Polícia Militar apreende escopeta no ramal do Barroso na BR-364

Polícia apreende homem com uma escopeta calibre, 36 com quatro munições no ramal do Barroso da estrada de Sena Madureira.

Por Assessoria PMAC 

Uma guarnição do Município de Bujari foi acionada para atender uma ocorrência na BR-364, onde um suspeito estaria portando uma escopeta, nas proximidades da residência de um colono no KM-40 (sentido Sena Madureira).

Após realizar diligência pelo ramal do Barroso, localizado no KM-40 da estrada de Sena Madureira, os militares foram abordados por um dos moradores que passou maiores informações sobre o autor, sendo possível localizá-lo no KM-39, onde o suspeito identificado como Claudiano Pereira de Lima, 22 anos, carregava dentro de sua mochila, uma escopeta calibre, 36, além de 4 munições do mesmo calibre.

O autor confirmou que estava no ramal do Barroso e que a arma era de sua propriedade. Diante dos fatos a guarnição deu voz de prisão ao mesmo e o conduziu para delegacia de polícia para realização dos procedimentos legais.

Homem morre atingido por tiro em tiroteio entre guerra de facções na capital

Na ação, que ocorreu no bairro Habitar Brasil, a polícia conseguiu prender três homens que estavam com uma submetralhadora, uma pistola, um revólver, celulares e capuz.

Polícia apreendeu com suspeitos armas, capuz e celulares (Foto: Divulgação Polícia Militar)

Um homem morreu após ser atingido com um tiro no tórax na noite desta quinta-feira (7). O crime ocorreu na Rua São João, no bairro Habitar Brasil, em Rio Branco. De acordo com o tenente Dário de Almeida, da Polícia Militar, a morte tem relação com a briga entre facções criminosas. O corpo continua sem identificação no Instituto Médico Legal (IML) o corpo continua sem identificação.

Na ação, três homens foram presos, Gledsson Melo da Silva, de 35 anos, Arisson Martins de Oliveira, de 22, e Ademir Batista da Silva, de 20 anos, foram presos pela polícia.

“Quatro homens em um carro, o que morreu estava entre eles, chegaram na rua para executar dois de uma facção rival, só que a ação deu errado porque os outros revidaram e um acabou sendo atingido. Três deles, então, saíram empreendendo fuga e levando o corpo do colega que tinha sido atingido. Mais à frente, no beco do Classic, eles foram alcançados pela dupla da facção rival e acabaram abandonando o corpo do colega”, explicou a major.

A polícia foi acionada com informações de que estava tendo um tiroteio no bairro e acabou iniciando uma busca nas imediações. “O Giro do 4º Batalhão acabou conseguindo prender os três, já no Conjunto Esperança, na Rua da Horta. Os bandidos se atrapalharam e, no final da rua, caíram com o carro em um córrego e acabaram sendo presos. Eles não chegaram a efetuar nenhum disparo contra a polícia”, disse.

Após isso, a polícia foi acionada com informações de que estava tendo tiroteio no bairro e acabou iniciando uma busca nas imediações. “O Giro do 4º Batalhão acompanhou eles e conseguiu prender os outros três, já no Conjunto Esperança, na Rua da Horta. Os bandidos se atrapalharam e, no final da rua, prendemos eles. Eles não chegaram a efetuar nenhum disparo”, disse.

Na ação a polícia, além dos três presos, a apolícia apreendeu uma submetralhadora calibre 9 milímetros, uma pistola de calibre 9 milímetros de fabricação israelense e um revólver calibre 357 de fabricação americana, celulares e capuz. O material e os presos foram encaminhados para a Delegacia de Flagrantes (Defla).

Polícia captura assaltante com duas armas de fogo e moto roubada

Polícias Militar age rápido e captura assaltante com duas armas de fogo e motocicleta roubada. O fato aconteceu na rua Belém, bairro Nova Morada em Rio Branco.

Homens do 4° Batalhão de Polícia Militar (4° BPM) prenderam na tarde desta quinta-feira, 7, Kadmiel Nascimento Tavares, 18 anos, com duas armas de fogo. 

