Governo cria a Escola de Gestores Escolares do Acre

Com visão estratégica voltada para o futuro, a Secretaria de Estado de Educação e Esporte (SEE), instituiu a Escola de Gestores Escolares do Estado do Acre.

 Por Mágila Campos 

Escola

Brandão destacou a importância da Escola de Gestores no processo de formação dos profissionais (Foto: Mardilson Gomes/Assessoria SEE)

O ato que representa um marco para a educação acreana foi realizado na tarde da última sexta-feira, 12, em Rio Branco.

A coordenação que agora integra a estrutura da pasta da educação tem como prioridade ofertar a formação continuada, em serviço, para os profissionais das áreas administrativas e de gestão, de toda a rede pública do Estado.

Sob o comando da Diretoria de Gestão Estratégica e Relações Institucionais, atenderá prioritariamente titulares da direção, servidores da secretaria escolar, das coordenações de ensino, gestão e administrativa, totalizando 252 profissionais de cada segmento.

Durante o lançamento da Escola de Gestores, o secretário da SEE, Marco Brandão, destacou a importância dela no processo de formação dos profissionais e disse que a educação precisa romper as barreiras do tempo e do espaço e se adequar as necessidades exigidas pela geração do século 21.

Lembrou ainda que os cursos serão ofertados na modalidade a distância, que consiste na utilização dos meios tecnológicos como ferramentas no processo de ensino aprendizagem.

“Estamos anunciando para vocês um desafio, que também é nosso. Muito mais do que um curso, entendam isso como um desafio de vida, entendam como um desafio necessário, para que vocês sejam, de fato, os diretores e servidores que as nossas escolas precisam, para que assim possam fazer mais e melhor o que vocês já fazem muito bem. Vamos a luta!”, enfatizou Brandão.

O deputado estadual Daniel Zen, também participou do evento e ressaltou o papel do servidor público no desenvolvimento da educação básica. “A Escola de Gestores vem para aprimorar e desenvolver nos profissionais, as competências e habilidades de gestão e liderança, que são essenciais nos processos educacionais de transformações sociais dos nossos estabelecimentos de ensinos”, destaca.

Léo de Brito, deputado federal que também prestigiou o evento, disse que a educação do Acre já é uma escola de gestores. “A experiência do Acre já é uma experiência de escola de gestores escolares, nós estamos aqui apenas institucionalizando isso. Por que do ponto de vista normativo, o processo de formação continuada é fundamental, já que a gestão está em permanente mudança, e os gestores precisam estar preparados para os novos desafios”, ressaltou o parlamentar.

A Escola

A escola ofertará cursos de formação e certificação na modalidade à distância, por meio da plataforma ead.see.ac.gov.br. Sua criação atende as metas 2 e 3 do Plano Estadual de Educação e a Lei 3.141/16, que regula a necessidade de oferta do curso de certificação para os interessados em concorrerem à função de diretor escolar, com exames de certificação, para um mandato de quatro anos.

Da capital ao interior

A princípio, a Escola de Gestores contará com polos de referência em Rio Branco, Cruzeiro do Sul, Acrelândia, Tarauacá, Feijó, Sena Madureira, Brasileia e Xapuri. A atuação se dará por meio da parceria com os Centros de Educação Profissional do Estado (CEDUP), que já atuam nas respectivas cidades.

“A nossa equipe [da Escola de Gestores] está há quase três anos trabalhando, aprendendo, buscando os melhores mecanismos, com experiências de outros locais, para trazer para os servidores acreanos essa plataforma, que vai ajudar a se qualificarem melhor para os cargos que exercem. Ela não é uma obra acabada, por que vai ser refeita rotineiramente, para que possa responder com eficácia as demandas das instituições da nossa região”, disse Weyder Oliveira, coordenador do programa.

 

 

Defensoria Pública promove ação social em creche de Rio Branco

Creche Coração de Jesus atende 325 crianças, conta com a ajuda de 35 funcionários e possui um anexo no bairro Taquari. 

