Por causa de ‘nudes’, Secretário manda matar o ex-amante, em Espigão D’Oeste

Suspeito de executar o crime também foi preso, em Cacoal (RO). Secretário não confessou o crime, mas disse que já teve relação extraconjugal com o biólogo assassinado.

relação gay e é preso

Secretário de saúde será transferido para Porto Velho (Foto: Prefeitura Espigão D'Oeste/Divulgação)

O secretário municipal de Saúde de Espigão D’Oeste (RO), Eduardo Bezerra da Cruz, foi preso nesta sexta-feira (4) por ter mandado assassinar a tiros o ex-amante por causa de uma ‘nudes’. O crime foi na tarde da última quarta-feira (2). Conforme a Polícia Civil, Eduardo decidiu matar o biólogo de 32 anos porque a vítima estava ameaçando divulgar as fotos íntimas do servidor.

Eduardo Cruz, além da função de secretário de saúde, é policial militar reformado.

Após ser preso o secretário negou o crime, porém confessou que era chantegeado pela vítima por causa das “nudes” e que, no passado, já teve um relacionamento extraconjugal e homoafetivo com o biólogo.

O suspeito de executar o crime também foi preso e confessou que matou a vítima a mando do secretário.

Em entrevista, o diretor do Departamento de Polícia do Interior, Arismar Araújo de Lima, revelou que o suspeito de atirar na vítima foi preso em Cacoal (RO), e confessou que cometeu o crime a mando do secretário de saúde de Espigão D’Oeste, Eduardo Bezerra da Cruz.

“O Eduardo teria dito a ele que a vítima tinha umas fotos íntimas dele (secretário) e uma familiar da própria vítima, e estava o chantageando, por isso ele decidiu contratar o suspeito para matar o biólogo”, revela.

O secretário, segundo a polícia, teria atraído a vítima até o local do crime, onde o executor estava o esperando, escondido no mato e depois o executou a tiros.

relação gay e é preso 1

Delegado fala sobre´prisão (Foto: Portal Espigão/Reprodução)

“Pelo relato do executor, Eduardo atraiu o biólogo até a Linha Bandarra, na zona rural, onde o executor já estava esperando. Após a vítima descer do veículo, o secretário encaminhou a vítima em direção do suspeito que o executou no local com disparos de arma de fogo”, explica.

De acordo com o delegado Frank Lopes que trabalha no caso, o suspeito de ser o executor do assassinato ficou hospedado em um hotel da cidade, antes e depois do crime.

“Segundo o suspeito, o secretário Eduardo pegou ele em um hotel em Espigão, levou até o local do crime e o deixou esperando a vítima. Como Eduardo já tinha mostrado uma foto do biólogo para ele, o homem executou o rapaz e retornou para o hotel, onde entregou a arma para o secretário. Temos o recibo da diária paga ao suspeito no hotel. Além das imagens que mostram que os dois suspeitos estiveram no local”, aponta.

Os dois suspeitos tiveram a prisão preventiva decretada.

“O Eduardo Bezerra, por ser policial militar será transferido para Porto Velho, onde permanecerá preso. O outro envolvido foi transferido de Cacoal para Espigão D’Oeste, onde deve ficar à disposição da Justiça. A polícia continuará trabalhando para elucidar todos os detalhes do caso, entre eles se teve ou não a participação de uma terceira pessoa no crime”, declara o delegado.

De acordo com a assessoria de comunicação da prefeitura de Espigão D’Oeste, Eduardo Bezerra, pediu exoneração do cargo de secretário após o ocorrido.

A reportagem não conseguiu falar com a defesa dos suspeitos pelo crime.

A prefeitura de Espigão D'Oeste divulgou uma nota oficial por causa do ocorrido.

relação gay e é preso 2Por Rogério Aderbal, G1 Cacoal e Zona da Mata

Polícia boliviana prende três por levar mulher para morrer na funerária

Três parentes são acusados de terem pedido alta de Carmen Chacón do hospital e a levado para seu próprio funeral, onde passou 18 horas viva, inconsciente, mas coberta por uma manta.

