Homem é preso com moto roubada o seu comparsa escapa

A polícia recuperou a moto

Segundo a polícia, os agentes realizavam uma ronda de rotina

Segundo a polícia, os agentes realizavam uma ronda de rotina

Acusado foi preso no bairro Recanto dos Buritis.
Policiais militares do 2º Batalhão prenderam, na tarde desta quinta-feira (26), no bairro Recanto dos Buritis, o jovem Daniel Souza da Silva, de 22 anos.
Segundo a polícia, os agentes realizavam uma ronda de rotina pelo bairro, quando se depararam com dois homens em uma moto sem placa.
Assim que viram os policiais, os dois tentaram fugir, mas na fuga eles teriam caído com a moto. O garupa conseguiu escapar dos policiais, mas o condutor da moto, Daniel, foi preso e conduzido à Delegacia da 1ª Regional, junto com o veículo.
Ao chegar à delegacia, os policiais localizaram o dono da moto; segundo a vítima, sua moto foi roubada duas vezes em menos de um mês.
O primeiro roubo aconteceu no dia 03/09, quando cinco homens armados invadiram sua casa, rendendo a ele e sua família, no bairro Belo Jardim 2, e levaram a moto.
A polícia recuperou a moto, mas no último dia 20, novamente dois homens armados invadiram a sua casa e levaram, além do veículo, R$ 200 reais. Por sorte, a vítima teve a moto recuperada, pela segunda vez, por ação da polícia.
O acusado vai ser encaminhado à delegacia do Grupo de Apoio à Polícia Civil (GAPC), a fim de passar por reconhecimentos.

Escrito Por Agência ContilNet

Homem condenado por assalto é reconhecido pela vítima

Edi Carlos foi preso quando se dirigia ao Pronto Socorro a fim de fazer uma consulta médica.

Edi Carlos da Silva

Edi Carlos da Silva

Homens do grupo Captura, da Polícia Civil, capturaram na tarde desta quarta-feira (25) a Edi Carlos da Silva, de 35 anos, vulgo ‘o Paquinha’.

Condenado três vezes por assalto, roubo e tráfico de drogas, a 10 anos e 7 meses de prisão, ele foi preso quando se dirigia ao Pronto Socorro a fim de fazer uma consulta médica.

Paquinha já havia cumprido 5 anos de sua pena, quando foi beneficiado com o regime semiaberto, passando a ter liberdade  durante o dia e a obrigação de dormir, à noite, no presídio da Papudinha.

Segundo alega, em algum momento outros presos passaram a exigir que ele levasse droga e dinheiro para eles e por não ter obedecido, uma noite ele levou uma surra, dentro da cela.

A partir daí, ele não retornou mais para a Papudinha e arranjou um emprego em um posto, lavando carros, onde acabou sendo reconhecido por uma das vítimas que ele assaltou, que morava perto do posto e o denunciou à polícia.

Escrito Por Agência ContilNet Notícias

Policial militar espanca suposto usuário de drogas no centro

Agressão aconteceu no centro da cidade, em frente ao Fórum do Tribunal de Justiça

Veja abaixo as imagens capturadas em vídeo:

Praça da Justiça, em frente ao Fórum do Tribunal

Praça da Justiça, em frente ao Fórum do Tribunal

FONTE-JANELÃO.NET

Um policial militar foi flagrado na manhã desta quarta-feira, 25, espancando um jovem que, supostamente, seria usuário de drogas e teria usado maconha na Praça da Justiça, em frente ao Fórum do Tribunal de Justiça e atrás da catedral Nossa Senhora de Nazaré. O militar não portava no colete o adesivo com a sua identificação.

Parte da agressão foi filmada pelo jornalista Tião Vitor e publicada na manhã desta sexta-feira, 27, no You Tube. Nas imagens é possível ver com clareza o policial dando um chute no rosto do rapaz que está caído ao chão.