 Por Felícia Nascimento 

Creche Coração de Jesus

A Defensoria Pública do Estado do Acre (DPE/AC), em parceria com o gabinete da Vice-Governadoria, tem atuado em ações que abordam questões sociais. Como exemplo, a oficina de “Drogadição e População de Rua”, que despertou ainda mais a necessidade de abraçar, promover e fomentar boas ações.

Na quarta-feira, 7, a defensora Juliana Marques e Susie Lamas representante do gabinete da Vice-Governadoria, realizaram a entrega de alimentos arrecadados no I Seminário da Defensoria Pública, para a creche Coração de Jesus, localizada na Baixada da Sol.

A DPE/AC tem sido uma instituição presente e atuante das causas sociais, além de garantir orientação jurídica, a promoção dos direitos humanos e a defesa, em todos os graus, judicial e extrajudicial, dos direitos individuais e coletivos, de forma integral e gratuita aos necessitados.

“A parceria com o gabinete da vice-governadora tem gerado grandes frutos para Defensoria e para sociedade, primeiramente com o apoio técnico da rede para o acontecimento da oficina para pessoas em drogadição e em situação de rua, e agora, com as indicações para a entrega de alimentos, arrecadados do evento realizado pela Defensoria Pública. Ficamos muito felizes em ajudar a creche e de poder contribuir com esse projeto”, disse a defensora.

Creche Coração de Jesus

Um Lar de Amor. Projeto fruto da dedicação, zelo e cuidado. Fundada há oito anos, a creche Coração de Jesus nasceu de um sonho de Maria Julia, coordenadora pedagógica e fundadora do projeto.

Movida pela força de vontade de ajudar o próximo, Maria Julia, dedicou os estudos, o tempo e a vida às crianças. Antes, por não ter condições, as recebia na sua própria casa.

Aos poucos, o projeto ganhou nova estrutura, recebe o apoio do governo do Estado, por meio da Secretaria de Educação, doações das Servas de Maria Reparadoras, além de outras instituições.

A Creche Coração de Jesus, atende 325 crianças, conta com a ajuda de 35 funcionários e possui um anexo no bairro Taquari.

“É um trabalho que só tem crescido. Todos se doam, somos um coletivo em prol de nossas crianças, trabalhamos com a mesma visão. Agradeço a Deus por ter me concedido essa missão, por nos fortalecer todos os dias, pelo comprometimento de toda equipe, para sempre oferecer o melhor à comunidade”, disse. “A melhor coisa é você fazer o que você gosta, pois fazemos tudo com muito amor”, acrescentou.

Creche Coração de Jesus 1

Uninorte oferece 142 bolsas pelo Programa Universidade Para Todos no Acre

As inscrições para o segundo processo seletivo de 2017 no Prouni começam hoje, dia 06 de junho, e se estendem até o dia 09, quinta-feira. Das bolsas disponibilizadas no Acre, 50 são integral e 92 parcial.

A distribuição detalhada poderá ser consultada durante a inscrição. Os interessados em concorrer a uma das 142 vagas oferecidas pela Faculdade Barão do Rio Branco, mantida pela Uninorte, devem se inscrever através do site http://siteprouni.mec.gov.br/. Para efetuar a inscrição é necessário o candidato ter participado do Enem de 2016, obtido no mínimo 450 pontos na média das notas do Exame e nota maior que zero na redação.

Sobre o Prouni:

É um programa do Ministério da Educação, criado pelo Governo Federal em 2004, que oferece bolsas de estudos integrais e parciais (50%) em instituições privadas de educação superior, em cursos de graduação e sequenciais de formação específica, a estudantes brasileiros sem diploma de nível superior. Podem participar do programa estudantes egressos do ensino médio da rede pública ou da rede particular na condição de bolsistas integrais da própria escola; Estudantes com deficiência; Professores da rede pública de ensino, no efetivo exercício do magistério da educação básica, integrantes de quadro pessoal permanente de instituição pública. Nesse caso, não é necessário comprovar renda.

Para concorrer às bolsas integrais, o candidato deve comprovar renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até um salário mínimo e meio. Para as bolsas parciais (50%), a renda familiar bruta mensal deve ser de até três salários mínimos por pessoa.

Abaixo, tabela dos cursos ofertados pela Uninorte para o Prouni 2017/2.

