Coluna do Astério

Prefeito Zum e 2018

Em conversa que mantive com o prefeito de Assis Brasil, Antônio Barbosa de Souza, o Zum (PSDB), ele declarou que ainda não definiu qual candidato a deputado estadual vai apoiar em 2018. Com certeza, não será ninguém da cidade.

Não se credenciou

O tucano e ex-prefeito Doutor Betinho não se credenciou para ser candidato a deputado estadual. Aliás, está impedido de concorrer a qualquer cargo eletivo. Sua gestão foi um desastre.

Avaliação petista

Na avaliação de alguns dirigentes do PT em Brasiléia, é melhor o advogado Valadares Neto (PMDB) continuar como procurador do que tomar posse como vereador no lugar de Mario Jorge, seu colega de partido que está em vias de ser cassado pela Justiça Eleitoral.

Vai de rodo

O desgaste dos políticos é tão grande que mesmos os não cometeram crimes nenhum estão sendo vaiados nos aeroportos.

Virou manchete

A construtora Etan do pai do senador Gladson Cameli (PP) Eládio Cameli, entrou no furacão da Operação Lava Jato. Vou delatada pela Odebrecht.

Não quer, mas não impede

Semana passada o Eladio Cameli confidenciou a um amigo empresário de Rio Branco que, "não gostaria que o Gladson fosse candidato a governador, mas, também, não vou impedir que seja".

Perdeu um amigo

Figura ilustre das rodas políticas de Brasiléia, o Epaminondas Rodrigues, perdeu essa semana um grande amigo e aliado: o ex-prefeito de Cruzeiro do Sul e ex-deputado federal João Tota, o Totinha.

Volta a cenário

Os esquemas de corrupção da Odebrech trouxeram à baila o assassinato do governador Edmundo Pinto, no hotel Dela Volp em São Paulo em 1992.

Iria denunciar

Consta que Edmundo Pinto viajou para São Paulo e Brasília para denunciar cobrança de propina nas obras do Canal da Maternidade. Foi morto no hotel em um suposto assalto.

Inócua

Acho que sou o único jornalista no Acre que afirma que as CPI' s da Câmara de Rio Branco e da Assembleia Legislativa vão terminar em pizza. As duas são inócuas.

A primeira

A da Câmara, por exemplo, vai "investigar" a relação entre a prefeitura e as empresas de transporte coletivos. Não há se quer denúncia de irregularidades. Para aprender como funcionária relação não precisa fazer curso de graduação muito menos de uma CPI.

A segunda…

A da Assembleia Legislativa que pretende investigar a Secretaria de Habitação e hilária . A Polícia Civil, o Ministério Público Estadual e a Polícia Federal e o TJ já passaram um pente fino.

A hora da verdade

É fantasioso dizer que a Lava Jato foi criada para destruir os políticos brasileiros. Não, não foi. Segundo o marqueteiro João Santana, ele fazia parte de um sistema eleitoral corrupto. Envolvia todos os partidos.

Mudou mesmo

Hoje pela manhã na feira da Estação um feirante comentava: "Os políticos que tiraram a Dilma disseram uma verdade. Que as coisas íam mudar. Mudou mesmo, só que para pior".

Ruim com ela…

Para esse feirante, que estava vestido com a camisa do Flamengo, ruim com a Dilma Rousseff, mas pior sem ela.

Programa espacial

A prefeitura de Epitaciolândia deve estar criando um programa espacial para licitar tanto combustível. Deve ser para uma viagem a Plutão, ultimo planeta do sistema solar.

Artigo

"Não adianta a Justiça condenar se o povo absolve"

No dia 14/05/2017, sexta-feira próxima passada, o comediante e deputado federal Tiririca deu uma aula de cidadania ao povo brasileiro. Se disse decepcionado com os políticos e a política depois da divulgação da lista da delação premiada da Odebrecht.

O que mais me chamou a atenção em sua "carta aberta ao povo brasileiro" foi afirmar que, "não adianta a Justiça condenar se o povo absolve nas urnas". Infelizmente é o que sempre acontece. Tiririca conclama o povo a fazer uma limpeza geral em 2018.

Do seu apelo até a realização dessa faxina política a ser feita pelo eleitor brasileiro há um longo caminho a ser percorrido. Não é, nem será tão fácil porque o julgamento político não pode anteceder o da Justiça. Como vaticinava Ruy Barbosa: "é necessário respeita o processo legal". Está no manual "O Dever do Advogado".

Mais grave ainda depois de ver reportagem do Fantástico de mostrando a vida soberba, regalada e dissoluta dos delatores. Moram em palácios e usufruem do bom e do melhor. Nessas condições qualquer um quer ser delator. Para sair da cadeia e ter uma vida dessas o camarada (como diz o pastor Malafaia) entrega até a mãe.

Não estou aqui defendendo corruptos, muito menos a impunidade. Só não quero acompanhar a boiada. Que a Justiça puna com o extremo rigor da lei os desonestos. Porém, que o faça dentro das regras jurídicas estabelecidas em nossa Constituição.

Sobre a frase do Tiririca concordo em gênero, número e grau. Chegou o momento do povo fazer a sua parte. Não precisa de mágica. Nada mirabolante: é só não vender o voto como faz a cada eleição.

:: Textos publicados nesta página são de inteira responsabilidade do colunista. Não refletem a opinião do Jornal.

.

Esta notícia está na categoria Asterio. Marcar o link.