A ocorrência policial somente “vazou” a imprensa nesta quinta-feira

A dona de casa de 44 anos, moradora do município de Feijó, município distante cerca de 450 quilômetros de Rio Branco foi encontrada na madrugada do último dia 09 desacordada dentro do Cemitério daquela cidade ferida, estuprada e com uma garrafa de bebida alcoólica introduzida na vagina.

garrafa de bebida alcoólica introduzida na vagina.
garrafa de bebida alcoólica introduzida na vagina.

A ocorrência policial somente “vazou” a imprensa nesta quinta-feira (14) e de acordo com Boletim de ocorrência a mulher teria saído de casa por volta das 21 horas do dia 09 para participar do segundo dia do festival do Açai, evento anual naquela cidade.
Segundo o que a polícia conseguiu apurar até agora é que a mulher estava em companhia de uma amiga e teria encontrado um homem desconhecido com idade entre 58 a 60 anos, com quem saiu em direção à praia retornando minutos depois e por volta de uma hora da madrugada de sábado (10) foi vista consumindo bebida alcoólica em companhia do desconhecido e caminhando em direção à residência no bairro Esperança.
Na manhã de sábado (10) um coveiro do Cemitério teria encontrado a vítima caída no chão ensanguentado, apresentando ferimentos por todo o corpo e uma garrafa de bebida alcoólica introduzida na vagina.
Desesperado com a cena, o coveiro imediatamente comunicou o ocorrido a Polícia Militar daquela cidade, que constatou que apesar da barbárie sofrida a mulher ainda estava viva e a equipe a conduziu ao Hospital do município que devido à gravidade dos ferimentos transferiu a dona de casa que é mãe de quatro filhos menores de idade para o pronto Socorro de Rio Branco, onde ainda se encontra internada em estado gravíssimo na Unidade de Tratamento Intensivo – UTI.
A Polícia Civil de Feijó já iniciou investigação, mas ainda não conseguiu elucidar o caso.

Fonte-ecos da noticias