Homem vai fazer churrasco e encontra cadáver na churrasqueira

Um homem se preparava para um churrasco em casa, no Rio Grande do Sul, quando se deparou com um corpo em estado avançado de decomposição.

O dono da propriedade estava incomodado com um forte odor que o mesmo achava ter vindo da chaminé da casa.

A residência, que fica em um balneário, é pouco utilizada pela família, que foi surpreendida com o cadáver na churrasqueira.

De acordo com a polícia, há possibilidade de o corpo ser de um assaltante que tentava usar a chaminé da churrasqueira para invadir a residência, mas acabou ficando preso. A perícia, porém, ainda irá avaliar o caso.

Com informações do Portal do Holanda.

Homem posta vídeo fazendo sexo e ainda xinga parceira de baleia

Quando você acha que a humanidade já chegou ao limite do machismo e da grosseria, vem um exemplo como este e nos faz repensar.

Um homem, identificado como Ryan Hefford, publicou em um grupo fechado no Facebook, destinado só para homens, um vídeo em que ele mesmo aparece tendo relações sexuais com uma mulher. O australiano escreveu comentários bastante degradantes na publicação.

"Qual a maior baleia que vocês já abateram? Passei por uma fase ruim e parei nesta besta de 130 quilos", disse.

Indignado, um dos membros do grupo resolveu desmascarar Ryan e trouxe a publicação à tona. Hayden Brien compartilhou a publicação, de forma aberta, em seu próprio Facebook. Ele tomou o cuidado de cobrir o corpo da mulher com uma tarja e denunciou a atitude do autor do vídeo e dos outros membros do grupo que xingaram a mulher. Foi o suficiente para também ele receber ofensas de outros homens defendendo a publicação.

Veja aqui a puplicação no Facebook

"Um cara postou prints de um vídeo fazendo sexo com uma mulher no Facebook, sim, estou dedurando os meninos, e você pode presumir que o vídeo não foi feito, muito menos publicado com o consentimento dela. Por enquanto tem 230 curtidas e 103 comentários, nenhum deles defendendo a menina.

Grupos de homens podem ser uma grande ajuda para várias pessoas que estão passando por situações difíceis, mas isso não é desculpa para esse tipo de comportamento. Estou cansado de cada 'cara' do planeta achar que somos um raça superior e tratar as mulheres como humanos de segunda classe", disse, dentre outras coisas.

Entenderam por que a gente bate tanto na tecla do machismo e do feminismo?

Segurança de creche ateia fogo em crianças; quatro morrem

Quatro crianças morreram queimadas em uma creche em Janaúba, no Norte de Minas, na manhã desta quinta-feira (5).

Segundo informações da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros, o guarda do Centro Municipal de Educação Infantil Gente Inocente, no Bairro Rio Novo, jogou álcool em algumas crianças e nele mesmo, em seguida ateou fogo.

De acordo com a assessoria do Hospital Regional de Janaúba, cerca de 40 pessoas deram entrada na unidade de saúde. A maioria dos pacientes são crianças com idades entre quatro e cinco anos, e todos eles tiveram mais de 20% do corpo queimado. Também há funcionários da creche entre os feridos. Quinze pessoas respiram com a ajuda de aparelhos.

Damião Soares dos Santos, 50 anos, trabalha como vigia noturno do local há oito anos, segundo a Polícia Civil. Ele está em estado grave no hospital, com queimaduras no corpo inteiro.

A prefeitura de Janaúba decretou sete dias de luto oficial em solidariedade às famílias afetadas pela tragédia.
Inicialmente, os bombeiros falaram em seis crianças mortas, mas depois atualizaram o número de mortos para quatro pessoas – dado confirmado pelo Samu.

Duas unidades do Samu de Janaúba estão no local e equipes de cinco cidades do Norte de Minas estão em deslocamento para atendimento da ocorrência.

A Polícia Militar informou que uma aeronave da PM está no local para socorrer as vítimas. Ainda segundo a PM, um avião do governo do Estado está saindo de Belo Horizonte para Janaúba para transportar os feridos até o Hospital João XXIII, na capital mineira, que é referência em tratamento de queimaduras em Minas.

Autoridades

O governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT), vai a Janaúba acompanhar o socorro às vítimas e as investigações sobre a tragédia. O chefe do Executivo determinou a criação de um posto de comando emergencial na cidade.

O presidente Michel Temer também se manifestou a respeito da tragédia, por meio de suas redes sociais. “Eu que sou pai imagino que esta deve ser uma perda muitíssimo dolorosa”, disse Temer em seu Twitter.

