Na onda dos Movimentos, Bolivianos fecham pontes que ligam Cobija a Brasiléia e Epitaciolândia

Na manhã de terça-feira 02, os moto-taxistas bolivianos, fecharam o acesso de veículos do lado bolivianos nas pontes que ligam Cobija-Pando (Bolívia) a Brasiléia e Epitaciolândia, reivindicando maior cota de combustivel diário aos mesmos e quem diria, melhor atendimento por parte dos serviços nos postos de gasolina.

Bolivianosfechamponte-1024x768

Imagens de Chiquinho Chaves

Bolivianosfechamponte1-1024x768

Imagens de Chiquinho Chaves

O Movimento iniciou por volta das 1o horas da manhã e encerra as 17 horas desta terça-feira, se não houver avanços no que reivindicam, eles pretendem fechar a fronteira por 24 horas.

PONTOS DE REIVINDICAÇÃO

COTA DE COMBUSTÍVEL – Os moto-taxistas bolivianos, aproximadamente 500, filiados a 10 sindicatos,  tem uma cota de combustivel diária no valor de 40 bolivianos, cerca de 13 reais, e que autoridades daquele país pretendem baixar essa cota para 30 ou 20 bolivianos ao dia.

ATENDIMENTO MELHORADO NOS POSTOS DE COMBUSTÍVEL – ainda hoje é comum acontecer quilômetros de pessoas enfrentando filas para abastecer motos na Bolívia, os moto-taxistas, reivindicam mais celeridade no abastecimento, que contam com bombas de gasolina arcaicas.