Núcleo de Educação e Tecnologia Assistiva: mais uma conquista do ensino especial

No mesmo local, também funciona o Núcleo de Atividades de Altas Habilidades e Superdotação (Naahs). Grupo Arte e Música leva alegria às classes escolares nos hospitais.

Núcleo de Educação 1

Atualmente, o Núcleo de Apoio Pedagógico Dom Bosco, inaugurado em 2010, acolhe alguns serviços ligados à Coordenação de Educação Especial do Acre, como as classes hospitalares e atendimentos domiciliares. 

Já o Centro de Apoio de Surdos e o Centro de Apoio Pedagógico para Deficientes Visuais ainda funcionam em locais distintos. A boa notícia é que com a construção do Núcleo de Educação e Tecnologia Assistiva (Neta), no mesmo terreno onde já funciona o Dom Bosco, todo e qualquer atendimento voltado a pessoas com deficiência será agregado ao local, graças ao investimento de quase R$ 2,5 milhões.

Clique aqui e curta nossa página do facebook

Do total do recurso destinado à obra, R$ 1,7 milhão veio de emenda de Sibá Machado, enquanto deputado federal. Com a conclusão do Neta, a expectativa do governo é ampliar a capacidade de atendimento de oito para 14 mil pessoas em todo o estado.

Temos contado com o apoio incondicional dos órgãos de saúde, de assistência social e direitos humanos. O Ministério Público também é um grande parceiro para nos ajudar a resolver casos específicos que demandam soluções em conjunto.

Úrsula Maia

Núcleo de Educação

Trabalho semelhante na educação especial também tem sido realizado em Cruzeiro do Sul, com o Núcleo de Apoio à Inclusão da região. Assim, já se contabilizam mais de dois mil profissionais nessa modalidade de ensino em todo o estado.

De acordo com a coordenadora Úrsula Maia, a aplicação de novos investimentos na área são mais que uma conquista. “O Estado tem conseguido avançar e prova disso foi a implantação das salas de recurso com o direcionamento de um professor mediador e um assistente educacional, para receber alunos com necessidades específicas no contraturno das aulas. Com isso, tem-se a capacidade de garantir o bom atendimento nos núcleos e também no ensino regular”, frisa.

Inclusão é política pública

Para ampliar a qualidade dos serviços, nos últimos anos os profissionais do ensino regular também participaram de especializações financiadas pelo Ministério da Educação (MEC), além de permanecerem em processo constante de qualificação.

Segundo Úrsula, a parceria intersetorial com os demais órgãos públicos também tem sido fundamental no processo de fortalecimento do trabalho realizado pelo ensino especial.

“Temos contado com o apoio incondicional dos órgãos de saúde, de assistência social e direitos humanos. O Ministério Público também é um grande parceiro para nos ajudar a resolver casos específicos que demandam soluções em conjunto”, finaliza a coordenadora.

Na rede estadual, a política de inclusão se dá de duas formas: com a matrícula de alunos com deficiência para as salas de aula convencionais e também para alunos que necessitam de complementação da carga horária no contraturno. Em 2016, por exemplo, as escolas tiveram o total de 7.914 alunos matriculados nas duas esferas.

Clique aqui e curta nossa página do facebook

Núcleo de Educação 2

Série sobre o Núcleo de Educação e Tecnologia Assistiva

Toda criança tem o direito à educação pública, assegurado pelo artigo 205 da Constituição Federal e reafirmado pelo Estatuto da Criança e do Adolescente, mediante a Lei n° 02/2001. O referido artigo infere a igualdade de condições para o acesso e permanência na escola. Também compete ao Estado o atendimento educacional especializado a portadores de deficiência, preferencialmente no ensino regular.

No Acre, os investimentos em políticas públicas educacionais têm sido no sentido de cumprir as leis e diminuir as fronteiras de educação de qualidade para todos. Como resultado de mais uma conquista para o ensino especial no estado, o governo está investindo quase 2,5 milhões na construção do Núcleo de Educação e Tecnologia Assistiva (Neta).