Tiroteio em Las Vegas faz 50 mortos e centenas de feridos

A polícia norte-americana está investigando um tiroteio em Las Vegas, nos EUA, na madrugada deste domingo (1º).

Há pelo menos 50 mortos e 200 feridos já confirmados, doze dos quais em estado grave. Nas redes sociais, os relatos são de muitos tiros e muitas pessoas caídas no chão, mas não se sabe ainda ao certo o que aconteceu esta madrugada.

De acordo com informações do portal G1, a polícia de Las Vegas informou já ter matado um suspeito.

As primeiras imagens relatam a confusão que se seguiu após se ter ouvido o som de centenas de tiros disparados de um arma automática perto do Mandalay Bay Hotel and Casino, enquanto acontecia um festival de música country na parte exterior, com cerca de 30 mil pessoas presentes.

O Las Vegas Boulevard e a rodovia I15 foram fechadas para tráfego de veículos, e a polícia pede que a área seja evitada.

Getty Images

Primeiro casal a se inscrever para casamento coletivo gay no Acre

Luana e Antônia vão se casar em novembro durante a cerimônia do projeto 'Casar é Legal'. Cozinheiras se conheceram há quase dois anos durante um curso no Senac.

Luana e Antônia vão oficializar união de quase dois anos durante casamento gay coletivo, em Rio Branco (Foto: Divulgação/DPE-AC)

O casal Luana Maiara, de 36 anos, e Antônia Cristina, de 27, pensou até em sair do Acre para realizar o sonho de oficializar a união estável de quase dois anos. Porém, a dupla de cozinheiras acabou recebendo a oportunidade de se casar sem custo algum no projeto “Casar é Legal”, que vai realizar o casamento coletivo de casais homoafetivos no estado.

Luana e Antônia foram as primeiras a se inscreverem no projeto e afirmam que essa é a realização de um sonho.

As inscrições para o projeto seguem até o dia 23 de outubro no Núcleo de Cidadania da Defensoria Pública do Estado. A cerimônia deve ocorrer em novembro deste ano, mas ainda não tem dia definido.

Os interessados devem procurar o órgão de 8h às 14h portando o RG, CPF, Certidão de Nascimento e comprovante de endereço. Não há limite de vagas.

“Eu fico realmente muito emocionada, pois é algo que sempre quis para nós, pois a nossa união é de harmonia e, de fato, estável. Temos uma relação muito boa e não tenho nem palavras para descrever o que estou sentindo. É a realização de um sonho”, afirma Luana.

A cozinheira conta que conheceu Antônia há quase dois anos, quando faziam um curso no Senac, na capital. As duas acabaram se afastando, pois Luana foi morar fora do estado, mas se reencontraram e decidiram assumir o relacionamento.

“Fui eu quem sempre corri atrás e fui buscando até conseguir conquistar esse coração e estamos juntas há quase dois anos. Essa é uma oportunidade única não somente para mim ou para a Antônia, mas para todos os casais homoafetivos que tenham essa intenção. É um turbilhão de emoções, muita coisa acontecendo ao mesmo tempo”, destaca.

Casal e os amigos Matheus Borges e Greucimar Gregório que foram testemunhas no cartório durante assinatura de documentação (Foto: Luana Maiara/Arquivo Pessoal)

Além do casamento civil, as duas também pretendem fazer um casamento religioso, pois são do candomblé e acreditam que esse momento é importante para reunir os amigos. O casal comemora dois anos de união no mês em que ocorre a cerimônia do projeto.

Luana diz que não enfrenta preconceito dos pais por causa da orientação sexual. No entanto, relata que o mesmo não ocorre com Antônia e teme como a família dela vai receber a notícia do casamento.

“Ela [Antônia] sofre até hoje, pois a família é muito religiosa e, principalmente, a mãe não aceita. Fico imaginando como vai ficar essa relação, que já é estremecida após o casamento. Infelizmente as pessoas acreditam que o amor precisa ter um gênero, elas não podem ter apenas um sentimento. Amor não é apenas um homem e uma mulher, o amor é amor em qualquer gênero, são pessoas, seres humanos”, destaca emocionada.

Projeto Casar é Legal

O coordenador do núcleo da cidadania, defensor Celso Araújo Rodrigues, diz que objetivo do casamento coletivo homoafetivo é resgatar a cidadania e dignidade dessas. O projeto "Casar é Legal", segundo ele, busca fortalecer o princípio da igualdade e isonomia.