Antes, porém, o militar teria atingido o rapaz com diversos golpes de cassetete nas costas, obrigando-o a abrigar-se no chão para evitar mais agressões.

“Foi a partir desse momento que comecei a filmar, mas houve muitos outros golpes antes”, revelou o jornalista. “O policial não demonstrou nenhum pudor em sua ação. À luz do dia, em um lugar de tanto movimento de pessoas que se dirigem ao fórum ali perto, ele não se preocupou de esconder o ato criminoso”, complementa Tião Vitor.

Tudo teria começado, explicar o jornalista, quando dois policiais militares abordam o jovem que, supostamente, teria usado maconha instantes antes. “O rapaz ia caminhando cerca de uns dez metros à frente dos policiais. Eles o chamaram; ele parou e o policial agressor tirou o cassetete da cintura e perguntou: ‘você ainda vai fumar maconha aqui?’. Antes que ele respondesse, o policial já passou a desferir os golpes de cassetete”, relata.

Ainda de acordo com o jornalista, ao perceber que estava sendo filmado, o policial cessa a agressão e se aproxima para determinar que ele parasse de filmar.

Policial truculento retirou o adesivo da farda para não ter o seu nome identificado

Policial truculento retirou o adesivo da farda para não ter o seu nome identificado

“Esse policial se aproximou de mim e tentou me intimidar, afirmando que eu não o poderia filmar, disse que havia na lei impedimentos de ‘direito de uso de imagem’ que eu estava desrespeitando a partir do momento em que eu o filmava. Eu retruquei que podia, sim e que publicaria o vídeo e que o denunciaria na corregedoria da PM. Ele ficou exaltado e eu resolvi sair do local temendo alguma reação mais agressiva”.

O outro policial não agrediu o suposto usuário de drogas, mas sua conduta demostrava conivência e aceitação ao ato praticado pelo colega.

O jornalista disse que, a primeira vista, não dava para confirmar se realmente o rapaz agredido pelo policial teria consumido maconha. Ele aparentava ser menor ter idade entre 16 e 19 anos. Após a agressão, os policiais algemaram o rapaz e o teriam levado para uma delegacia

Traficante é preso enquanto fazia as unhas

Na casa do suspeito, foi encontrado cerca de 1,3 kg de pasta base de cocaína.

Flávio Santos de Lima

Flávio Santos de Lima

 Adriano Silva, A Crítica

Investigadores da Delegacia Especializada em Prevenção e Repressão a Entorpecentes (DEPRE) prenderam na tarde de ontem o motoboy e ex-presidiário Flávio Santos de Lima, 21, quando fazia as unhas em casa. Dentro da residência dele, na rua Natividade, bairro Redenção, Zona Oeste, foram encontrados cerca de 1,3 kg de pasta base de cocaína e material para refino e embalo do entorpecente.

Segundo a polícia, ao chegarem ao local indicado em denúncias, Flávio foi encontrado fazendo as unhas com uma manicure. “Ele estava na sala fazendo as unhas e nos levou no local onde a droga estava escondida, em uma cômoda e um armário”, disse um investigador da DEPRE. Na delegacia, Flávio informou que traficava drogas para conseguir dinheiro de uma maneira mais fácil e disse ajudar os vizinhos.

“Ajudava meus vizinhos, sim. Eles sabiam aonde conseguiriam dinheiro fácil. Quando acabava o gás, eles vinham bater na minha porta e eu dava dinheiro pra eles. Precisava atender bem e ajudá-los, assim evitava qualquer tipo de denúncia”, declarou o traficante. Flávio foi autuado em flagrante por tráfico e será encaminhado à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa.

FONTE-VOZ DO ACRE

Marido a atirar em vizinho por estuprada sua mulher

Americana admitiu ter convencido marido a atacar vizinho – caso será julgado no próximo mês.

mulher

mulher-FOTO 

Uma moradora de Centerville, Utah (EUA), se declarou culpada da acusação de tentativa de solicitação criminosa e posse de arma depois de ter convencido o marido a atirar no vizinho.
 
