A prisão aconteceu após uma investigação da equipe da especializada que conseguiu a autorização judicial para realizar escutas telefônicas

Kézia Barros Gomes, 20, foi presa na madrugada desta quinta-feira (15) no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes com 50 quilos de maconha prensada escondidas em malas. Ela foi detida por policiais civis da Delegacia Especializada em Prevenção e Repressão a Entorpecente (DEPRE).

A prisão aconteceu após uma investigação da equipe da especializada que conseguiu uma autorização judicial para realizar escutas telefônicas de ligações realizadas por Kézia e os traficantes, assinada pelo juiz Luís Cláudio Chaves da 2ª Vara Especializada em Crimes de Uso e Tráfico de Entorpecentes (Vecute).

Segundo a polícia, Kézia ficaria hospedada em um hotel, onde uma pessoa pegaria as drogas e entregaria o valor negociado pelo transporte (Divulgação)
Segundo a polícia, Kézia ficaria hospedada em um hotel, onde uma pessoa pegaria as drogas e entregaria o valor negociado pelo transporte (Divulgação)

De acordo com informações da assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas (TJAM), Kézia foi usada por uma quadrilha especializada em tráfico, para transportar as drogas de São Paulo até a capital amazonense. Segundo a polícia, Kézia ficaria hospedada em um hotel, onde uma pessoa pegaria a ‘encomenda’ e entregaria o valor negociado pelo transporte. A polícia continuará as investigações.

A ‘mula’, como é conhecida a pessoa que transporta os entorpecentes, foi detida assim que desembarcou em Manaus e os policiais encontraram as drogas escondidas em duas malas. A suspeita será apresentada à imprensa ainda na manhã desta quinta-feira (15) na sede da Depre.

Fonte-Acrítica-por-BRUNA SOUZA