O roubo (assalto) contra um comércio no Loteamento Farrat aconteceu no final da tarde deste domingo (07) quando cinco homens armados decidiram assalto o Mercantil Mato Grosso.

De acordo com informações dois assaltantes estavam em uma motocicleta de cor escura, eles teriam entrado no comércio anunciado o assalto enquanto os outros três ficaram do lado de fora para da apoio na fuga.

Após anunciarem o roubo os criminosos ameaçaram matar a mãe do comerciante que desesperado tentou entrar em luta corporal com os bandidos quando foi ferido a golpes de coronhada.

Bando da Luz foi preso por Policias Miliares
Bando da Luz foi preso por Policias Miliares

Enquanto o comerciante lutava com um assaltante o outro roubava dinheiro do caixa, celulares e relógio da vítima.

Vizinhos perceberam a ação e acionaram o CIOSP informando do roubo em andamento no Loteamento Farrat.

Equipes do 2º Batalhão e Batalhão de Operações Especiais – BOPE foram deslocadas para atender a ocorrência enquanto os assaltantes deixaram o comércio e se juntaram aos outros três que estavam aguardando nas proximidades dentro de um veículo conduzido pelo soldado do Exército Brasileiro, João Paulo Mendes Ramos 21 anos, que de acordo com informações seria o líder do bando.

Durante fuga assaltante incendeia viatura da Polícia Militar

Segundo informações da polícia os dois assaltantes que estavam na motocicleta foram interceptados nas proximidades de um trevo que dá acesso ao bairro Taquari, onde iniciou a perseguição a dupla que entrou no bairro Taquari.

Em seguida o veículo que dava suporte aos assaltantes apareceu e a equipe do BOPE saiu em perseguição as três homens que estavam no carro.

Quatro suspeitos teriam entrado em um matagal onde existe um Igapó enquanto outro ficou para trás próximo ao local onde a guarnição da Rádio patrulha nº 205 teria deixado a viatura para continuar perseguição dentro do matagal.

Aproveitando que todos os militares estavam cercando o matagal o suspeito de participação no assalto que teria ficado para trás Marcelino Ferreira da Silva 20 anos, retirou gasolina da motocicleta dos comparsas e incendiou a viatura da Polícia Militar.

Cercados no Igapó os quatro suspeitos identificados pelos nomes de João Paulo Mendes Ramos 21 anos, (que é soldado do Exército Brasileiro e presta serviço no 7º BEC -Batalhão de Engenharia e Construção e segundo a polícia seria o líder do “bando da luz” porque quatro usam luzes no cabelo, menos o soldado), João Trajano de Souza Ramos 18 anos, Ronival de Souza Gomes 21 anos, Marcelino Ferreira da Silva 20 anos e Juan Melo Arruda 21 anos, todos moradores do bairro Taquari. Sendo que Marcelino foi preso em casa, após incendiar a viatura da Polícia Militar.

Torpedo enviado para celular de soldado o incrimina ainda mais

Após o bando ser preso e encaminhado a Delegacia de Flagrante – DEFLA do bairro Cadeia Velha e os presos aguardavam para serem ouvidos pelo delegado plantonista uma pessoa identificada pelo nome de “Chris” enviou um torpedo para o celular do soldado João Paulo com a seguinte mensagem “Ei boi ei (palavrão) sou eu o Chris me poe num corre ae pow, to precisando de dinheiro pra conprar um ferro e pra expoacre tbm qnd tiver um me chama tá fogo! mas não manda msg pra esse cel nao eu vou já sair! manda para o meu num!”

O torpedo foi traduzido pela polícia como sendo de um comparsa que pede para participar de um assalto “corre”, pois estaria precisando de dinheiro para comprar uma arma de fogo “ferro” para conseguir dinheiro para poder ir para a Expoacre.