Ney Amorim foi apoiado na sua casa, o PT, e tem a simpatia e adesão dos vizinhos

Depois de conseguir viabilizar seu nome como pré-candidato ao Senado, Ney Amorim tem agora a simpatia e adesão dos vizinhos.

Ney Amorim

Nesta quarta-feira à noite, o presidente Legislativa do Acre participou de uma reunião com dirigentes partidários do PRB, PMB, PSDC, PSOL, PROS e PRP.

Faltou o PHS de Manoel Roque, que já anunciou publicamente apoio ao parlamentar e está mais para membro da família Amorim do que para vizinho Ney.

O Partido da Mulher Brasileira (PMB), do Afonsinho, foi o lugar escolhido para a reunião dos aliados de Ney. Durante o encontro, o petista destacou a importância do grupo de partidos políticos para o fortalecimento da Frente Popular do Acre e agradeceu o apoio político à sua pré-candidatura em 2018.

Nas contas de Ney e de seu grupo mais de 130 vereadores, incluindo gente da oposição, apoiarão o petista. Daí a ideia de uma proposta de candidatura do parlamento, ou seja, a participação dos vereadores e deputados na condução do possível mandato de senador.

deputador Ney Amorim

:: Textos publicados nesta página são de inteira responsabilidade do colunista. Não refletem a opinião do Jornal.

.

Esta notícia está na categoria Esporte. Marcar o link.