Carmen Chacón havia sido hospitalizada 2

Familiares pediram alta de Chacón do hospital e a levaram para funerária para esperar que morresse, segundo testemunhas.

Carmen Chacón havia sido hospitalizadaCarmen del Pilar Chacón, 64, foi encontrada viva pela polícia na última quarta-feira, depois de ter passado cerca de 18 horas sobre uma mesa e coberta por uma manta, rodeada de familiares "de luto".

Segundo a imprensa do país, porém, Chacón havia sido internada com um quadro grave de pneumonia, diabetes, hipertensão e anemia, mas tirada do hospital por três parentes – uma de suas filhas, o marido desta e uma tia dele – enquanto ainda estava inconsciente.

"Os familiares disseram que haviam recebido (do médico) a informação de que (Chacón) morreria e pediram alta voluntária. Evidentemente foram (a funerária) deixá-la esperando a morte", disse na quinta-feira o promotor de La Paz Edwin Blanco ao jornal La Razón.

A polícia afirma que foi uma amiga de Chacón quem percebeu, durante o funeral, que ela ainda estava viva.

"Me aproximei para ver minha amiga e vi que ela estava com vida em uma mesa, coberta por uma manta", disse em seu perfil no Facebook Escarly Ticona.

A uma emissora de TV, Ticona contou ter perguntado à filha de Chacón por que havia levado a mãe à funerária sem que estivesse morta. "Ela me disse que não poderia levá-la para sua casa porque tem uma filha."

O administrador da funerária onde Chacón era velada também foi detido, mas liberado pouco depois por não haver evidências até o momento de que tenha sido cúmplice.

Chacón, porém, não estava sendo velada em uma das salas oficiais da funerária, mas sim em um quarto contíguo do local.

"Tive o horror de admitir (o erro); é a primeira e única vez que isso acontece, não temos nenhum antecedente", disse o administrador à emissora ATB. "(Os parentes) me mostraram um documento mostrando que a senhora tinha uma falência múltipla de órgãos. Me comovi com a família e aceitei ceder a eles um ambiente que não é o funerário."

O caso rapidamente se tornou um dos mais comentados no país, inclusive por autoridades.

"O que está acontecendo com a nossa sociedade? Por acaso perdemos todos os valores humanos? Exigimos uma profunda investigação", afirmou o ministro boliviano de Justiça, Héctor Arce.

Chacón voltou a ser hospitalizada, e seu quadro era grave até sexta-feira.

Em meio à comoção causada pelo caso, os médicos que a haviam tratado inicialmente negaram ter dito a seus parentes que ela estava à beira da morte.

"Em nenhum momento ela foi desenganada nem indicamos que ela tinha poucas horas de vida, mas os parentes consideraram que ela provavelmente não melhoraria e pediram a alta médica de forma voluntária", disse Humberto Ticona, da equipe de terapia intensiva do Instituto Nacional do Tórax de La Paz, ao jornal Página Siete.

Carmen Chacón havia sido hospitalizada 1

Promotores pedem que parentes sejam indiciados por tentativa de homicídio e de feminicídio.

Polícia bolivianaPor bbc.com

Homem morre após ter aguentado os peidos na casa da namorada

Mas um peido, é uma função normal do corpo que todos temos, e é muito importante para nós libertarmos esses gases. Você não tem que se envergonhar se soltar um peido em público.

Jorge M. foi visitar sua namorada ao meio-dia, almoçou com ela e sua mãe. Infelizmente para ele, a comida foi pesada demais do que estava habituado a comer. Pouco depois seu corpo começou a pedir-lhe para lançar gás, mas Jorge não queria passar uma vergonha, para que ele suportou.

Cerca de oito horas da noite, Jorge caiu no chão segurando o estômago. Sua namorada chamou a ambulância e levou-o para o hospital. Infelizmente, eles não podiam fazer nada por ele e morreu uma hora depois.