Segundo as vítimas, Kadmiel Nascimento e um homem ainda não identificado armados com um revólver calibre 22 e uma escopeta calibre 36, roubaram um cordão e um celular.

De acordo com os policiais, durante o patrulhamento no bairro foram informados por populares que dois homens em uma motocicleta haviam sofrido um acidente e teriam fugido à pé. Os militares intensificaram o patrulhamento e com apoio de outras guarnições conseguiram localizar e prender apenas um dos envolvidos.

Além das duas armas de fogo, as guarnições apreenderam um cartucho calibre 36 e 49 munições intactas de calibre 22. Os objetos roubados não foram localizados, mas a motocicleta Titan de cor vermelha, de placa NXR 4394, que era roubada, foi recuperada na ação.

Kadmiel Nascimento recebeu voz de prisão e foi encaminhado para Delegacia de Flagrantes (Defla) para serem tomadas as medidas cabíveis ao fato.

Polícia apreende menor por tráfico de drogas no Segundo Distrito da Capital

Um patrulhamento ostensivo realizado nas imediações do bairro Recanto dos Buritis culminou na apreensão de um menor infrator portando 57 trouxinhas de substância aparentemente cocaína, na rua Anderson Alves.

A ação policial desencadeada por militares do 2° batalhão ainda apreendeu uma quantia em dinheiro e alguns objetos para utilização na venda dos entorpecentes.

De acordo com à guarnição, estavam realizando o policiamento de rotina quando visualizaram o menor em uma bicicleta sob atitude suspeita.

Os policiais, ao perceberem que o menor estaria se evadindo de uma possível abordagem policial, deram voz de parada a ele e, em seguida, após uma revista pessoal, constataram as substâncias entorpecentes em sua posse.

O menor, juntamente com a drogas, para a Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), onde foram tomadas as medidas cabíveis ao caso.

Em menos de duas horas, PM captura dois foragidos da Justiça

Em decorrência do feriado prolongado deste final de semana, a Polícia Militar intensificou o policiamento ostensivo em todo estado a fim de garantir a ordem pública e a paz social; resultante disso.

Militares do 1° batalhão e do 10° batalhão prenderam dois indivíduos evadidos do sistema prisional, após abordagem em fundada suspeita.

As ocorrências se deram após as guarnições visualizarem os agentes sob atitude suspeita, momento em que deram voz de parada e subteram os agentes a uma abordagem.

Após consulta nominal, foi constatado os mandados de prisão expedidos pela Justiça.

Os agentes foram encaminhados para a delegacia da Polícia Civil, dos respectivos municípios, onde serão tomadas as medidas cabíveis ao caso.

Veiculo que saiu de Brasileia para Rio Branco foi preso com 8 quilos de cocaína

Flagrante da droga, escondida em um carro, ocorreu no quilômetro 97 da BR-317, em Senador Guiomard.

PRF apreende 8 quilos de cocaína durante fiscalização em rodovia no interior do Acre. A droga estava escondida no veículo (Foto: Divulgação/PRF-AC)

A Polícia Rodoviária Federal (PRF-AC) apreendeu, na madrugada desta quinta-feira (7), oito quilos de cocaína que estavam escondidos na lateral esquerda de um carro.

O flagrante ocorreu no quilômetro 97 da BR-317, em Senador Guiomard. Dentro do veículo estavam três homens da mesma família.

O veículo, segundo a PRF, tinha saído de Brasiléia com destino a Rio Branco. Após os policiais solicitarem a documentação pessoal do condutor, os ocupantes do veículo apresentaram nervosismo e respostas desconexas ao serem entrevistados.

Foi feita busca no interior do veículo e os oito tabletes de droga encontrados. Após isso, foi feito o teste preliminar e detectado ser cocaína.

O veículo, a droga e os ocupantes foram encaminhados à sede da Polícia Federal em Rio Branco.

