De acordo com informações, os fiscais orientaram a jovem a retirar o ponto do lugar e se instalar em outro local

Dois fiscais da Prefeitura de Rio Branco foram obrigados a tomar medidas extremas na tarde deste sábado, 24. Uma jovem de 19 anos, vendedora do título de capitalização do Acrecap Legal, teria instalado a cadeira que serve como ponto de venda do título em um local que impedia o fluxo de pedestres no calçadão da Epaminondas Jacome.

 De acordo com informações, os fiscais orientaram a jovem a retirar o ponto do lugar e se instalar em outro local mais livre.  Revoltada, a jovem teria discutido com os fiscais. Apesar de todas as tentativas por parte da dupla de fiscais, a jovem não quis aceitar a sugestão deles.

 Uma equipe da Polícia Municipal foi chamada. Quando um sargento tentou argumentar com a vendedora, ela teria usado palavras mais rudes com a autoridade policial, se negando até a se identificar.

 Diante da recusa e do comportamento da jovem, foi solicitado apoio de uma Rádio Patrulha, que a conduziu à Delegacia de flagrantes (Defla) da 1ª Regional. Lá, ela teve de se explicar ao delegado plantonista.

fiscais da Prefeitura de Rio Branco foram obrigados a tomar medidas extremas
fiscais da Prefeitura de Rio Branco foram obrigados a tomar medidas extremas

 Fonte-ecos da noticias