A razão? Segundo o Dr. Jesus Cazares, que recebeu Jorge na sala de emergência, o jovem tinha divertículos no intestino grosso, que são causados ​​por retenção de gases por longos períodos de tempo, este por sua vez, causou uma peritonite, e, posteriormente, a morte.

7 motivos pelos quais você não deve segurar os gases

Ninguém gosta de falar sobre peidos, por norma é um assunto quase tabu e desconfortável de falar. Se falar já é difícil, mais complicado ainda é quando estamos na companhia de outras pessoas e soltamos um peido. A grande maioria das pessoas sente-se envergonhada e pede imediatamente desculpa ou então finge que não foi ela.

Veja o bem que faz ao teu corpo soltar estes gases!

1. Um sinal de alerta precoce

Não importa o que faça, não há jeito de se livrar completamente dos gases. Porém, isso é bom porque o seu pum pode dizer muito sobre a sua saúde. Mesmo que às vezes ache isso chato, deve ser grato por eles porque eles são sinais precoces de vários problemas de saúde. Cheiros fortes, alta frequência, e/ou dor incomum quando solta pum podem ser sinais de doenças sérias. Se estiver regularmente com estes sintomas, é melhor comunicar ao seu médico.

2. Eles reduzem o inchaço

Todos já passamos por isso: Comeu uma gigantesca e deliciosa refeição e agora está sentado gordo e feliz em um canto. Mas não está apenas se sentindo cinco vezes maior do que o seu tamanho normal, realmente está cinco vezes maior do que o seu tamanho normal. Quando uma grande quantidade de comida tem que ser digerida ao mesmo tempo, o seu corpo armazena mais água e o seu intestino produz mais gases. Quando soltar, o seu estômago vai se sentir muito melhor e vai ser mais fácil de abotoar o seu jeans.

3. O fedor do seu pum faz bem para você

Isso é certo: é saudável cheirar o seu próprio pum! Estudos mostram que existem substâncias em seus gases que te protegem de doenças. Isso acontece por causa do sulfato de hidrogênio que é a substância que dá aos gases aquele cheiro de “ovo podre”. Em altas doses, esta substância química é venenosa, mas em doses baixas, ela pode proteger as suas células e prevenir enfartes e derrames.

4. Ajuda a resolver as tuas necessidades nutricionais

Todo mundo sabe a importância da nutrição, mas sabia que os seus gases podem te dizer o que está faltando na sua dieta? Diferentes tipos de comida produzem diferentes tipos de gases, o que pode indicar se está comendo muita ou pouca quantidade de algum alimento. Se raramente tem gases, a sua dieta está provavelmente com falta de fibras. Boas fontes de fibra são os grãos integrais, vegetais verdes e lentilhas. Muita carne vermelha pode causar mau cheiro e pode ser indicativo de que precisa dar um tempo nas carnes e nos hambúrgueres.

5. Peidos são um sinal de bactéria saudável

Está preparado para a verdade assustadora? Pessoas mais magras soltam mais peidos e são mais felizes! Isso é porque pessoas que comem comidas mais saudáveis, frequentemente têm mais ingestão de fibras e comem mais frutas e vegetais que estimulam a digestão. Estas coisas dão às bactérias do seu intestino mais com o que trabalharem, dando ao seu trato intestinal mais prática, o que pode levar a uma maior produção de gases.

6. É saudável para os teus intestinos

Os teus pais já te disseram para “prender”? Não é muito saudável prender o pum sempre. De vez em quando não faz mal, mas se prende sempre, sua atividade intestinal pode ser afetada, o que pode causar cólicas dolorosas. É muito melhor relaxar e soltar.

7. É uma boa sensação

Sejamos honestos: poucas coisas são tão boas como soltar um pum. Existe um motivo pelo qual é engraçado (nas circunstâncias certas) quando alguém solta um. Claro, pode ficar envergonhado, mas se está constantemente prendendo, provavelmente vai se sentir muito mal. Então agora não tem mais motivos para segurar – apenas deixe sair!