A série a seguir aborda parte do trabalho desenvolvido pela equipe que integra a educação especial em Rio Branco e do público beneficiado por esses investimentos.

 Veja o Vídeo 

Texto de Rayele Oliveira || Fotos de Angela Peres || Diagramação de Adaildo Neto

Greve da Educação completa cinco dias na cidade de Tarauacá

Trabalho está paralisado desde a quarta-feira (5). Categoria reformulou proposta inicial e pede 6% de reposição salarial.

A greve dos professores e servidores de apoio da rede municipal de ensino de Tarauacá, no interior do Acre, completa cinco dias nesta segunda-feira (10). De acordo com o representante do movimento grevista, Lauro Benigno, a categoria fez uma contraproposta e aguarda parecer da prefeitura.

A paralisação das atividades iniciou na última quarta (5). Os funcionários reivindicam reposição salarial, redução da carga horária dos cargos administrativos e ainda reformulação do Plano de Cargos Carreiras e Remuneração (PCCR).

Inicialmente, os servidores pediram 10,67% de reposição enquanto a administração ofereceu apenas 3%, proposta que foi recusada. A categoria, então, reduziu o pedido para 7,5% e a prefeitura chegou a propor 5% – que também foi negado.

Benigno ressalta que, nesta segunda, uma reunião reduziu ainda mais o pedido do movimento grevista. “Fizemos um ofício dizendo que a antiga proposta havia sido recusada e reiterando uma nova proposta, de 6%. A prefeitura disse que deve dar um posicionamento”, complementa.

O secretário de Educação, Rosenir Arcenio, afirma que a administração municipal vai analisar durante toda a tarde e um resultado deve ser divulgado na terça (11). “Vamos sentar com a prefeitura, comissão e contabilidade para discutir. Eles querem 3% em julho e 3% em dezembro. Vamos fazer um estudo para viabilizar”, ressalta.

Em relação à carga horária do pessoal de apoio, os grevistas pedem uma redução de 40 horas para 30 horas. Todas as escolas municipais estão paradas. A categoria é composta por 400 professores e 200 outros funcionários.

Clique aqui e curta nossa página do facebook

Greve dos professores em Tarauacá

Estudante Brasileiro ameaça professor em universidade de Medicina Boliviana

Caso o aluno que está por trás das ameaças não seja identificado, toda a turma de Medicina do quinto ano, ficará sem aula durante todo o ano de 2017.

Universidade Amazônica de Pando

Os reitores e vice-reitores da Universidade Amazônica de Pando (UAP) realizaram nesta quarta-feira (5), uma paralisação na instituição, após um estudante brasileiro fazer ameaças a um docente.

Por meio do WhatsApp, o aluno que supostamente seria brasileiro, diz ao professor que ele deve renunciar ao cargo na universidade até a próxima segunda-feira (10), caso contrário o criminoso que faz a ameaça promete matar a esposa e o filho do docente. Para provar que fará o prometido, o suposto aluno dá o endereço do local de trabalho do professor, em uma tentativa de intimidá-lo.

Os motivos da ameaça ainda não foram revelados, mas após uma longa reunião realizada na noite da última terça-feira (4), ficou decidido pela paralisação de advertência durante 24 horas até que o aluno se apresente ou algum dos seus colegas revele o autor das ameaças.

Caso o aluno que está por trás das ameaças não seja identificado, toda a turma de Medicina do quinto ano, onde o professor leciona, ficará sem aula durante todo o ano de 2017. Além disso, a direção afirmou que toda a grade que já estudada desde o primeiro ano de curso será cancelada. As decisões foram publicadas por meio de documento assinado por diversos docentes, além de reitores.

A notícia reverberou nos jornais bolivianos e os alunos estão apreensivos pelas medidas que a direção prometeu tomar.  À convite de todo o reitorado, os estudantes irão participar da reunião na noite desta quarta-feira (5), onde irão decidir o que fazer com o restantes das turmas.

