Homem era detendo da Colônia Penal Agroindustrial da Gameleira, diz PM.
Polícia Civil já identificou suspeito, mas ele ainda não foi encontrado.

Redação-3dejulho

tratada_2O homem, de 29 anos, que foi morto na tarde deste domingo (4), no Jardim Seminário, emCampo Grande, foi atingido por um tiro na cabeça, segundo o delegado Luis Tomaz de Paula Ribeiro. A Polícia Civil já identificou o suspeito do crime, mas ele ainda não foi encontrado.Segundo a Polícia Militar (PM), o rapaz era detento da Colônia Penal Agroindustrial da Gameleira e cumpria pena em regime semi-aberto.

Segundo o delegado, o disparo foi a queima roupa.“O tiro foi dado de perto, o boné está sujo com a pólvora que sai da arma na hora do disparo, é como se tivesse sido efetuado com a arma encostada na cabeça dele”, relatou Ribeiro.

A Polícia Civil vai solicitar imagens feitas por câmeras de segurança de residências e estabelecimentos perto do local do crime para verificar se houve discussão entre a vítima e o suspeito. “Tudo indica que não teve discussão e que o suspeito chegou e alvejou a vítima”, concluiu Ribeiro.

O Corpo de Bombeiros e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram acionados, mas o homem morreu no local, ates de receber atendimento.

O corpo foi encaminhado para o Instituto de Medicina e Odontologia Legal de Campo Grande (Imoç). As circunstâncias do crime serão investigadas pela Polícia Civil.

Fonte: G1