Contrabando e tráfico de drogas também foram avaliados na pesquisa

a
Bolivia

Uma pesquisa publicada no mês passado pelo Observatório Nacional de Segurança do Governo da Bolívia (ONS), afirmou que a capital do Departamento de Pando – Cobija – principal destino de brasileiros para compras é a segunda cidade mais violenta da Bolívia, perdendo apenas para a capital La Paz que lidera o ranking de insegurança.

O estudo realizado pelo órgão constatou que de 2005 a 2012 aumentou consideravelmente as denuncias de crimes como; homicídios, estupros, roubos contra o patrimônio público, furtos e até sequestro. Contrabando e tráfico de drogas também foram avaliados na pesquisa.

Proporcionalmente de acordo com a densidade populacional, Pando representa apenas uma média de 2% de todos os crimes e delitos cometidos em toda a Bolívia, mas o grau de insegurança neste departamento que sofreu um aumento de 108% da população como o Censo nacional de 2012, é o maior do país.

Em relação a roubos contra o patrimônio, principalmente de carros e motos, a cidade pandina aumentou consideravelmente nos últimos três anos. Em 2010 foram registrados oficialmente 107 queixas, em 2011 o número foi de 598 e no ano passado o número triplicou para 1.516 veículos roubados.

O estudo feito pela ONS enfatizou que o aumento da violência na região pode ter contribuição de brasileiros, pois a cidade faz fronteira com Epitaciolândia e Brasiléia no Brasil.

FONTE-VALE DO ACRE