O acusado Claudemir Oliveira da Silva, foi localizado, se entregou às autoridades 

No mês de março de 2008, Jaime Néri Pinheiro que hoje está com 25, quase perdeu a vida após ser atingido por diversas vezes por seu colega a golpes de terçado numa disputa por droga, onde perdeu parte de um braço e alguns dedos das mãos e escapou da morte milagrosamente com cicatrizes pelo rosto.

O acusado Claudemir Oliveira da Silva, foi localizado, se entregou às autoridades e está pagando pela tentativa de homicídio. Jaime então se tornou figura carimbada pelas ruas de Brasiléia, por viver pedindo dinheiro para sustentar seu vício em drogas que o quase matou.

As vezes, para sustentar seu vício, Jaime até se tornava uma pessoa inconveniente ao pedir algum trocado aos motoristas nas pontes, pelas ruas ao abordar os transeuntes, ou após consumir entorpecentes.

Neste final de semana, Jaime andava pelas ruas da cidade de Cobija, capital de Pando, no lado boliviano e passou a incomodar algumas pessoas. Segundo foi apurado, ele estaria nas proximidades de umas ‘bocas’ e botecos.

Uma dessas pessoas teria se incomodado e furou Jaime com uma arma branca (faca) na região abdominal e o deixou agonizando caído na rua. Autoridades dos dois países foram acionadas e o resgataram para o hospital de Brasiléia, onde foi atendido e escapou da morte.

Jaime ficaria em observação por alguns dias até receber alta.

Matéria relacionada:

Quase mata “amigo” enquanto fumavam um “baseado”

Jaime escapou damorte pela segunda vez por causa de seu vício – Foto: oaltoacre/cedida
Jaime escapou damorte pela segunda vez por causa de seu vício – Foto: oaltoacre/cedida
Jaime escapou damorte pela segunda vez por causa de seu vício – Foto: oaltoacre/cedida
Jaime escapou damorte pela segunda vez por causa de seu vício – Foto: oaltoacre/cedida
Jaime escapou damorte pela segunda vez por causa de seu vício – Foto: oaltoacre/cedida
Jaime escapou damorte pela segunda vez por causa de seu vício – Foto: oaltoacre/cedida