Professores

Estudante brasileiro ameaça professor

 

Documento registra as medidas que a Universidade pode tomar

Com Informação contilnet

Escritor Ilan Brenman palestra para servidores da Educação do Acre

O evento foi realizado na tarde desta terça-feira, 4, no Teatro Plácido de Castro, em Rio Branco. Nazareth Araújo destacou que o governo do Acre é um entusiasta das boas práticas educacionais.

 Por Concita Cardoso 

Escritor Ilan Brenman

“Formando leitores dentro da escola: como aproximar os livros das crianças e jovens do século XXI” foi o tema da palestra do escritor Ilan Brenman para professores, coordenadores pedagógicos e de ensino, além de gestores escolares da rede pública. 

A governadora em exercício Nazareth Araújo esteve presente e destacou que o governo do Acre é um entusiasta das boas práticas educacionais. “Investimos em práticas que contribuem para a inclusão por meio da educação. Ilan Brenman nos honra em vir ao Acre falar sobre uma nova abordagem para o jovem do século XXI que é tão desafiado pela inovação tecnológica, sem, no entanto, esquecer da importância da literatura para suas vidas”, disse.

Para Ilan Brenman, a literatura é tão essencial para as crianças como o respirar. “História faz parte da infância. Neste encontro, vou compartilhar meus conhecimentos do mundo da literatura, vou tentar contagiar os professores com a paixão que tenho pelas palavras e pelos livros. Quero mostrar a eles que, se não forem modelo de leitores, não adianta achar que literatura é importante. Não podemos esquecer que livro, leitura e desenvolvimento têm uma relação direta”, alertou.

Marco Brandão, secretário de Estado de Educação e Esporte (SEE), frisou que a leitura e a escrita são exercícios necessários para o desenvolvimento da consciência e das pessoas. “A literatura contribui não só para a formação da pessoa, para o mundo escolar, mas ela servirá para todas as áreas de nossas vidas. Mostrar isso é nosso grande intuito”, destacou.

Um pouco sobre Ilan Brenman

Ilan Brenman, conhecido como contador de histórias, é doutor em educação pela Universidade de São Paulo (USP) e psicólogo formado pela PUC. Ele é um dos principais escritores de literatura infantil do Brasil, ganhador de diversos prêmios, com mais de 60 publicações.

Desde 2011, os livros do escritor ultrapassaram as fronteiras brasileiras e hoje já são publicados na França, Itália, Alemanha, Polônia, Espanha, Portugal, Suécia, Dinamarca, México, Argentina, Coreia e China.

Atualmente Brenman percorre o Brasil e o mundo ministrando palestras e participando de feiras de livros em escolas, universidades públicas e privadas sobre temas contemporâneos nas áreas de cultura, família, literatura e educação.

 

Governo investe mais de R$ 8 milhões no Ensino Médio Integrado

A governadora em exercício Nazareth Araújo participou na manhã desta terça-feira, 4, no auditório da Faculdade da Amazônia Ocidental (FAAO), da aula inaugural dos Cursos Técnicos Integrados ao Ensino Médio.

 Por Concita Cardoso 

escola

Novo ensino integrado tem como objetivos oferecer uma formação humana integral. Mais de 700 alunos serão beneficiados com o ensino médio integrado (Foto: Val Fernandes)

A ação desenvolvida pelo governo é fruto da parceria entre o Instituto Dom Moacyr (IDM), a Secretaria de Estado de Educação e Esporte (SEE) e o Ministério Público do Trabalho (MPT).

Para mais essa modalidade de educação, que alia Educação Básica e Educação Profissional, foram investidos de mais de R$ 8 milhões por meio do Programa de Saneamento Ambiental e Inclusão Socioeconômica do Acre (Proser) e MPT, além de recursos próprios do estado.

O público-alvo para a oferta dos cursos foram estudantes de nível médio. Ao todo, 734 foram matriculados.

“Se quisermos ter uma sociedade com jovens bens colocados no futuro, precisamos dar oportunidade de formação para o trabalho. Precisamos dar uma formação que realmente tenha significado para a vida dos nossos jovens, lhe proporcionando formação e oportunidade”, disse Nazareth Araújo.