Do G1 Acre

Polícia encontra acampamento de foragidos e dois são presos em Cruzeiro

Polícia Civil da cidade de Cruzeiro do Sul encontra acampamento de foragidos da Justiça e dois são presos.

Agentes da Polícia Civil encontraram nesta quarta-feira (6) dois foragidos da justiça em um acampamento dentro da área conhecida por “mata do Lindomar”, próximo à Variante – estrada que faz a ligação de Cruzeiro do Sul à BR-364. A dupla não reagiu à prisão.

O suspeito de prenome Lindomar, conhecido por “Latro”, estava acompanhado por Pedro Paulo, vulgo “Mucala”. Segundo o delegado Elton Futigami, os dois são acusados de assassinar um menor, crime ocorrido recentemente no bairro Miritizal.

Segundo Futigami, Lindomar tem em seu desfavor um mandado de prisão em aberto, expedido pela justiça do Amazonas, por um latrocínio cometido em Manaus. Ele também é investigado por participar, em janeiro deste ano, do homicídio de Cleonardo Barbosa Martins, de 31 anos.

Proprietário de uma distribuidora de bebidas no bairro do Telégrafo, Cleonardo foi morto em frente ao seu estabelecimento, enquanto conversava com familiares.

Dois homens vestidos de preto chegaram em uma motocicleta e efetuaram pelos menos três disparos, um dos quais atingiu a vítima. A polícia não informou quais acusações pesam contra o segundo detido no acampamento clandestino.

Com Informação ac24horas

Polícia prende suspeito de participar de homicídio, em Cruzeiro do Sul

Policiais Civis prenderam Izaquel da Conceição, de 27 anos, por suspeita de ter participado de um homicídio ocorrido em meados de agosto, na Boca do Moa, em Cruzeiro do Sul.

A vítima, Reginaldo Lima de Souza, 28, foi morta com três tiros, um deles na nuca. Esse detalhe leva a polícia a considerar a hipótese de execução.

Localizado no Hospital Regional do Juruá, em companhia da esposa, Izaquel não reagiu à prisão. O suspeito e a companheira haviam sofrido um acidente na rodovia AC-405, no qual ela se feriu e precisou ser internada. No local do acidente, a Polícia Militar encontrara uma arma de fogo.

O delegado responsável pelo caso, Elton Futigami, informou que o suspeito tinha um mandado de prisão em aberto por tentativa de homicídio. Futigami disse ainda que Izaquel será denunciado pelos dois crimes.

Mulher é presa suspeita de matar amigos que saíram para comprar gado

Irades Barros teria planejado crime para ficar com R$ 6 mil das vítimas. Autônomos sumiram no dia 8 de junho e corpos foram achados em 17 de julho em uma cova no ramal do Mutum.

Irades da Silva Filho, de 27 anos, teria sido a mandante da morte dos amigos que saíram de casa para negociar gado em ramal, em Rio Branco (Foto: Quésia Melo)

Irades da Silva Barros, de 27 anos, foi presa na tarde desta terça-feira (5) por suspeita de ser a mandante da morte dos amigos Fernando de Oliveira e Jean Carlos de Almeida, de 54 e 42 anos. Eles foram achados mortos e enterrados em uma cova rasa no dia 17 de julho, no ramal do Mutum, em Rio Branco. A dupla desapareceu no dia 8 de junho após sair para comprar gado na zona rural da capital.

Além dela, Charles Fernandes de Araújo, de 27 anos, foi preso um mês e meio após o crime após se esconder em uma outra propriedade também no ramal do Mutum. Araújo teria executado as vítimas a pauladas. Já Jessé Oliveira Rodrigues, de 29 anos, que foi preso dois meses após o crime, era o caseiro da propriedade e teria auxiliado na ocultação dos cadáveres.

O delegado Fabrizzio Sobreira, que investiga o caso, diz o crime foi premeditado para que os criminosos roubassem da vítima a quantia de R$ 6 mil que foi dividida entre eles logo após enterrarem os amigos. O destino dado ao dinheiro não foi revelado pelos presos. Todos vão responder por duplo latrocínio e dupla ocultação de cadáver.

