Campeões Brasileiros de futsal nos Jogos Escolares receberão Moção de Aplausos da Aleac

alunos da escola Padre Diogo Feijó, de Rio Branco, campeões brasileiros de futsal nos Jogos Escolares da Juventude
alunos da escola Padre Diogo Feijó, de Rio Branco, campeões brasileiros de futsal nos Jogos Escolares da Juventude

Escrito por Agência Aleac

O primeiro-secretário da Mesa Diretora, deputado Ney Amorim (PT), recebeu nesta quinta-feira, 19, os alunos da escola Padre Diogo Feijó, de Rio Branco, campeões brasileiros de futsal nos Jogos Escolares da Juventude realizados em Natal (RN). Os acreanos participaram da disputa na categoria 12 a 14 anos e derrotaram na final o Colégio Bom Pastor, da rede particular de ensino de São Luís do Maranhão. A equipe campeã é formada pelos jogadores Fábio, Vicente, Lucas, Mateus, Paulo, Erik, Tiago Teles e Thiago Macedo.

Ney Amorim lembrou que ele próprio participou de competições em sua época de estudante, por isso, reconhece as dificuldades enfrentadas pelos jovens atletas acreanos. Para ele, jogar contra equipes de estados mais ricos e com melhor infraestrutura para a prática de esportes é um grande desafio.

“Nós ficamos orgulhosos por essa conquista. Em nome de todos os deputados vamos homenagear cada um dos atletas e a equipe de gestão da escola com Moção de Aplausos”, garantiu o parlamentar.

Os alunos estavam acompanhados pelo técnico João Leite, o diretor da escola, Francisco Lira, além de professores e coordenadores de ensino. João Leite destacou a coragem dos alunos, que não se abalaram diante dos adversários de estados considerados ricos, como Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Amazonas, que formavam o grupo com os acreanos.

“Nós vencemos os três jogos das eliminatórias e fomos para a semifinal contra o Distrito Federal”, contou. A final contra o Bom Pastor do Maranhão terminou empatada em 2 a 2, mas os acreanos foram melhores na cobrança de pênaltis, conquistando o título por 5 a 4.

Ney Amorim disse que é importante dar aos alunos condições para que prossigam nos treinamentos e tentem voos mais altos aproveitando a boa fase. “Nós tivemos grandes jogadores no Acre que foram selecionados para treinar em equipes profissionais do sul do país e até do exterior e que acabaram retornando por falta de um preparo para conviver com atletas formados de centros mais estruturados. Nós vamos apoiar e estimular todas as iniciativas que vierem para fortalecer nossos potenciais atletas”, afirmou o deputado.