para sanear as dívidas com os veículos de comunicação local (sites e radio), que estavam há pelo menos três meses sem receber os valores constados em contrato.