Iteracre realiza audiências públicas em Brasileia e Epitaciolândia

As audiências públicas reuniram moradores de Brasileia e Epitaciolândia na Escola Raimunda da Cunha Aires no bairro José Hassem.

Iteracre realiza audiências públicas em Brasileia

O Instituto de Terras do Acre (Iteracre) realizou quarta-feira, 16, mais duas audiências públicas com moradores de dois bairros das cidades de Brasileia e Epitaciolândia, na região do Alto Acre.

Nesta etapa mais de duas mil famílias serão beneficiadas com a Política Estadual de Regularização Fundiária. O encontro foi realizado na Escola Raimunda da Cunha Aires e reuniu moradores, lideranças comunitárias e autoridades.

Até agora o governo, por meio do Iteracre, já regularizou mais de 42 mil propriedades urbanas e rurais em todo o estado. A meta do instituto é chegar aos 60 mil títulos definitivos entregues até o fim de 2018.

“Nossas equipes estão em campo em vários municípios. Estamos dando prosseguimento ao trabalho já executado em Brasileia e Epitaciolândia.

Já fizemos o cadastro, estamos com as audiências públicas e, o próximo passo, é partir pra entrega dos documentos”, disse Nil Figueiredo, diretor-presidente do Iteracre.

Apoio do legislativo

Iteracre realiza audiências públicas em Brasileia Acre

Há alguns meses o Iteracre entregou pelo menos mil títulos definitivos aos moradores dos bairros Liberdade e Aeroporto, em Epitaciolândia.

A Política de Regularização conta com parceiros importantes, como a bancada governista na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac).

A deputada estadual Leila Galvão lembrou que o trabalho do Iteracre tem cunho econômico e social e precisa ser fortalecido.

“O título definitivo é dignidade e segurança para quem há tantos anos mora em um local e não tem o documento que garanta a propriedade. O governo do Estado está levando esse benefício a milhares de famílias”.