VAGAS PROUNI 2017/2  
ADMINISTRAÇÃO (56482) 9
ARQUITETURA E URBANISMO (97245) 2
ARQUITETURA E URBANISMO (97245) 8
BIOMEDICINA (1193613) 3
BIOMEDICINA (1193613) 6
CIÊNCIAS CONTÁBEIS (56489) 3
DIREITO (57394) 1
DIREITO (57394) 7
EDUCAÇÃO FÍSICA (97223) 7
EDUCAÇÃO FÍSICA (1332472) 8
ENFERMAGEM (98738) 5
ENFERMAGEM (98738) 8
FARMÁCIA (1331496) 3
FISIOTERAPIA (98059) 3
FONOAUDIOLOGIA (1330940) 5
GESTÃO AMBIENTAL (72567) 10
GESTÃO HOSPITALAR (1193408) 2
JOGOS DIGITAIS (1332351) 9
MEDICINA (1193275) 5
ODONTOLOGIA (99824) 3
ODONTOLOGIA (99824) 3
PSICOLOGIA (104063) 5
RADIOLOGIA (1192781) 5
RADIOLOGIA (1192781) 7
REDES DE COMPUTADORES (72575) 7
SISTEMAS DE INFORMAÇÃO (82364) 8
TOTAL 142

Uninorte

Prêmio de Gestão e Censo Escolar chegam a Feijó, Tarauacá e Jordão

Secretários Marco Brandão e Evaldo Viana lançaram o Prêmio de Gestão e o Educacenso. Em Tarauacá, lançamento contou também com representantes do município do Jordão.

 Por Stalin Melo 

Prêmio de Gestão e Censo Escolar

Melhorar a qualidade de ensino e incentivar as boas práticas educacionais estão entre os objetivos do Prêmio Gestão Escolar (PGE), uma iniciativa do Conselho Nacional dos Secretários de Educação (Consed) e do Educacenso, do Instituto de Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Depois de serem lançados em Rio Branco e também nos municípios do Alto Acre, esta semana o secretário de Estado de Educação e Esporte (SEE), Marco Brandão e o secretário-adjunto Evaldo Viana, apresentaram os projetos aos gestores, professores e coordenadores de Feijó, Tarauacá e Jordão.

Em relação ao Prêmio de Gestão, que desde 2011 passou a ser bianual, uma novidade importante. O Acre sediará a etapa regional e o secretário Marco Brandão é o responsável pela coordenação, este ano, do prêmio em nível nacional, o que demonstra o crescimento da qualidade do ensino em nosso estado.

As inscrições irão até o dia 14 de agosto e os gestores podem se inscrever pelo site www.premiogestaoescolar.com.br. O secretário lembra que o PGE faz com que as escolas tenham a oportunidade de mostrar as boas ações que as escolas realizam a fim de melhorar a qualidade de ensino dos alunos.

Já o Educacenso, que faz um levantamento de todos os dados relacionados a cada escola, Marco Brandão lembrou, ao fazer o lançamento nesses municípios, que não se trata apenas de um conjunto de números, mas uma ferramenta que ajuda a melhorar a qualidade do trabalho dos gestores e faz com que a comunidade escolar possa enxergar a realidade da educação.

No ano passado, o Acre foi um dos únicos Estados que conseguiu realizar 100% do levantamento dos dados (o outro foi Mato Grosso do Sul), fato que ajuda na adequação de políticas públicas e elogiado pelo Inep.

Estudantes faz caminhada ambiental na APA do Lago do Amapá

Educar para o futuro.  A caminhada compõe a programação do Mês do Ambiente.

 Por Maria Meirelles 

É com esse lema que a direção da Escola Estadual de Ensino Fundamental Rural Ruy Azevedo, localizada dentro da Área de Proteção Ambiental (APA) do Lago do Amapá, em Rio Branco, trata as questões que envolvem o meio ambiente.

Na manhã deste sábado, incentivados pelos professores e pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), os alunos promoveram uma caminhada, com o intuito de conscientizar toda a comunidade sobre os cuidados e a preservação do planeta.