Meloney Selleneit, de 55 anos, disse para seu marido que havia sido estuprada telepaticamente pelo vizinho. O esposo então atirou na vítima por conta da acusação de Meloney.
 
O caso, que aconteceu no dia 10 de novembro de 2011, será julgado no próximo mês. Os ferimentos do vizinho, na ocasião, não foram graves.

“Vovó do Mal” e filha são presas por tráfico; Faturavam R$ 2 mil/mês

A prisão aconteceu na cidade de Barras. Idosa já está presa.

"Vovó do Mal"

“Vovó do Mal” fotos barras virtual

A Polícia de Barras prendeu em flagrante ontem (25) a idosa Maria Neide Bezerra Pinheiro, mais conhecida como “Vovó do Mal”, 72 anos. Ela é acusada de tráfico e drogas e, segundo a polícia, chegava a faturar R$ 2 mil por mês com a atividade ilegal.

O delegado responsável pelo município, Humberto Mácola, informou ao Cidadeverde.com que a prisão foi feita após várias denúncias de usuários, que afirmavam terem comprado a droga com a “Vovó do Mal”.

“Fomos até a casa dela, no bairro Prainha, e percebemos a grande movimentação, por invadimos. Lá constatamos que estava acontecendo a venda de drogas. A acusada estava deitada em uma rede e portava uma bolsa com R$ 500 em notas de R$ 2, 14 pedras de crack e maconha”, explicou o delegado.
No momento do flagrante, Maria Neide alegou que a droga era da filha Vanessa, que é usuária. “Mas na delegacia nós liberamos a filha por entender que o caso dela é só de vício”, acrescentou Humberto.
(delegado da policia civil)

(delegado da policia civil)

O delegado destacou ainda que há um mês a outra filha de Maria Neide, identificada como Vânia Bezerra, havia sido presa sob a mesma acusação. “Agora mãe e filha serão transferidas juntas para a penitenciária feminina, em Teresina”.
 
FONTE-CIDADE VERDE-Jordana Cury

Jovem é assassina em frente da igreja, após discussão

O assassinato de um jovem, consumado por um amigo, chocou parentes e moradores do bairro Vitória.

O jovem Elayson Vlamim da Silva Duarte

O jovem Elayson Vlamim da Silva Duarte

O jovem Elayson Vlamim da Silva Duarte, 18 anos, morreu na noite desta quarta-feira (25), a poucos metros de uma igreja evangélica, na rua Angico, após ser ferido com vários tiros: os disparos atingiram as costas, braço, dois na cabeça e quatro no tórax.
O autor do crime é um amigo da vítima, conhecido como Jhonezinho. Os dois haviam discutido, e Elayson chegou a chutar o portão da casa de Jhonezinho, que neste momento ameaçou matá-lo.
Familiares não levaram a sério a ameaça já que os dois costumavam comer juntos, na casa de um ou outro, e algumas vezes até dormiam juntos.
Porém, os dois se encontraram em frente à igreja e Jhonezinho concretizou a ameaça; segundo a Polícia Militar, no dia 18 de novembro de 2010 Elayson havia sido apreendido por tráfico de drogas, quando ainda era menor de idade, e nessa semana ele teria passado em um concurso do Detran; no próximo mês, a vítima começaria a trabalhar.

Jhonezinho, que fugiu antes da chegada da polícia, possui diversas passagens por ameaças, tentativa de homicídio e tráfico de drogas.
Guarnições do 3º Batalhão realizaram buscas na região, na tentativa de localizar e prender o acusado, mas até agora não obtiveram êxito.

Escrito Por Agência ContilNet

PM é preso por comprar sexo de menor por R$ 100

Segundo informações da polícia, o capitão está de férias na cidade

João da Cruz Santana Filho

João da Cruz Santana Filho

Da redação de ac24horas

O capitão da Polícia Militar João da Cruz Santana Filho foi preso em flagrante na madrugada desta quarta-feira (25) em Cruzeiro do Sul por tentar aliciar uma adolescente de 12 anos. O oficial é acusado de oferecer dinheiro em troca de favores sexuais.

