Justiça seja feita ao menos uma vez com esse animal

 Cleilton Aquino
Cleilton Aquino

Gleici Lima, esposa do 3º sargento da Policia Militar do Acre, Cleilton Aquino, que morreu na última quinta-feira, (5), no Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco (Huerb), onde foi submetido a uma cirurgia após ter sido baleado durante uma tentativa de assalto à loja City Lar, no segundo Distrito da capital, disse em depoimento emocionado pelas redes sociais, que seu marido era um homem cheio de sonhos. Ela chamou o comparsa do crime, Fabriny da Silva Nogueira, preso pela Policia Civil, de “animal”.

“Justiça seja feita ao menos uma vez com esse animal”, desabafou.

Gleici teme que o assaltante venha ter benefícios da lei penal e logo esteja em liberdade condicional. Ela disse que o marido era um homem cheio de sonhos e planos. “Vocês dos direitos humanos não esqueçam que esse marginal não permitiu que nossa família passasse mais um natal feliz”, acrescentou.

A postagem que apresenta a imagem de Fabriny nas redes sociais já teve mais de 24 compartilhamentos e 33 comentários. 84 pessoas curtiram.

“Direito e benefício a gente dar aos homens de bem”, conclui Gleici.

por-carioca.ac24horas