A atividade compõe a programação do Mês do Ambiente, promovida pelo Estado, que tem como tema, este ano, o “Acre no Caminho da Sustentabilidade”. Ao término do trajeto percorrido dentro da própria comunidade, os alunos e professores plantaram árvores na casa dos moradores.

As boas práticas são repassadas de várias maneiras, pelos professores, aos alunos durante todo o ano letivo. A pequena Emily Vitória da Silva, 9 anos, lista os ensinamentos adquiridos na sala de aula. “Aprendi que a gente não pode jogar lixo na rua e nem poluir os rios”, citou.

Tudo o que aprende na escola, Felipe de Oliveira da Silva, de 13 anos, põe em prática em casa. “Hoje, eu cuido do meu quintal e não deixo meus pais e vizinhos queimarem o lixo. Com as folhas caídas, faço adubo para plantar as verduras que a gente come”, contou.

Todas as atividades de cunho educativo ambiental são desenvolvidas em parceria com a gestão da APA do Amapá (Sema). “A educação ambiental tem um poder transformador, a gente pensa que não, mas é essa criançada que é responsável por consolidar essa mensagem de sustentabilidade. Portanto, a gestão da APA, em parceria com a escola, tem apostado muito nesse caminho”, salientou a gestora da unidade de conservação, Mirna Caniso.

Elizangela da Silva Mendonça, diretora da escola, observa que educação ambiental é uma das diretrizes de ensino da instituição. “A gente tem feito esse trabalho de conscientização, principalmente porque a nossa escola é situada em uma APA e é muito importante que os nossos alunos tomem consciência do lugar onde eles vivem, para que seja cuidado e preservado”.

Estudantes

Bomba é detonada dentro da escola Glória Perez, em Rio Branco

A polícia foi acionada e os responsáveis ainda não foram identificados.

Os alunos e profissionais que trabalham na Escola Glória Perez, no bairro Placas, passaram momentos de medo na tarde desta quarta-feira, dia 31, quando uma bomba caseira teria sido detonada dentro da instituição de ensino.

Procurada, a Secretaria de Educação e Esporte (SEE) informou eu está acompanhando o caso desde o ocorrido, e que ainda não há informações mais detalhadas. Uma servidora do órgão foi destacada para conversar com os representantes da escola pública que funciona em regime integral.

Ana Souza, estudante da escola, conta que na hora da explosão hoje correria nas salas e nos corredores da unidade escolar. Ela diz que ninguém sabia explicar o que estava acontecendo. Uma das reclamações é sobre a refeição que nem sempre é servida em quantidade necessária, deixando alguns estudantes sem alimentação.

“Essa é uma das coisas que mais reclamamos. Tem dias que falta comida, e agente fica sem comer mesmo. Eu acredito que quem fez isso, fez porque está de saco cheio com a falta de comida. Aqui a gente só tem aula, aulas, e aula, mais nada. Isso não é ensino integral. Será que é precisa lançar uma bomba na escola para ele nos ouvirem?”, questiona a estudante de 17 anos.

Uma nova ameaça de bomba teria sido alardeada nos corredores do Glória Perez na manhã desta quinta-feira, dia 1º de junho. Sobre isso, a SEE não quis se manifestar. A informação é apenas de que a situação está sendo apurada e que, tão logo seja possível, haverá um pronunciamento oficial da secretaria.

Escola em Rio Branco

João Renato Jácome / Ac24horas

Governo do Estado convoca mais 187 aprovados na Educação

Os convocando terão prazo de até 30 dias, a contar desta terça-feira, para a apresentação dos documentos relativos ao cargo.

 Por Resley Saab 

Educação

O governo do Estado do Acre está convocando mais de 180 candidatos aprovados no concurso de 2013, da Secretaria de Estado de Educação e Esporte, (SEE), para apresentar documentação e assinar o termo de posse nos cargos de apoio administrativo educacional, nível 2.

O decreto, assinado pelo governador Tião Viana, foi publicado no Diário Oficial desta terça-feira, 30, e traz os nomes dos convocados para os seus respectivos municípios.