Homem morre após ter aguentado os peidos em casa da namorada

Por oobservador.com

Criança de 8 anos é estuprada por um presidiário no presídio de Manaus

Uma menina de 8 anos foi estuprada por um presidiário durante o horário de visita no Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM II).

 Por Bruna Souza / em Tempo 

amazonas AM

De acordo com os dados da polícia, a menina foi ao presídio, em companhia da mãe, para visitar o pai. O suspeito, que é conhecido da família, começou a conversar com a criança e ofereceu um brinquedo para ela.

Depois de ganhar a confiança dos pais e da menor, ele a levou para uma das celas do Pavilhão 5. Inicialmente, ele a beijou de língua, depois baixou a sua calcinha e fez sexo oral nela.

O presidiário também passou a mão nas suas partes íntimas. O caso foi registrado na Delegacia Especializada em Proteção a Criança e ao Adolescente (Depca).

Após o ato, o pai da criança viu quando ela saiu da cela chorando e perguntou o que havia acontecido. Ela retratou a situação e ele imediatamente acionou a direção da unidade prisional. O detento José Honilson Félix de Abreu, de 22 anos, que cumpre pena por roubo, foi reconhecido pela vítima por meio de fotos.

O gerente de segurança e o diretor adjunto do presídio acionaram os policiais civis. A vítima, os pais e o detento foram levados para a sede da Depca, no bairro Planalto, Zona Centro-Oeste de Manaus, onde foram ouvidos.

Em depoimento, o presidiário confessou o crime. “Ele confessou tudo e disse também que havia consumido drogas antes do horário de visita. Ele falou que estava fora de si quando levou a criança para o banheiro. Argumentou que foi um momento de leseira”, relatou uma policial.

José Honilson vai responder pelo crime de estupro de vulnerável e retornou para a unidade depois de prestar depoimento.

A reportagem entrou em contato com a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), que registrou a ocorrência de abuso sexual da menor. O órgão informou que o detento foi encaminhado, primeiramente, ao 19º Distrito Integrado de Polícia (19º DIP) e, posteriormente, a Depca.

José Honilson passará por Audiência de Custódia na tarde deste sábado, às 14h. A Seap esclareceu que serão tomadas todas as providências administrativas cabíveis, entre elas, colocar o interno no isolamento por 30 dias e a inclusão da ocorrência na certidão carcerária dele. Além disso, a Seap vai instaurar um procedimento administrativo para apurar a responsabilidade dos funcionários.

A delegada Juliana Tuma confirmou o caso – Foto abaixo

Delegada de manaus

Mãe é acusada de estrangular filha de três anos até a morte no Bom Parto

A mãe da criança é a principal suspeita do crime. o caso foi registrado como homicídio por asfixia mecânica.

Uma morte trágica deverá ser investigada pela Polícia Civil de Alagoas. Uma menina de apenas três anos foi estrangulada até a morte na noite da sexta-feira (28), no bairro do Bom Parto. 

É da Polícia Militar de Alagoas a informação de que policiais do 4º BPM foram acionados até a casa da vítima e da acusada, onde receberam da mãe da garotinha o primeiro depoimento informal de que ela teria caído da cama e batido com a cabeça no chão.

Ainda no interior do imóvel, os militares alegam ter verificado no corpo da menina ‘marcas de espancamento’. Quando peritos do Instituto de Criminalística chegaram ao local, identificaram indícios de que a morte da menina não teria sido um acidente e sim assassinato.

A PM então, conduziu a mãe da menor, Luana Soares da Silva, de 24 anos, até a Central de Flagrante II, onde, segundo consta no Boletim de Ocorrências do Centro Integrado de Segurança Pública, o caso foi registrado como homicídio por asfixia mecânica.

Ainda segundo o B.O., Luana teria confessado que espancou e estrangulou a filha. A acusada foi autuada por homicídio doloso, quando há intenção de matar.

A morte da menor será investigada pela Delegacia de Homicídios e um laudo do IML deve comprovar ou não a tese de assassinato.

