Paciente com câncer morre três meses após casar em hospital

Francilva Almeida Leite lutava contra câncer no fígado. Ela passou por três procedimentos cirúrgicos no FCecon

Três meses após ter emocionado cerca 250 pessoas na sede da Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon), no dia 10 de maio, em Manaus, onde realizou o próprio casamento, Francilva Almeida Leite, 27, paciente que fazia tratamento contra câncer de fígado, não resistiu à doença e faleceu às 9h45 da manhã desta quarta-feira (21).

Na época do matrimônio, Francilva ainda não havia passado por nenhum procedimento cirúrgico. Após o casório, ela passou por três cirurgias, uma específica para retirada de tumores no fígado e com sucesso de recuperação nos dois primeiros procedimentos. Entretanto, da última vez, Francilva teve pouco sucesso e respirava com a ajuda de aparelhos.

Segundo o marido, Iraúna Macedo Guimarães, 38, a esposa dele já estava bastante debilitada e vinha se comunicando apenas com as mãos. “Ela falou para mim que estava grata por não sentir dor alguma”, disse o esposo à TV A Crítica, se referindo aos últimos dias de Francilva. “A gente queria se casar há anos. Eu sempre vou amá-la”, encerrou Iraúna emocionado.

Conforme o FCecon, Francilva encorajava os outros pacientes a buscarem os próprios sonhos. Logo após jogar o tradicional buquê de flores, no dia 10 de maio, a recém casada já declarava os próximos sonhos a alcançar. “Agora eu quero a minha saúde e também a casa própria”, disse Francilva. Esse foi o primeiro casamento em hospital público no Amazonas. O velório ocorreu na casa da família.

Francilva se casou de vermelho na sede da FCecon, em Manaus (Euzivaldo Queiroz)
Francilva se casou de vermelho na sede da FCecon, em Manaus (Euzivaldo Queiroz)

Fonte-ACRITICA.COM