O ofício nº 831, de 4 de maio de 2017, do Gabinete-Adjunto da SEE,  nomeia 129 servidores administrativos para a zona urbana e outros 58 para a zona rural, perfazendo 187 novos servidores.  O maior número de contratados é para Rio Branco, com 67 pessoas para a zona urbana e outras 17 para a zona rural.

Conforme o secretário-adjunto de Educação, José Alberto Nunes, o Xaxá, a convocação dos novos servidores ratifica o compromisso desta administração com a valorização dos profissionais educadores e por um ensino de melhor qualidade.

“Graças à sensibilidade do governador Tião Viana, é possível avançarmos cada vez mais num ensino de qualidade, inclusivo e para todos os acreanos”, afirmou Xaxá, em tom de agradecimento.

Com o aumento salarial em 2016, o impacto geral na folha de pagamento da Educação saltou para R$ 126 milhões. No entanto, ao final da gestão Tião Viana, em 2018, a previsão é de que ele atinja mais de R$ 700 milhões, um sinal de que esta gestão está preocupada com a valorização de seus professores e técnico-administrativos.

José Alberto Nunes, o Xaxá, comemora as novas convocações para o cargo de apoio na SEE (Resley Saab/SEE)

Sisu inicia hoje inscrições para o 2° semestre; Ufac oferece 300 vagas

Na hora da inscrição, os candidatos podem escolher até dois cursos por ordem de preferência.

O Ministério da Educação (MEC) abre nesta segunda-feira (29) as inscrições para a segunda edição do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que poderão ser feitas no portal do programa, na internet, até o dia 1º de junho. Para se inscrever, o candidato precisa apenas de seu número de inscrição e senha cadastrados no Exame do Ensino Médio (Enem) de 2016.

Na hora da inscrição, os candidatos podem escolher até dois cursos por ordem de preferência. Até o fim do período de inscrição, o estudante poderá alterar a opção de curso. Também deve definir se deseja concorrer a vagas de ampla concorrência, ou pelo sistema de cotas destinadas a estudantes de escolas públicas, ou a vagas destinadas às demais políticas afirmativas das instituições.

Uma vez por dia, o MEC divulga a nota de corte de cada curso, de acordo com as inscrições feitas até aquele o momento, e a classificação parcial do candidato na opção de curso escolhida.

Ao todo, serão ofertadas 51.913 vagas em 1.462 cursos de 63 instituições de ensino, entre universidades federais e estaduais, institutos federais e instituições estaduais.

Nesse processo, valerá a nota do Enem 2016. Para participar, os candidatos não podem ter tirado 0 na redação do Enem.

As inscrições ficam abertas de 29 de maio a 1° de junho para a concorrência na Universidade Federal do Acre (Ufac). Ao todo, 380 vagas estarão disponíveis apenas para Rio Branco.

sisu novas vagas

Com informações Contilnet

Mulher Cidadã leva saúde e cidadania à Vila Caquetá

Rodas de conversa despertam a atenção dos jovens para temas importantes. Esclarecimentos sobre programas sociais é um dos serviços oferecidos pelo Mulher Cidadã.

 Por Leônidas Badaró 

Os moradores da Vila Caquetá, que faz parte do município de Porto Acre, e fica a cerca de 80 quilômetros de Rio Branco, tiveram uma tarde bem diferente da rotina diária da comunidade na última sexta-feira, 26.

A intensa movimentação na escola de ensino fundamental Cristo Rei chamava a atenção. É que no lugar das aulas, o espaço começava a sediar mais uma edição do Projeto Mulher Cidadã e os atendimentos do Saúde Itinerante.

Coordenado pelo gabinete da vice-governadora Nazareth Araújo, o Projeto Mulher Cidadã trabalha para que o Governo do Acre cumpra uma de suas principais missões que é levar cidadania a todos os moradores do estado, principalmente, os que estão mais distantes dos centros urbanos.

Na Vila Caquetá, os moradores da região puderam acessar diversos serviços sociais, além de orientação jurídica disponibilizada pela Defensoria Pública do Estado do Acre (DPE/AC).

A iniciativa ajuda pessoas como a dona de casa Diélica de Oliveira, moradora do quilômetro 90. Ela foi em busca de informações de como acessar programais sociais. “A gente só tem que agradecer receber esse projeto aqui na comunidade. Muitos de nós não tem dinheiro para ir na cidade buscar atendimento. Estou muito feliz e agradecida”, diz.