Mãe é acusada de estrangular filha

Mulher sai de sua sepultura e caminha após três anos falecida

Felizmente, este evento foi filmado e existem provas de como essa mulher ressuscitou depois de tanto tempo. Não há dúvidas de que este é assustador e surpreendente.

mulher ressuscitou depois de tanto tempo

Dizem que para trazer a vida de volta, foi feito um ritual especial no local onde estava a sepultura da mulher.

Aqueles que viram, ficaram surpresos ao ver como uma mulher ressuscitou dos mortos e como seu corpo estava deteriorado e se decompôs ao longo dos anos  em que foi um cadáver vivo.

Pode se notar que perdeu a cartilagem do nariz, que sua pele está decomposta, suas mãos estão quase nos ossos e seu rosto pode gerar impressão.

Muitos dizem que é impressionante ver como esta mulher quase totalmente decomposta, sai de seu túmulo e começa a andar de maneira assustadora, que mataria algumas pessoas de susto.

O vídeo desta mulher morta, que volta à vida tem sido muito criticado e diante de todos os comentários feitos, os membros da comunidade deram sua resposta.

A cidade de Toraja ao contrário de outros lugares onde os corpos são enterrados em um túmulo, sepultam de maneira que o corpo fique em pé em sua sepultura.

Esta atividade é rara hoje em dia, mas ainda existe.

Embora a ciência moderna e todos os seus avanços no campo forense, não têm explicações para tais casos.

Neste sentido, estão investigando como um grupo de habitantes de uma localidade revive um morto de três anos de enterrado através de um ritual.

mulher ressuscitou depois de tanto tempo 6

mulher ressuscitou depois de tanto tempo 5

Fonte: wnews.cool​

Vídeo: Durante luta corporal, homem toma a arma de policial, em Manaus

Ação, que aconteceu na Cidade Nova, foi gravada por cinegrafista amador que passava pelo local na hora do incidente.

Homem toma arma de policial militar

Um policial militar da 6ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) teve sua arma furtada, na manhã deste domingo, durante uma luta corporal com um homem, que ainda não foi identificado.

A ação, que ocorreu em uma via pública, foi toda gravada por celular de um homem que passava pelo local na hora do incidente.

O fato aconteceu por volta das 11h deste domingo, na Rua 18 da comunidade Mundo Novo, localizada no bairro Cidade Nova, na Zona Norte de Manaus. "Eram dois policiais e três rapazes. Um deles estava prestes a ser algemado, quando ele reagiu e conseguiu tomar a arma do policial."

Segundo destemunha o trio estava praticando assaltos nos mercadinhos da redondeza, conseguiu fugir durante a confusão com os policiais. "Nenhum tiro foi disparado e ninguém saiu ferido."

No vídeo (abaixo) é possível ver a briga entre o Policial e o meliante, acompanhada por diversos pessoas que estavam na rua, e o momento em que um deles foge a pé após tomar a arma do policial.

Segundos depois, o policial corre de volta para sua viatura e sai em perseguição aos suspeitos. Uma segunda viatura se une à primeira e o vídeo termina.

A reportagem entrou em contato com a assessoria da Polícia Militar que se limitou a dizer que o caso ocorreu na tarde de ontem e que mais informações serão divulgadas amanhã por meio de nota oficial do comando da PM.

 Veja o vídeo 

Fonte: acritica.com

Baleia Azul: homem é preso sob suspeita de influenciar 40 vítimas

Uma pessoa foi presa no RJ, e ação acontece em outros oito estados. O jogo não existe oficialmente – é uma iniciativa de criminosos que usam redes sociais para impor desafios macabros a crianças e adolescentes.

Baleia Azul 1

Polícia Civil do Rio prendeu jovem na comunidade Nova Era, em Nova Iguaçu (Foto: Divulgação / Polícia Civil)

Polícia Civil do Rio de Janeiro realiza na manhã desta terça-feira (18) uma operação no RJ e em outros oito estados contra o jogo da Baleia Azul, uma corrente que tenta induzir virtualmente seus participantes, a maioria menores de 16 anos, ao suicídio por meio de 50 desafios. Um suspeito foi preso na favela Nova Era, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. Matheus Silva, de 23 anos, confessou aos policiais que era um dos "curadores" do jogo.