“Foi premeditado e com requintes de crueldade. Eles arquitetaram a venda de gado e quando os dois chegaram no local foram surpreendidos já durante a negociação. O Charles rendeu eles com uma arma de fogo e levou os dois para um outro local onde os atacou com pauladas por todo o corpo, causando lesões cerebrais e a morte”, diz.

Após o crime, segundo o delegado, o trio pegou todos os pertences da vítima e dividiu o dinheiro. Em seguida, usaram equipamentos para cavar uma cova rasa em um local mais afastado, mas ainda dentro da propriedade.

“Após enterrarem as vítimas, eles, ainda de forma premeditada, cortaram as folhagens e árvores do local para ocultar o cadáver. Foram três meses de investigação, inclusive com o apoio de familiares que queriam entender como se deu o crime. Quando chegamos a conclusão de que o corpo estava dentro da propriedade, fizemos uma grande diligência e conseguimos chegar ao local”, relata.

Corpos foram achados enterrados em uma cova no dia 17 de julho (Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros)

Fabrizzio nega que os acusados tenham tentado mudar os corpos de local após as várias diligências da polícia. Segundo ele, o trio acreditava que as investigações seriam abandonadas, por não haver indícios do local onde as vítimas haviam sido enterradas.

“Irades vivia com a real proprietária do terreno, mas também se passava por dona do local. Além disso, ela é investigada por participação em um crime executado de forma bem parecida no município de Plácido de Castro. Na ação, um boliviano foi executado também na prática de um crime de roubo”, acrescentou.

Entenda o caso

Os autônomos desapareceram no dia 8 de julho, quando saíram de casa para comprar gado em uma propriedade rural no Ramal do Mutum. Segundo familiares, eles estavam em uma motocicleta que foi encontrada dois dias depois jogada dentro de um igarapé no ramal.

No dia 12 de junho, a Polícia Civil informou que a dupla tinha passagem na polícia por furto e receptação de gado. Porém, a família alega que não teve a confirmação do fato pela polícia e nem qualquer documento que comprovasse a acusação.

Um mês após o desaparecimento dois dois, a filha de Almeida, Tamires Leão, de 23 anos, deu entrevista ao G1 e disse que sabia que o pai não estava mais vivo. O corpos foram achados somente no dia 17 de julho em uma cova. As vítimas foram mortas a pauladas, segundo a polícia.

Do G1 Acre

⁠⁠⁠Homem que matou vizinho a machadadas é preso em Capixaba

Roberto Rafael de Almeida foi preso nesta terça (5) pela morte de Francisco Sales de Oliveira.

Roberto Rafael de Almeida, de 44 anos, foi preso nesta terça-feira (5), na zona rural de Capixaba, no interior do Acre, pela morte de Francisco Sales de Oliveira, de 33 anos. De acordo com a polícia, Almeida matou Oliveira a machadadas durante uma discussão pelo pagamento de um aluguel no valor de R$ 100.

O delegado Cristiano Bastos, da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), disse que as duas casas onde moravam Almeida e Oliveira eram invadidas.

“Tanto a vítima quanto autor residiam em uma residência invadida e o autor chegou primeiro nesse local e cedeu a outra residência do imóvel em forma de aluguel. A vítima, então, teria deixado de pagar o aluguel e entrou em discussão com a esposa do autor”, falou.

Bastos disse que a motivação do crime foi a briga entre o autor e a esposa da vítima. “O autor, chegando em casa e vendo aquela situação, inclusive até vias de fato entre a esposa dele com o vizinho chegou, se apossou do terçado, e atingiu a vítima na região do pescoço, a vítima foi a óbito ainda no local”, acrescentou.

O delegado falou ainda do apoio que a polícia recebeu da Justiça para elucidar o caso. "Queremos ressaltar a rapidez do Judiciário em deferir a prisão preventiva. Ele [autor] já estava na zona rural de Capixaba e, na data de ontem [terça, 5], os policiais conseguiram prendê-lo", finalizou.

Do G1 Acre