Vagner Sales: “meu nome está posto para o Senado”

Vagner Sales: “meu nome está posto para o Senado”

Não tem mais volta e o jogo está jogado. O ex-prefeito de Cruzeiro do Sul, Vagner Sales, anunciou ontem à este BLOG que, o assunto já está fechado no PMDB e a sua candidatura a senador no próximo ano está decidida. Para Vagner, especialista em ganhar do PT no Vale do Juruá, a preferência é que a oposição tenha apenas duas candidaturas, mas analisa que se tiver mais que este número, não terá problema, por ser detentor de um reduto eleitoral forte, no caso os municípios do Vale do Juruá. Vamos para os meios de comunicação, mostrar no horário eleitoral as nossas realizações, porque é isso que o eleitor quer, está cansado de discursos vazios, pontua. Para Vagner, a eleição de 2018 será uma eleição em que vai pesar a experiência do candidato e ter alguma coisa a mostrar no vídeo para a população. “Eu terei o que mostrar; as obras que fiz, além de que, sou um candidato que sempre combateu e venceu o PT nas disputas da prefeitura de Cruzeiro do Sul. Vou para cima do PT agora na disputa de uma das vagas do Senado. Sou uma oposição de raiz desde o MDB, lembra Vagner.

Cem dias de desastres

Uma comissão de Vila Campinas esteve ontem na Aleac para denunciar o descaso a que foi submetida aquela comunidade, onde inexiste a presenças dos poderes públicos estadual e municipal. Gildomar Charqueiro, que comandava a caravana, considera a gestão do prefeito de Plácido de Castro, Gedeon Barros, que também administra Campinas, uma espécie de cem dias de desastres, aonde não se vê uma obra e o município no abandono. Na sua visão, o que dá para destacar da gestão do prefeito Gedeon é o lado negativo de ter entupido a prefeitura de cabos-eleitorais com cargos de confiança, inchando o quadro funcional da municipalidade. Gedeon estaria tão perdido administrativamente que neste período já trocou quatro secretários. Chaqueiro tem se notabilizado como um opositor à gestão de Gedeon.

Perdeu a quilha

O prefeito de Cruzeiro do Sul, Ilderlei Cordeiro, perdeu a quilha na questão de contratações de cargos de confiança. Só no seu gabinete são 62 os nomeados. Conheço o gabinete. Não cabe tanta gente e nem há necessidade. Não adianta contratar para depois ter que colocar na rua.

Não dá certo e vem o desgaste

A máquina municipal, num tempo de crise financeira, tem que ser enxuta, não pode se transformar a prefeitura num cabide de emprego, porque mais na frente vai faltar dinheiro para pagar, terá que demitir e o desgaste será certo.

Alguma coisa errada na comunicação

O governador Tião Viana paga o servidor em dias, deu aumento salarial, fez concursos para contratar mais 500 policiais, dotou a Segurança de mais estrutura, toca o belo programa “Quero Ler”, tem investido muito na Saúde, na agricultura, mas não conseguiu capitalizar estes feitos, popularmente, basta ouvir a população que se sente durante as conversas a sua rejeição. Algo está errado na projeção da sua imagem pela numerosa equipe que integra a sua Comunicação. O somatório de suas obras não chega ao conhecimento da ponta, no povão.

Chapa das cobras criadas

A deputada Leila Galvão (PT) previu ontem numa conversa com jornalistas e parlamentares que, na chapa do PT a eleição é muito difícil. Na eleição passada rodou candidato com 5 mil e 500 votos. No seu cálculo, no pleito de 2018, para garantir a eleição terá que ter 8 mil votos.

Chapa do PT

São candidatos pelo PT à ALEAC: deputado Daniel Zen, Jonas Lima, Leila Galvão, Lourival Marques, vereador Jackson Ramos, secretários Gemil Junior, Sawana Carvalho, Nil Figueiredo, o que já deixa a chapa forte. Só tem uma questão: para repetirem as cinco cadeiras na Aleac, os novos candidatos terão que ter votos. O PEN contribuiu com 11 mil votos na última eleição. E nenhum dos seus integrantes permaneceu na aliança. Some-se a isso o desgaste do PT.

Doença segura sehab

Não começaram os trabalhos da CPI da SEHAB. É que o deputado Lourival Marques (PT), que seria o presidente teve que viajar a São Paulo para tratamento médico de uma antiga cirurgia. Deverá ficar ausente 10 dias e somente após sua volta os trabalhos iniciam dentro do prazo. Mas nada que preocupe.

Sem problema algum

O deputado Gehlen Diniz (PP) não vê problema em disputar a reeleição em Sena Madureira para a ALEAC, com a filiação do deputado Nelson Sales no PP. “São 28 mil votos, há espaço para todo mundo”, pondera. Não acertou nenhuma dobradinha para apoiar Sales á Federal.

El Brujo

Um dos principais articuladores da ida do deputado federal Alan Rick (PRB) para o DEM foi “El Brujo”, Normando Sales, que é um dos mais fiéis amigos do presidente do DEM, Tião Bocalon.