O novo ensino integrado tem como objetivos oferecer uma formação humana integral, articulação entre trabalho, ciência, tecnologia e cultura, mostrar o trabalho como princípio educativo, elaborar estratégias pedagógicas inovadoras, dando possibilidade ao educando formado de prosseguir seus estudos e exercer uma profissão com competência para se inserir no mercado de trabalho.

“Hoje o governo escreve uma nova história na educação profissional do Acre. Começamos essa aula inaugural com mais de 700 alunos inscritos em nossos cursos. Ao oferecermos esses cursos estamos tirando vários jovens da ociosidade, estamos mudando a vida dessa juventude. O nosso compromisso é formá-los com qualidade”, destacou a diretora-presidente do Instituto Dom Moacyr, Rita Paro.

Rita Paro ainda fez questão de deixar claro: “o currículo integrado não é um currículo sobreposto. O aluno terá uma jornada de aula diferenciada. Ele irá passar mais tempo na escola, e ao término de três anos, ele sai com uma formação na educação básica e na educação profissional na área que ele escolheu”, esclareceu.

Cursos

Os cursos técnicos oferecidos foram nas áreas de saúde, floresta, design, artes, gastronomia e hospitalidade, sendo eles: Técnico em Enfermagem, Técnico em Saúde Bucal, Técnico em Estética, Técnico em Agroecologia, Técnico em Floresta, Técnico em Design de Móveis, Técnico em Teatro, Técnico em Cozinha e Técnico em Hospedagem.

A execução dos cursos será através da Escola Técnica em Saúde Maria Moreira da Rocha, Escola Roberval Cardoso, Cept Design,  Escola de Gastronomia e Hospitalidade.

O aluno do curso técnico em Enfermagem, Leonardo Carmo da Silva, falou de sua alegria de ter sido contemplado com uma vaga. “Vou ter um novo destino para minha vida. Vou ter um futuro. Passei duas semanas buscando uma vaga na Escola da Saúde Maria Moreira da Rocha e, graças ao meu esforço, consegui. Estou muito feliz por isso”, revelou.

“Vou ter um novo destino para minha vida”, disse Leonardo do Carmo (Foto: Val Fernandes/Secom)

SEE divulga lista de classificados do Bolsa Alfabetizador do Programa Quero Ler

Os candidatos deverão comparecer no dia 11 de julho, portando os documentos pessoais nos horários e nos endereços, mencionados no edital.

 Por Thiago Bezerra 

A Secretaria de Educação e Esporte do Acre (SEE) torna pública a 1ª convocação dos candidatos classificados e selecionados para ingressarem no Bolsa Alfabetizador do Programa Quero Ler.

Os candidatos deverão comparecer no dia 11 de julho, portando os documentos pessoais nos horários e nos endereços, mencionados no edital, para receber instrução de como proceder para a formação de turmas e atendimento do Processo Seletivo Simplificado.

As cidades são  Acrelândia, Assis Brasil, Bujari, Capixaba, Cruzeiro do Sul, Feijó, Jordão, Mâncio Lima, Manoel Urbano, Plácido de Castro, Porto Acre, Porto Walter, Rodrigues Alves, Santa Rosa e Sena Madureira.

A exceção é para os candidatos de Senador Guiomard, que será dia 12 de julho.

O edital com a relação completa encontra-se no site da SEE.

quero ler

Educação e esporte são fomentados com recurso de penas pecuniárias

Verba judicial foi utilizada em projetos que atenderam o público infantil.

Alunos

Na Comarca de Assis Brasil, seis projetos foram beneficiados com o recurso do fundo de penas pecuniárias em 2016, quatro fundamentados na educação e os outros dois em promoção do esporte.  O cadastramento deste ano encerra-se nesta sexta-feira (30).

Entidades públicas e privadas, com finalidade social e sem fins lucrativos, poderão apresentar projetos no Fórum de Assis Brasil, conforme o edital n° 1/2017, publicado na edição n° 5895 do Diário da Justiça Eletrônico (6/6).

