Homem sequestrado em Epitaciolândia é transferido para La Paz

Sebastião Nascimento, de 33 anos, foi sequestrado por policiais bolivianos e detido em Cobija em fevereiro deste ano. Irmã diz que ele foi transferido para La Paz.

A família do trabalhador rural Sebastião Nogueira do Nascimento, de 33 anos, que foi sequestrado e acabou detido em Cobija, afirma que ele foi transferido de presídio e não foi comunicada. Nascimento foi sequestrado por policiais bolivianos em Epitaciolândia, no interior do Acre, e levado ao lado boliviano no dia 11 de fevereiro deste ano.

Um policial civil brasileiro, que não teve o nome divulgado, foi preso por ter ajudado no sequestro – crime que foi comprovado após investigação do Ministério Público do Estado (MP-AC). Em julho, a Justiça do Acre decidiu por manter a prisão preventiva do policial até ser feito o julgamento.

A irmã de Nascimento, a dona de casa Dilma Nogueira, de 37 anos, conta que no último sábado (12) outra irmã foi fazer uma visita ao presídio e descobriu a transferência para uma unidade em La Paz. Segunda a família, nem mesmo documento de translado foi emitido pela polícia boliviana.

“Levaram escondido de todo mundo. Só soubemos porque fomos ao presídio e ele não estava mais. Fomos ao aeroporto e os policiais estavam providenciando o envio. Era um sábado e ninguém podia fazer nada. Ainda estamos com dificuldade para saber como ele está”, relata.

Dilma afirma que se preocupa com a segurança do irmão e também com a alimentação que, segundo ela, não é fornecida pela unidade prisional. A prisão de Nascimento ainda é preventiva.

“Estamos com falta de condições de ir até La Paz e estamos desesperados, sem saber se ele está vivo ou morto. Ele não foi julgado por falta de provas. A família não sabe o que fazer, ninguém come ou dorme. Todo mundo só chora”, finaliza.

Homem sequestrado por policiais bolivianos em EpitaciolândiaDo G1 Acre

Esta notícia está na categoria Geral. Marcar o link.