Terceiro dia de Paralisação dos servidores da educação em Epitaciolândia é regado a churrasco

Alemão Monteiro 

O prefeito André Hassem atiçou a ira dos educadores alega que não tem como dar aumento mais superlota as escolar de funcionário provisórios -FOTO-ALEMÃO
O prefeito André Hassem atiçou a ira dos educadores alega que não tem como dar aumento mais superlota as escolar de funcionário provisórios -FOTO-ALEMÃO

A cada dia que passa se complica ainda mais a situação do Prefeito André Hassem diante da classe educacional, o Prefeito tem fugido do diálogo com a representante do Sinteac, e a classe parece está ciente que não recua enquanto não obtiver as causas ganhas.

O prefeito André Hassem atiçou a ira dos educadores desde quando se negou a dar aumento para a classe educacional que desde 2011 não tem reajuste. “Ele alega que não tem como dar  aumento mais superlota as escolas de funcionários provisórios, em 2012 a secretaria de educação municipal tinha cerca de 260 funcionários e hoje tem mais de 400”, disse Graça Rocha presidente do Sinteac.

Na manhã desta quarta-feira dezenas de funcionários foram acampar novamente em frente a Prefeitura e receberam o apoio de vereadores como Messias Lopes (PT), Raimundão (PR) e Ademir Sales (PT), além do vereador Portela (PPS).

“Os manifestantes levaram para a frente da Prefeitura caixas de som, panelas, churrasqueiras e carne, e vão dar uma resposta ao prefeito que na campanha eleitoral enganava a população prometendo mundos e fundos e até agora não cumpre com o prometido”, disse Pedro Mendes do Sinteac Epitaciolândia.

Temos informações que André está ameaçando os professores que participarem dos movimentos, uma professora que não quer se identificar disse que corre o risco de ser transferida para outra escola por está brigando pelos seus direitos.

Ao que se sabe, André tem se esquivado de conversar com o sinteac porque não quer dar o aumento desejado por eles que é de 20%, soubemos também que em conversa com seus assessores, André disse que não cede a pressão,e que a classe educacional terá que voltar para suas salas de aula sem aumento e pagando os dias em que estiveram e greve.

A qualquer momento traremos mais informações

FOTO-ALEMÃO
FOTO-ALEMÃO
FOTO-ALEMÃO
FOTO-ALEMÃO
FOTO-ALEMÃO
FOTO-ALEMÃO
FOTO-ALEMÃO
FOTO-ALEMÃO
FOTO-ALEMÃO
FOTO-ALEMÃO
FOTO-ALEMÃO
FOTO-ALEMÃO
FOTO-ALEMÃO
FOTO-ALEMÃO
FOTO-ALEMÃO
FOTO-ALEMÃO
FOTO-ALEMÃO
FOTO-ALEMÃO