Como a Escola Municipal Edilsa Maria Batista, que dinamizou o aprendizado de 310 alunos do 1º ao 5º ano por meio do “Encenando com Gêneros Textuais”.  O recurso foi empregado em materiais para a confecção de figurinos e cenários das peças teatrais.

Segundo o relatório apresentado pela unidade escolar, as crianças aprimoraram sua oralidade, ao mesmo tempo em que foram estimuladas por suas professoras a leitura e criatividade. Então, houve apresentações semanais, que envolviam toda a comunidade escolar.

Já na Escola Infantil Simon Bolivar foi adquirido brinquedos e jogos. Solangy Araújo, que era gestora da unidade escolar, conta que o projeto “Cantos temáticos na educação” fomentou o desenvolvimento de quatro áreas: intelectual, físico, social e emocional, pois as atividades e suas interações permitiram que as 231 crianças tivessem mais momentos de compartilhamento e desenvolvimento de habilidades.

Promoção ao esporte

O “Campeonato Escolar Interclasse de Futsal” mobilizou a comunidade da Escola Estadual Iris Célia Cabanellas Zannini. O investimento em bolas, coletes, placar, apitos, cartões, troféus, medalhas era de R$ 3.158, mas o envolvimento dos atletas e ânimo de todas as turmas não teve preço.

Outro destaque foi o projeto desportivo apresentado pelo 2º Pelotão Especial de Fronteira. O investimento de R$ 2.865,90 foi utilizado para comprar 41 tênis para as crianças atendidas pelo programa Forças no Esporte.

Alunos do Acre

Por GECOM – TJAC

“Instituto de Matemática oferece conhecimentos que servem pra vida”

Mesmo de férias, Saad e os amigos continuam praticando as atividades do local. 

Instituto de Matemática 1

“O Instituto nos dá conhecimentos que servem pra vida.” Estas são as palavras da estudante Jamilly Saad, uma das 18.216 mil pessoas atendidas pelo  Instituto de Matemática, Ciência e Filosofia (IMCF) do Acre.

No instituto ligado à Secretaria de Estado de Educação e Esporte (SEE), Jamilly já fez os cursos de Matemática Lógica, Xadrez e Robótica.

Estudante do 3º ano do ensino médio na escola São João Batista, ela diz que os ensinamentos do IMCF são importantes, porque suprem as carências de formações nessas áreas.

“A matemática é uma especialidade difícil de encontrar em cursos e, quando tem, é muito caro. Por isso acho importante a proposta desse estabelecimento, por ser totalmente gratuita e com professores qualificados”, diz.

O estudante Daniel Oliveira frequenta o IMCF desde 2015 e durante esse tempo já fez seis cursos e uma oficina. “Gosto daqui porque posso aprimorar meus conhecimentos e me especializar em diferentes campos científicos”, explica.

Oliveira está no último ano do ensino médio e diz que vai fazer faculdade de psicologia e que os cursos vão ser um diferencial na carreira, além de muito úteis quando for fazer o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

“A escola ensina os conteúdos que estão na grade curricular, que são bons e necessários, mas quem vai além e busca complementar esses conhecimentos, já está um passo a frente da maioria. E aqui é um excelente local para isso, porque tem mestres que ajudam você na sua individualidade”, diz.

Frutos

Daniel é um dos destaques da instituição e o cubo mágico é uma de suas habilidades. Tanto que foi um dos vencedores do 1º Torneio de Cubo Mágico realizado no Acre. “Venci na categoria 3/3 e estou muito feliz. Agora pretendo ajudar o Instituto a levar isso para outras pessoas”, conta.

Sobre o instituto

O IMCF foi criado em 2014 pelo governador Tião Viana. Em três anos de atuação, atendeu 18,216 mil acreanos. Só no primeiro ano de implantação foram 1.234. Em 2015 mais 6.324, e no ano passado, 8.621. Este ano apenas no primeiro semestre foram 2,037.

No espaço são oferecidas atividades educacionais que complementam o currículo escolar, contribuem com o desenvolvimento de novas habilidades e aumentam a qualidade da educação acreana. Todos os serviços são gratuitos e disponibilizados para o público em geral.

