Tesouro encontrado na Cidade Velha inclui 36 peças de ouro, um medalhão em ouro com um candelabro judaico entalhado e várias joias em ouro e prata

Medalhão de ouro e diversas joias de ouro e prata foram apresentados em Jerusalém Foto: AFP
Medalhão de ouro e diversas joias de ouro e prata foram apresentados em Jerusalém
Foto: AFP

FONTE-TERRA

Arqueólogos israelenses descobriram 36 peças de ouro, um medalhão e várias joias que datam da época bizantina na Cidade Velha de Jerusalém, anunciou nesta segunda-feira a Universidade hebraica da cidade sagrada. A diretora das escavações, Eilat Mazar, citada em um comunicado, mencionou “uma descoberta impressionante que só acontece uma vez na vida”.

O tesouro – que inclui 36 peças de ouro, um medalhão em ouro com um candelabro judaico entalhado e várias joias em ouro e prata – foi descoberto a 50 metros do muro sul da Esplanada das Mesquitas, que muitos judeus chamam de “Monte do Templo” e veneram como local de templos judaicos dos reis Salomão e Herodes. 

Eilat Mazar disse que as escavações neste perímetro tornaram possível descobrir vários objetos da época do templo de Salomão, destruído pelos babilônios em 586 antes de Cristo, segundo a tradição judaica. Mas de acordo com a cientista, descobertas que datam do século VII depois de Cristo são completamente inesperados.

“A explicação mais provável é que (…) o local onde se escondeu o tesouro teria como objetivo destacar onde devia ser construída uma nova sinagoga, em um local próximo ao Monte do Templo”, informou Mazar no comunicado. “O que é certo é que o objetivo (…) foi um fracasso. O tesouro foi abandonado e seu proprietário nunca pode recuperá-lo”, acrescentou.

Levando em conta a época e a forma como os objetos foram encontrados, Mazar considera que foram “abandonados no contexto da conquista persa de Jerusalém em 614”. “Após a conquista de Jerusalém pelos persas, muitos judeus voltaram a esta cidade com a esperança de encontrar liberdade política e religiosa e eram a maioria da população. Mas os persas, com a decadência do seu poder, ao invés de se aliar aos judeus, procuraram o apoio dos cristãos e autorizaram estes a tirar os judeus de Jerusalém”, diz o texto.

Moeda do imperador Adriano é encontrada entre tesouros em Londres

Moeda do imperador Adriano
Moeda do imperador Adriano
Moeda do imperador Adriano
Moeda do imperador Adriano
Moeda do imperador Adriano
Moeda do imperador Adriano
Moeda do imperador Adriano
Moeda do imperador Adriano
Moeda do imperador Adriano
Moeda do imperador Adriano
Moeda do imperador Adriano
Moeda do imperador Adriano
Moeda do imperador Adriano
Moeda do imperador Adriano
Moeda do imperador Adriano
Moeda do imperador Adriano