O Baleia Azul não existe oficialmente – não há um site ou algo parecido. É uma iniciativa de criminosos que usam as redes sociais para impor desafios macabros a crianças e adolescentes. Um grupo de organizadores, chamados "curadores", propõe uma sequência de missões que envolvem isolamento social, automutilação e suicídio.

Sob comando da Delegacia de Repressão a Crimes de Informática (DRCI), os agentes tentam cumprir 24 mandados de busca e apreensão no Amazonas, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Sergipe. Havia apenas um mandado de prisão, que já foi cumprido no Rio de Janeiro.

"Esse rapaz que foi preso, nós já tínhamos materialidade suficiente para pedir a prisão dele. Ele já confessou que era curador, que tinha influenciado 30 vítimas, mas temos nos autos cerca de 40 vítimas", disse a delegada-assistente Fernanda Fernandes.

Os mandados foram expedidos pelo juiz Alexandre Abrahão, da 1ª Vara Criminal, e o objetivo é identificar e prender supostos "curadores" do jogo, que chegou a causar ferimentos em vítimas no Rio e tem ligação suspeita com casos no Mato Grosso e na Paraíba. Algumas das vítimas, ao tentarem deixar o jogo, foram ameaçadas por essas pessoas.

Às 8h50, os policiais já haviam apreendido telefones celulares e computadores em todos os estados onde a ação foi realizada. Os agentes vão avaliar o material apreendido, que vai ajudar a identificar os outros curadores do Baleia Azul. São 24 equipes de agentes em 20 municípios de todo o país, com pelo menos 3 agentes em cada. Assim, há pelo menos 72 policiais envolvidos.

Investigações

Segundo os responsáveis pela investigação, o trabalho foi uma corrida contra o tempo para preservar a vida dos jovens envolvidos. "Algumas vítimas estavam muito marcadas quando nós as encontramos", explicou a delegada Daniela Terra. Todas foram encaminhadas para atendimento psicológico.

A delegada afirmou que os pais devem avaliar se as crianças têm maturidade para ter um perfil em rede social.

As rondas virtuais por redes e serviços disponibilizados pela internet ajudaram a Polícia Civil do Rio de Janeiro a identificar a migração do jogo, que acontecia em alguns países da Europa, para as cidades brasileiras.

Segundo a Safernet (associação que combate violação de direitos humanos na internet), o jogo surgiu de uma notícia falsa na Rússia que se espalhou a partir de 2015. Desde abril, a DRCI investiga várias pessoas que estariam relacionadas aos crimes envolvendo o Baleia Azul.

Recomendações

As recomendações para as famílias são: monitorar o uso da internet, frequentar as redes sociais dos filhos, observar comportamentos estranhos e, sobretudo, conversar e conscientizar os adolescentes a respeito das consequências de práticas que nada têm de brincadeira. Atenção redobrada com os jovens que apresentem tendência a depressão, pois eles costumam ser especialmente atraídos por jogos como o da Baleia Azul.

Também as escolas devem colocar o assunto em pauta e incorporar no currículo, cada vez mais, a educação para a valorização da vida, o respeito pela vida dos outros e o uso consciente das mídias e tecnologias.

Baleia Azul

Polícia dá detalhes sobre operação no RJ e em outros oito estados contra o jogo da Baleia Azul (Foto: Larissa Johnsson )

1. Fique atento às mudanças de comportamento

Uma mudança brusca de comportamento pode ser sinal de que a criança ou o adolescente esteja sofrendo com algo que não saiba lidar, segundo Elizabeth dos Reis Sanada, doutora em psicologia escolar e docente no Instituto Singularidades.