De exatas a humanas, o instituto oferta em sua grade cerca de 15 cursos semestralmente. “Buscamos ofertar  atividades inovadoras que possibilitem a formação  da nossa população em diferentes ramos”, explica Alessandro Nasserala, coordenador do espaço.

O IMCF faz parte do Centro de Referências e Inovações para a Educação (CRIE), da Secretaria Estadual de Educação e Esporte (SEE). Está localizado no antigo Mira Shopping, centro de Rio Branco.

Instituto de Matemática

Governo contrata mais de 100 servidores técnicos para a Educação

Novos servidores durante a posse, no auditório da SEE; boa parte deles vai atuar também nas escolas da zona rural. 

O governo do Estado do Acre empossou 124 novos servidores do corpo técnico-administrativo aprovados no concurso de 2013 da Secretaria de Estado de Educação e Esporte, a SEE, em solenidade realizada nesta terça-feira, 27, no auditório da instituição.

Ao todo, foram convocados 187 candidatos, os que não tomaram posse na terça têm até o dia 30 deste mês para entregar os documentos. Mais de dois mil aprovados já foram convocados para atuar na Educação.

As novas contratações fazem parte dos esforços da administração do governador Tião Viana pela valorização da rede pública de ensino, garantindo mais qualidade à comunidade escolar de todo o estado.

O ato de assinatura dos contratos com as presenças do gestor da SEE, Marco Brandão, e da secretária de Estado de Gestão Administrativa, Sawana Carvalho, consolida um novo tempo para as escolas que vão contar com mais servidores no suporte à docência, sobretudo, aquelas mais distantes, localizadas na zona rural.

Um dos novos servidores é Ociclay Lima. “Esta é uma oportunidade de realizar o sonho de continuar colaborando com a educação”, diz ele, que é formado em matemática e também leciona por meio de contrato provisório.

De acordo com o programado pela Educação, os novos profissionais começam a trabalhar imediatamente, ou seja, já nesta quarta-feira, 28.

Nas palavras de Brandão, a posse dos novos servidores da casa permite que o governo do Estado do Acre avance significativamente rumo ao que ele classificou de “universalização da Educação”.

“Nossos esforços são por uma Educação cada vez mais inclusiva. Que ela seja pública e gratuita, mas que também seja de qualidade e que possa atender à demanda de nossas famílias. Neste sentido, damos boas-vindas aos nossos novos colegas, que com certeza somarão forças com a gente”, afirmou o secretário Marco Brandão.

saúde no acre

Servidora recém-empossada posa para a foto com o secretário de Educação, Marco Brandão; oportunidade de emprego e de contribuir para o ensino (Foto: Mardilson Gomes/SEE)

Estudantes de escola pública conhecem a Rádio Aldeia FM em Brasileia

A unidade da Fundação Aldeia de Comunicação (Fundac) em Brasileia recebeu na última sexta-feira, 23, uma visita especial: estudantes da Escola Municipal Infantil Os Pastorinhos.

 Por Rayele Oliveira 

Eles conheceram a estrutura da rádio na região, conversaram com os profissionais e viram como funciona os bastidores de uma emissora.Como uma das ações do projeto piloto de comunicação idealizado pela escola para ter uma parceria com a rádio, os alunos tiveram a oportunidade de conhecer servidores da unidade e uma parte da estrutura que integra a Rede Pública de Comunicação no Alto Acre.

O coordenador da rádio Fernando Oliveira agradeceu a visita dos estudantes e declarou: “Muito importante recebermos a visita do público estudantil. Nós, que realizamos a prestação de serviços de utilidade pública nesta unidade, continuamos de portas abertas para essa e outras parcerias que surgirem”.

Para a diretora da escola Vera Lúcia da Silva, é necessário despertar a consciência das crianças para um veículo tão essencial para a comunicação. “Ficamos muito felizes por poder contar com essa parceria e pela recepção aos nossos alunos na rádio, que é uma emissora tão importante e que precisa ser valorizada”, frisou.

Alunos da escola Os Pastorinhos, durante visita na Rádio Aldeia