Prefeitura de Brasiléia atrasa de novo alguns pagamentos dos servidores efetivos

Prefeitura de Brasiléia ainda não fez o pagamento de alguns dos funcionário permanente da prefeitura.

 Por Alemão Monteiro 3 de Julho Noticias 

prefeito Everaldo

Socorro eu quero o meu pagamento!!! Assim diz alguns funcionários, tipo médicos, agentes de Edemia, vigias, professores, auxiliares administrativos e outros que até o momento o pagamento dos mesmos ainda não foram depositados, e os mesmo são de cargos efetivo da prefeitura.  

A redação do 3 de julho foi procurada por alguns dos funcionários para questionar sobre o pagamento, depois que conversamos com alguns dos funcionários, os mesmos se dirigiram até o ministério público para fazer uma denuncia sobre seus pagamento.

Imagina-se como será que os funcionários irão ficar nas datas comemorativas de natal e ano novo, a prefeitura tem que pagar o salário do mês de novembro que está atrasado, mas é importante ter conhecimento de que antes do dia 24 os funcionários devem receber o salário do mês de dezembro junto do 13°. Fica a pergunta. Será que a prefeitura vai ter competência para realizar todos os pagamentos?

A prefeitura de Brasiléia sem argumentos para justificar o atraso do pagamento anda colocando a culpa na crise que está acontecendo no Brasil, se o pagamento é culpa da crise (sem ser pessimista) é importante lembrar que os repasses constitucionais caem na conta da prefeitura sempre nos dias 10, 20 e 30 de cada mês.

O que mais se temia da atual gestão aconteceu! Não é surpresa a história do sálario atrasado (Acaba de acontecer novamente) agora é pela quarta vez em menos de três anos de mandato do PMBD à frente da prefeitura, fato este que só existiu na saudosa administração Peemedebista há cerca de quase 15 anos atrás.

Pois são inúmeros os casos de falta de comando, atraso de pagamento de prestadores de serviços terceirizados e por fim, o fantasma do pagamento atrasado dos servidores efetivos da prefeitura.

Alguns funcionários mesmo não tendo seus proventos em dia ainda temem em denunciar o caso por medo de represália, se é que existe repressão maior do que trabalhar e não ver a cor do dinheiro no final do mês, alguns deles ainda alimentam a esperança de que talvez até o final da semana serão ressarcidos com o pagamento.