“Isolamento, mudança no apetite, o fato de o adolescente passar muito tempo fechado no quarto ou usar roupas para se esquivar de mostrar o corpo são pistas de que sofre algo que não consegue falar”, afirma a especialista.

2. Compartilhe projetos de vida

Para entender se a criança ou adolescente está com problemas é fundamental que os pais se interessem por sua rotina. Elizabeth reforça que este deve ser um desejo genuíno, e não momentâneo por conta da repercussão do jogo da Baleia Azul.

“Os pais devem conhecer a rotina dos filhos, entender o que fazem, conhecer os amigos”, diz Elizabeth. Ela lembra que muitos adolescentes “falam” abertamente sobre a falta de motivação de viver nas redes sociais. Aos pais cabe incentivar que os filhos tenham projetos para o futuro, tracem metas como uma viagem, por exemplo, e até algo mais simples, como definir a programação do fim de semana.

3. Abra espaço para diálogo

Filhos devem se sentir acolhidos no âmbito familiar, por isso, Elizabeth reforça que é necessário que os pais revertam suas expectativas em relação a eles. “É preciso que o adolescente se sinta à vontade para falar de suas frustações e se sinta apoiado. Se ele tiver um espaço para dividir suas angústias e for escutado, tem um fator de proteção”.

Angela Bley, psicóloga coordenadora do instituto de psicologia do Hospital Pequeno Príncipe, diz que o adolescente com autoestima baixa, sem vínculo familiar fortalecido é mais vulnerável a cair neste tipo de armadilha.

“O que tem diálogo em casa, não é criticado o tempo todo, tem autoestima melhor, tem risco menor. Deixe que ele fale sobre o jogo, o que sente, é um momento de diálogo entre a família”, ressaltou a especialista.

Angela reforça que muitas vezes o adolescente não tem capacidade de discernir sobre todo o conteúdo ao qual é exposto. “Por isso é importante o diálogo franco. Não pode fingir que esse tipo de coisa não existe porque ele sabe que existe.”

4. Adolescentes devem buscar aliados

O adolescente precisa buscar as pessoas em que confia para compartilhar seus anseios, seja no ambiente escolar ou familiar, segundo as especialistas. “Que ele não ceda às ameaças de quem já está em contato com o jogo e entenda que quem está a frente deles são manipuladores”, conta Elizabeth.

5. Escolas podem criar iniciativas pela vida

Assim como a família, as escolas podem ajudar a identificar situações de risco entre os alunos. “Não é qualquer criança que vai responder ao chamado de um jogo como esse, são os que têm situações de vulnerabilidade. A escola ajuda a construir laços e tem papel fundamental de perceber como os alunos se desenvolvem”, afirma Elizabeth.

Baleia Azul no Brasil

Por Cristina Boeckel e Henrique Coelho, G1 Rio

Brasileiros de Harvard criam clube para ensinar ciência a jovens

Grupo oferece oficinas gratuitas de diferentes áreas de estudo para alunos brasileiros de graduação e ensino médio.

havard

Para ampliar o acesso de jovens à ciência, pesquisadores brasileiros da Universidade Harvard, uma das mais importantes dos Estados Unidos, decidiram criar o projetoClubes de Ciência Brasil. A iniciativa tem como objetivo levar conhecimento científico por meio de oficinas e mentorias gratuitas para estudantes brasileiros do ensino médio e dos dois primeiros anos de graduação em qualquer área.

O CdeC Brasil, como é apelidado, começou com quatro pesquisadores, mas hoje a equipe é formada por nove brasileiros e um norte-americano, Paul Joseph Franco. Entre as áreas de conhecimento deles estão empreendedorismo, epidemiologia, edição genômica e imunologia. “Pretendemos motivar e convencer futuros cientistas de que é possível fazer ciência de ponta no Brasil”, diz a página oficial do projeto na internet.

O projeto brasileiro integra o Clube de Ciência de Harvard, fundado em 2014 por doutorandos mexicanos da própria universidade e também do Massachusetts Institute of Technology (MIT). Em um ano, o programa expandiu e criou clubes na Colômbia e na Bolívia. Já em 2017, o projeto chega pela primeira vez ao Brasil e também ao Paraguai e ao Peru.