Segundo informações da polícia, o capitão está de férias na cidade, e teria convidado a adolescente e a amiga dela (maior de idade) para jantar no restaurante de um balneário. No local o militar começou a assediar a menor tentando convencê-la a ir ao motel com ele, para aonde iriam também a amiga da vítima e Gilson Fernandes Guedes, que estava na companhia do policial.

Em depoimento, a menor, que também não reside em Cruzeiro do Sul, revelou que João Santana chegou a ofereceu a quantia de R$ 100,00, para que ela fosse ao motel e insistiu para que tomasse bebida alcoólica. Diante da recusa, ele chamou um táxi para levar a menina para casa, e como não pagou a corrida, o taxista acionou a PM.

O oficial também teria desacatado os policiais que atenderam a ocorrência. Após ordem superior ele foi preso e levado à Delegacia Especializada em Atendimento a Mulher (Deam). Segundo a delegada Carla Ivani, o capitão foi indicado com base no art. 218 do Código Penal, que prevê pena de 4 a 10 anos de prisão, por induzir ou atrair à prostituição menor de 18 anos.

Por se tratar de um militar, João Santana está preso no quartel da Polícia Militar de Cruzeiro do Sul. Gilson Fernandes Guedes está detido na Deam.

Ex-presidiário executado com doze tiros de (PT-40)

Os criminosos estavam em um carro tipo Peugeot 

Ulysses Magalhães, o "Maluquinho", de 29 anos

Ulysses Magalhães, o “Maluquinho”, de 29 anos

Manaus – Ulysses Magalhães, o “Maluquinho”, de 29 anos, que havia deixado o presidio há três meses, foi execurado no unicio da tarde desta terça-feira com  doze tiros de  pistola PT 40, de uso exclusivo das Polícias Civil e Militar.  O crime ocorreu na rua  9 de Maio, no bairro de São Lázarro, ao lado do Cemitério de Santa Helena.

Os criminosos estavam em um carro tipo Peugeot  e  cercaram Ulysses,  que conduzia uma moto e foi derrubado com os tiros. A Polícia  está caçando os pistoleiros.

Portal do Holanda

Ulysses Magalhães, o "Maluquinho", de 29 anos

Ulysses Magalhães, o “Maluquinho”, de 29 anos

Ulysses Magalhães, o "Maluquinho", de 29 anos

Ulysses Magalhães, o “Maluquinho”, de 29 anos

Ulysses Magalhães, o "Maluquinho", de 29 anos

Ulysses Magalhães, o “Maluquinho”, de 29 anos

Colisão entre duas motos deixa um morta e duas feridas

Acidente aconteceu na estrada da Transacreana, no Km 14.

Sérgio Renato de Oliveira, 47 anos

Sérgio Renato de Oliveira, 47 anos

Um acidente foi registrado na noite deste sábado (21), deixando uma vítima fatal e deixando duas pessoas feridas, na Vila Manoel Marques da Cunha, no km 14 da estrada Transacreana. No local, duas motos bateram de frente.

Uma delas, uma Bros, trafegava sentido Rio Branco a Transacreana, trazendo Sérgio Renato de Oliveira, 47 anos, que não resistiu aos ferimentos e morreu no local, e seu filho Sergílson Silva Oliveira, 18 anos, que foi socorrido pelo Samu e conduzido ao Pronto Socorro de Rio Branco.
A outra moto, que teria causado o acidente, seria uma Sundown, pilotada por Adenílson, que também ficou ferido e foi conduzido para o Pronto Socorro de Rio Branco.

Segundo testemunhas, ele teria invadido a contramão, chocando frontalmente contra a outra moto, o que provocou a morte do senhor Sérgio. Policiais de trânsito estiveram no local.

Escrito Por Agência ContilNet