Outro serviço bastante procurado pelos moradores são as orientações jurídicas da Defensoria Pública. “Fazemos todas as orientações, quem trás documentação a gente já leva para dar entrada na ação e nas localidades onde há internet nós fazemos consultas processuais. O objetivo é trazer a Defensoria mais perto das pessoas”, destaca Alexia Cristina Pereira, Defensora Pública.

Rodas de conversa com os jovens da comunidade

Uma outra ação importante do projeto são as rodas de conversas com estudantes da comunidade que conta com o apoio de diversas secretarias. Gravidez na adolescência e combate às drogas, saúde mental e mudanças climáticas são alguns dos temas abordados com os jovens.

Como em sua grande maioria, os estudantes são filhos de produtores rurais e já ajudam nas propriedades dos pais, onde o uso sustentável dos recursos naturais também tem espaço. “Eu aprendi hoje que é possível produzir sem desmatar e nem tocar fogo na propriedade. Quando eu chegar em casa, vou repassar o que aprendi pra minha família”, explica Felipe Eloan, de 16 anos e aluno do 1º ano do ensino médio.

Um dos principais objetivos das rodas de conversa é conscientizar os jovens sobre os prejuízos advindos de uma gravidez não planejada. A estudante Sara Rayane, tem 19 anos e duas filhas. Ela conta que atrasou na escola por conta das duas gestações. “Eu amo minha filhas, mas é claro que a vida muda. Para eu conseguir continuar estudando eu tenho que trazer a minha filha mais nova pra escola”, disse.

Além do projeto Mulher Cidadã, o programa Saúde Itinerante que já se tornou uma referência no atendimento médico aos moradores da zona rural acreana se fez presente com consultas de ginecologia/obstetrícia, clínica médica e pediatria, além da realização de vários exames. O atendimento segue durante todo o dia de sábado, 27.

Educação no Acre

Governo e prefeitura de Brasileia assinam pacto contra analfabetismo

Com a meta de ser o primeiro município do Acre a zerar o analfabetismo, o governo do Estado e a prefeitura de Brasileia assinaram na sexta-feira, 26, uma parceria por meio do programa estadual Quero Ler.

 Por Arison Jardim 

Educação

O governo está investindo esse ano R$15 milhões em bolsas no Quero Ler (Foto: Gleilson Miranda/Secom)

“Brasileia topou o desafio e vai trabalhar incansavelmente para zerar esse índice e dar uma nova oportunidade para nossa população”, afirmou a prefeita Fernanda Hassem.

A nova etapa do programa no município será a busca ativa em todas as instituições sociais daqueles que ainda faltam alfabetizar, podendo haver o ensino em domicílio se for necessário.

Em todo o estado, 35 mil pessoas já tiveram um novo olhar sobre a leitura ao participarem do Quero Ler. O governador Tião Viana anunciou que esse dado chegará a 39 mil pessoas e o investimento de R$ 15 milhões em bolsas no programa.

O senador Jorge Viana, presente na solenidade fez questão de ressaltar a importância dessa ação para o desenvolvimento do estado. “Esse programa botou o Acre na disputa pelo melhor índice de educação e desenvolvimento, dando dignidade para nossa população”, afirmou.

A solenidade contou ainda com a presença do secretário de Juventude Weverton Matias e dos deputados estaduais Lourival Marques e Leila Galvão, que reforçaram o apoio por meio de emendas para o programa.

Quando o programa começou em 2016, o Acre tinha 13,4℅ de índice de analfabetismo, a expectativa que esse ano já alcance cerca de 6℅. “Brasileia nos dará um belo presente de natal ao chegar dezembro e anunciar que zerou o analfabetismo no município”, afirmou Tião Viana.

Cada etapa do programa tem duração de cinco meses, com três horas-aula por dia. A partir daí, o aluno está capacitado para dar continuidade aos estudos. O aluno sai com o domínio da escrita e da leitura, pronto para ingressar na EJA [Educação de Jovens e Adultos].

Tião Viana