Por aqui, os primeiros encontros serão realizados entre os dias 17 e 22 de julho, na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), em Belo Horizonte. Segundo os pesquisadores, a cidade foi escolhida por ser um local que possui centros de estudos científicos e de incentivo à inovação e tecnologia.

Quatro turmas de 20 alunos cada uma vão estudar tópicos inspirados nas pesquisas e teses de doutorado dos instrutores. Os temas são "células-tronco e edição genômica", "visualizando o sistema imune em ação", "combatendo epidemias" e "inovação e empreendedorismo científico".

Ao todo, o processo seletivo registrou mais de 900 candidatos. Foram aprovadas 80 pessoas de seis estados, sendo 40% estudantes de instituições públicas e quase 60% mulheres.

Universidades de outras regiões do país já mostraram também interesse no projeto. A agenda oficial de novos clubes para 2018 deve ser divulgada no final deste ano. De acordo com o CdeC Brasil, as áreas de CTEM (Ciências, Tecnologia, Engenharia e Matemática, em inglês), como robótica e programação, podem ser temas das oficinas do ano que vem.

havard brasileiros

Novas evidências reforçam hipótese da existência do Planeta 9

Estudo realizado por astrônomos de universidade espanhola identifica perturbação onde possível planeta estaria.

A hipótese do Planeta 9 vem intrigando astrônomos do mundo inteiro ao longo dos últimos anos. Com uma nova técnica, cientistas da Universidade Complutense de Madri, na Espanha, identificaram o que podem ser um novo corpo, a uma distância de 300 e 400 vezes o trajeto entre a Terra e o Sol. Até então, as teorias em torno do novo planeta se baseavam em observações, que foram questionadas com o passar do tempo. 

Em estudo publicado no periódico MNRAS: Letters, os astrônomos espanhois explicam que a técnica foi desenvolvida para estudar os "objetos extremos" (ETNOs, em inglês), um tipo específico de objeto transnetuniano, ou seja, corpo do Sistema Solar que fica a uma distância maior que a entre o Sol e Netuno.

Cada um desses objetos possui dois pontos nos quais suas órbitas atravessam a de outro corpo do Sistema Solar. Nesses locais, a chance de os corpos interagirem com outros, passando por mudanças de órbita ou colisões, são maiores. 

Por meio de cálculos e análises de dados, a equipe de Madri descobriu que os pontos dos 28 objetos transnetunianos extremos estão agrupados. Além disso, há uma correlação, que não deveria haver, entre as posições dos pontos e as inclinações, um dos parâmetros que define a orientação das órbitas desses objetos no espaço. "Se não há nada para perturbá-los, os pontos desses objetos transnetunianos extremos deveriam estar distribuidos de maneira uniforme, como se não houvesse nada que eles precisassem evitar", explica o astrônomo Carlos de La Fuente, no anúcio da pesquisa.

Segundo ele, se há perturbações, existem duas possibilidades: na primeira, o objeto extremo estaria estável e seus pontos estariam longe do caminho de possíveis perturbações; já na segunda, se os pontos estivessem instáveis, eles se comportariam como os cometas que interagem com Júpiter, cujos pontos ficam mais próximos da órbita do que os perturba.

"Partindo do pressuposto que os objetos transnetunianos extremos são dinamicamente parecidos com os cometas que interagem com Júpiter, interpretamos esses resultados como sinais da presença de um planeta que está interagindo ativamente com esses corpos a distâncias de 300 a 400 unidades astronômicas", disse La Fuente.

É a primeira vez que os objetos extremos são usados como pontos de referência para um estudo desse tipo. De acordo com o pesquisador, a descoberta de mais deles pode contribuir para a confirmação da existência do Planeta 9 e, no futuro, talvez até mesmo a definição da órbita dele. 

novo planeta

Com informações de revistagalileu.globo.com