Ele estava asilado na embaixada brasileira em La Paz há mais de 1 ano.
Roger foi condenado por danos econômicos e alega ‘perseguição política’.

Roger Pinto, senador boliviano da oposição, em foto de abril de 2010 (Foto: Reuters
Roger Pinto, senador boliviano da oposição, em foto de abril de 2010 (Foto: Reuters

O senador boliviano Roger Pinto, que estava asilado há mais de um ano na embaixada brasileira em La Paz, está no Brasil. A informação foi confirmada pelo advogado do político, Fernando Tibúrcio, à Globo News. Ele falou ao “Jornal das Dez” por telefone, do Peru.

Ele chegou à embaixada brasileira em La Paz em 28 de maio de 2012, e dez dias depois recebeu asilo político do governo brasileiro. Porém, ele não tinha autorização do governo boliviano de viajar ao Brasil.

O advogado Fernando Tibúrcio não informou em que cidade brasileira está Fernando Tibúrcio. Procurado pelo G1, o Itamaraty não quis comentar o assunto.

Roger Pinto pediu refúgio alegando “perseguição política” – temia ser detido por algum dos mais de 20 processos que o governo boliviano move contra ele. Ele foi condenado a um ano de prisão na Bolívia por danos econômicos ao Estado.

Já o governo boliviano alegava que Pinto deveria responder à Justiça e lembrava que, apesar do asilo dado pelo Brasil, o país não seria obrigado a conceder um salvo-conduto ao senador.

Da redação, com G1 e Globo News