Mais de 100 agentes penitenciários vão reforçar sistema prisional do Acre

Cerca de 100 agentes passarão a integrar os serviços do sistema prisional do Acre. Agentes passaram por curso de formação e estão aptos a desenvolver as atividades de rotina prisional.

 Por Marcelo Torres 

agentes penitenciários

Agentes penitenciários que foram contratados no ano de 2007, por meio de concurso público, e trabalhavam no Instituto Socioeducativo (ISE) começam a integrar os serviços do sistema prisional a partir desta quarta-feira, 17. Eles passaram por um curso de formação e a partir de agora estão aptos a desenvolverem as atividades de rotina prisional.

Esses agentes receberão uma capacitação, por meio de um Curso de Formação realizado no Centro Integrado de Ensino e Pesquisa em Segurança Pública (Cieps), em um período de 20 dias, com instruções repassadas pelas policias Civil e Militar, Iapen e Bombeiro Militar.

Cerca de 100 agentes tiveram aulas de operação de rádio de comunicação, escolta básica, Intervenção, uso de tonfa/ bastão, palestra sobre entorpecentes, e organizações criminosas, uso de algemas, técnicas de imobilização, uso progressivo e moderado da força entre outras especialidades de uma rotina penitenciária.

Para o diretor-presidente do Iapen, Martin Hessel, o retorno desses agentes ao Iapen é muito importante para reforçar a segurança nas unidades prisionais. “Recebemos esse reforço de mais de 100 agentes penitenciários, pois esse curso de formação possibilitou a noção real de como atuar dentro dos presídios”, disse.

Hessel ressalta ainda que essa era uma preocupação que o governo do estado teve na contratação de agentes socioeducativos, por meio de processo simplificado, e agora na redistribuição desses profissionais que trabalhavam no sistema prisional, pois a ideia é fortalecer o trabalho preventivo na contenção de princípios de rebelião ou motim.

De acordo com o Secretário de Segurança Pública, Emylson Farias, essa é mais uma ação de reiteradas ações de investimento na segurança pública. “O sistema prisional do Acre vem passando por reformulações que vão desde, infraestrutura das unidades prisionais, aquisição de equipamentos modernos e a valorização salarial do agente penitenciária, e está sobre negociações e logo a categoria será contemplada”, comentou.

Cerca de 100 agentes passarão a integrar os serviços do sistema prisional do Acre (Foto: Marcelo Torres)

Esta notícia está na categoria Geral. Marcar o link.