Decisão saiu na tarde dessa quarta-feira e não cabe mais recurso.

Restando menos de 24 horas para prescrever o crime de peculato pelo qual estava sendo julgado Vagner Sales (PMDB), os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) deram uma pausa no julgamento dos recursos do mensalão e se reuniram na tarde dessa quarta-feira para cassar, em definitivo, o mandato do prefeito de Cruzeiro do Sul.

 falou há pouco com o procurador do município Jonathan Donadoni, que confirmou a cassação. No dia 16, já havíamos noticiado que o prefeito perderia o mandato, mas a defesa ainda aguardava as últimas horas que precediam a prescrição do delito, e o julgamento de um último recurso.

Vagner Sales poderá permanecer no cargo ainda até quarta (28) ou quinta-feira (29) da próxima semana, quando a Câmara de Vereadores destituir oficialmente o seu mandato, por determinação de um juiz do Tribunal Regional Eleitoral.

O vice-prefeito Mazinho Santiago deverá permanecer no cargo temporariamente, até que um novo prefeito seja eleito em pleito ainda a ser marcado.

Vagner Sales
Vagner Sales

Dilson Ornelas, Voz do Acre.com