Na última sessão na Câmara de Vereadores do município, o clima esquentou entre a parlamentar comunista e a base de oposição 

Neudo Lopes da Silva (PT), recebendo a chave simbólica da presidencia da Mesa Diretora da Câmara Municipal de Assis Brasil no inicio do ano
Neudo Lopes da Silva (PT), recebendo a chave simbólica da presidencia da Mesa Diretora da Câmara Municipal de Assis Brasil no inicio do ano

Pelo que tudo indica o prefeito de Assis Brasil, Humberto Filho (PSDB), a partir de agora vai poder contar com a maioria na Câmara de Vereadores do município. Para conseguir tal feito bastou ofertar um cargo na gestão ao casal que comanda o PC do B de Assis Brasil, Vereadora Antônia Alves e o ex vice-prefeito da cidade, Antônio Ribeiro Cavalcante.

Na última sessão na Câmara de Vereadores do município, o clima esquentou entre a parlamentar comunista e a base de oposição formada por quatro vereadores do PT. A vereadora Toinha (PC do B), como é conhecida na cidade, metralhou contra o presidente da Casa, vereador Neudo Lopes (PT) acusando que tinha quebrado um acordo que existia entre os dois partidos que eram aliados.

No mesmo dia o vereador Neudo Lopes havia demitido o filho da vereadora Toinha, Cherlivan Cavalcante, que exercia o cargo de assessor de comunicação da Câmara. Segundo o presidente, o jovem foi demitido por insubordinação e falta de compromisso com o trabalho.

A notícia que a vereadora Toinha, seu esposo e seu filho agora apoiam o prefeito Betinho não gerou muita surpresa na cidade, já que muitos apostavam que isso ia acontecer em breve. Por outro lado, o clima também esquentou na base aliada do prefeito que não aceita a presença da família comunista na gestão tucana.

Segundo informações, o prefeito do PSDB ofereceu um cargo com remuneração de 2 mil reais para o filho da vereadora do PC do B. Em troca a Parlamentar comunista deve integrar a base de apoio ao prefeito.

fonte sentinela da fronteira