Mulher usa a filha para tentar entrar com celulares em presídio de Cruzeiro

Duas mulheres tentaram entrar no presídio com cinco celulares, carregadores e outros acessórios dentro de uma sacola com o “lanche” do filho de uma delas.

Um fato curioso aconteceu neste sábado (15) na unidade penitenciária Manoel Néri, em Cruzeiro do Sul, quando duas mulheres tentaram entrar no presídio com 5 celulares, carregadores e outros acessórios dentro de uma sacola com o “lanche” do filho de uma delas: um pacote de salgadinhos e uma caixinha de achocolatado.

A criança, de apenas 3 anos, é filha de Maria Clarisse de Oliveira, ela estaria indo visitar o marido preso por tráfico de drogas. A outra mulher envolvida, a senhora Daiana da Silva Costa, também visitaria o marido preso pelo mesmo crime.

Segundo relato dos agentes penitenciários, a mãe deixou que a criança entrasse até a área destinada à visitação, quando, logo após, passou pelo detector de metais em busca do filho. Por sua vez, a comparsa, que havia ficado com o pacote que alegavam ser o lanche da criança, tentou passar para ela pela lateral do pórtico que faz a detecção de objetos metálicos.

Ao perceberem a movimentação estranha, os agentes penitenciários interromperam a ação e encontraram dentro do pacote de salgadinhos 5 os aparelhos celulares, dentre eles 4 smartphones, além de carregador, fone de ouvido e cabo USB. O ingresso de celulares, sem autorização legal, em estabelecimentos prisionais é crime desde 2009, mas tem pena de três meses a um ano de detenção, o que facilita com que as pessoas não fiquem presas.

celulares em presídio de Cruzeiro do Sul

Com informações da ASSPEN.

Esta notícia está na categoria Geral. Marcar o link.