Nome na mesa

A secretaria Sawana Carvalho colocou o seu nome na Secretaria das Mulheres do PT para ser candidata a deputada estadual. Tem qualificação. Há um trabalho entre os movimentos do PT para que, na próxima eleição, estes grupos só apóiem mulheres, como forma de aumentar o número de representantes na ALEAC. A primeira dama Marlúcia Cândida é quem está à frente.

Movimento interessante

Considero interessante e válido este movimento das mulheres do PT. O PT, presente em todos os municípios tem entre os vinte e quatro deputados, só uma mulher na Casa, a deputada Leila Galvão (PT).  Maria Antonia é do PROS, Eliane Sinhasique do PMDB e Juliana Rodrigues do PRB.

Alvo de brincadeiras

A deputada Juliana Rodrigues (PRB), que é da Igreja Universal, foi alvo de brincadeiras ontem no salão azul da ALEAC, sobre a saída do deputado federal Alan Rick para o DEM: “a sessão de descarrego foi forte para tirar o Alan do PRB”. Afável, Juliana só riu do humor dos colegas.

É o que já tinha publicado

Ontem, conversei com deputados do PT e alguns colegas que cobrem o dia a dia do governador Tião Viana. Para eles, não há mais dúvida que tentará viabilizar o secretário de Segurança, Emylson Farias, como candidato ao governo. Em todas as solenidades do estado o Tião já o trata como se fosse o candidato oficial, até pedindo espaços para ele na imprensa.

Mais entusiasmado

O deputado Chagas Romão (PMDB) é o mais entusiasmado dos peemedebistas com a candidatura do ex-prefeito de Cruzeiro do Sul, Vagner Sales (PMDB) ao Senado. Dizia ontem nos corredores da Aleac que, Vagner será a surpresa positiva entre os candidatos a senadores.

Rei da cocada preta

O deputado Jairo Carvalho (PSD) criticou ontem a postura, segundo ele “autoritária “, do presidente da Câmara Municipal de Senador Guiomard, Gilson da Funerária (PP). Este moço não respeita os outros vereadores e diz que, quem manda na Câmara é ele e mais ninguém.

Soberano, só o plenário.

Se for isso mesmo que o deputado Jairo Carvalho (PSD) está dizendo, há um equívoco do presidente Gilson da Funerária (PP), o único soberano numa Câmara Municipal é o plenário.

Forte no PSDB

O coronel PM Ulisses é forte se estiver colado na disputa de uma cadeira de deputado estadual no grupo do deputado federal Major Rocha (PSDB), porque ambos juntariam forças dentro da corporação, principalmente na tropa, onde transitam muito bem. Fora isso seria arriscar.

Não conseguiu decolar

Perguntei ontem a um amigo do PP, que votou no empresário Kiefer (PP) para prefeito de Feijó e ouvi a seguinte frase: “tem tomado decisões atrapalhadas, ainda não se encontrou na prefeitura”. É tão simples: basta coletar o lixo, pagar em dias, manter a cidade limpa, remédios nos postos e o sistema educacional funcionando. O resto é querer inventar a pólvora.

Argumento que faz sentido

Não há como o senador Gladson Cameli (PP) sendo candidato, o Juruá não ter um candidato ao Senado. Este é um dos argumentos para justificar a candidatura do ex-prefeito Vagner Sales (PMDB). Ou com o Senado ou indicando o vice o PMDB terá papel importante na sucessão estadual.

Mais pressão

O deputado Luiz Gonzaga (PSDB) vai conversar com o presidente da ALEAC, deputado Ney Amorim (PT), para que libere logo a instalação da CPI da BR-364, já que o pedido com as assinaturas necessárias já estão na mesa diretora. Juridicamente não depende mais de nada.

Campanha para o juruna

Vamos fazer uma campanha tipo “doe uma bicicleta para o vereador Carlos Juruna”. Depois de sair do esconderijo voltou ontem à Câmara Municipal, justificando a sua inocência, dizendo que não tem um pneu de bicicleta, quanto mais bens. Brincadeira à parte, não tem posses.

Doe órgãos

Doe órgãos. Doar órgãos é salvar vidas. Entre nesta campanha humanitária.

Compra de votos

O presidente Temer está comprando votos para aprovar a Reforma da Previdência Social, dando como moeda de troca a liberação de emendar parlamentares. O protesto e a denúncia são do deputado federal Léo de Brito (PT), para quem, Temer  institucionalizou esta prática.

Não estamos numa republiqueta de bananas

A ida de caravanas até Curitiba “dar força” ao presidente Lula é um movimento mais para uma republiqueta de bananas, do que para um país democrático. O que vai haver é apenas a audiência criminal de um cidadão que responde a um processo. Aliás, Lula é réu em cinco processos. Na Constituição Federal prega que ninguém está acima da lei. A regra, pois, vale também para o ex-presidente do PT. As provas é que vão dizer se será absolvido ou condenado. E não será com o barulho de movimentos sociais que a justiça será coagida a ter que absolver o Lula. A justiça não funciona sob pressão popular, mas pela prova dos autos.

:: Textos publicados nesta página são de inteira responsabilidade do colunista. Não refletem a opinião do Jornal.

.

Esta notícia está na categoria Crica. Marcar o link.