ac24horas

Os trabalhadores dos Correios aderiram ao ato público nacional das Centrais Sindicais do Brasil nesta quinta-feira (11). Com a paralisação que acontece em frente à sede da instituição, no centro de Rio Branco, mais de 400 mil cartas deixam de ser entregues.

DSC_0730

O sindicato quer a contratação imediata em todas as áreas dos Correios no Acre. Segundo Suzy Cristine, presidente da categoria no estado, em setembro vence o concurso público sem que a instituição tenha deliberado sobre contratações.

“O número de funcionários no Acre não atende a demanda. Cerca de 300 a 500 mil correspondências chegam todo dia para serem distribuídas em todos os municípios”, disse Cristine.

Além dessa reivindicação, a categoria pede a reestruturação da DR/Acre, que depende ainda da sede dos Correios em Rondônia. Os trabalhadores vão realizar uma caminhada até a frente do Palácio Rio Branco onde se juntam com as centrais sindicais que participam da mobilização nacional.