O projeto é uma parceria entre a Defensoria, Fórum de ONGs LGBT do Acre, Vara de Registros Públicos, cartórios de Rio Branco e a Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh).

“Elas foram o primeiro casal a se inscrever. O projeto foi iniciado agora e é a primeira vez no estado. O Acre que é o terceiro estado da região Norte a fazer esse tipo de projeto. Infelizmente, a gente vive em uma sociedade com muito preconceito e essa é uma quebra de paradigmas. Todos têm direitos iguais perante a lei, sem discriminar, sem preconceito com ninguém, então esse é o objetivo do projeto”, finaliza.

Presidente do Fórum de Ongs LGBT, Germano Marino, Luana, Antônia e o defensor Celso Rodrigues (foto abaixo).

Do G1 Acre

Acre deve ter o seu primeiro casamento coletivo gay em novembro

A Defensoria Pública do Acre lançou nesta quarta-feira, 27, o projeto “Casar é Legal”, que tem objetivo de unir casais homoafetivos.

A ação é de graça e é destinada aos casais que não possuem condições financeiras. O projeto prevê um um casamento coletivo em novembro entre os casais inscritos.

As inscrições acontecem entre 27 de setembro e 23 de outubro, das 8h às 14h, na sede da Defensoria Pública do Estado, Núcleo da Cidadania, na Rua Custódio Freire, no bairro do Bosque. Os casais devem estar munidos de cópias do RG, CPF, registro de nascimento e comprovante de endereço.

A ação conta com a parceria do Tribunal de Justiça do Acre, a Secretaria de Justiça e Direitos Humanos, os Cartórios de Registro Civil das Pessoas Naturais da comarca de Rio Branco e as organizações do movimento LGBT.

A Defensoria Pública acredita que o “Casar é Legal” assegura a cidadania, resgata a dignidade humana e ressalta o combate à intolerância e ao preconceito e além disso enaltece o princípio constitucional da isonomia garantido pela Constituição Federal.

Com Informação ac24horas

Jovem morre afogado enquanto amigos faziam selfie em rio

Segundo informações do Times of India, o caso aconteceu na cidade indiana de Bangalore.

O estudante Vishwas G., de 17 anos, morreu afogado em um rio enquanto seus amigos sorriam para uma selfie em grupo durante uma excursão escolar.

“Nós tínhamos terminado de nadar e saímos para o templo de Gundanjaneya sem notar a ausência de Vishwas”, relatou o estudante Sumanth A, que estava na excursão, ao jornal local. “Um dos estudantes estava revendo as fotos quando notou que afogamento dele foi registrado. Ele imediatamente alertou os responsáveis e os amigos, mas quando voltaram ao local havia se passado uma hora e não conseguiram vê-lo na água”.

Segundo a polícia, os estudantes ignoraram o alerta sobre o perigo de mergulhar nas águas do rio. Outros jovens do grupo serão interrogados para investigar o caso a fundo. “Não interrogamos os estudantes presentes no local do incidente porque todos estavam em choque”, informou o departamento. “Temos uma lista de alunos que serão chamados para dar depoimentos”.

Indignados, os pais do jovem levaram o corpo do filho até a entrada do National College, na segunda-feira (25), em forma de protesto pela negligência que, segundo eles, levou à morte do rapaz.

Em resposta, a instituição informou que investigará se algum funcionário tem responsabilidade na morte e tomará medidas cabíveis caso fique comprovado que houve negligência da equipe.

Funcionários do IML são investigados por arrastar cadáver em lamaçal

A morte brutal do agropecuarista Tadeu Freitas de Omena, 54 anos, ocorrida, em Branquinha, é considerada solucionada pelo polícia judiciária. Funcionários foram demitidos após episódio.

Para a Polícia Civil de Alagoas, trata-se de latrocínio (roubo seguido de morte), que teve como mentor o ex-funcionário de Tadeu Omena identificado como Dijovan Tiele Silva, 20 anos, conhecido como Gonçalo.

Dijovan morreu em confronto com a polícia horas após o crime durante a perseguição aos suspeitos, em União dos Palmares. Lucas Eduardo da Silva, 20, foi o primeiro a ser preso e a delatar os comparsas. Um terceiro suspeito, sem identificação oficial, foi morto ainda na fazenda do agropecuarista, por funcionários do local. Um quarto suspeito segue foragido.

Apesar da resposta rápida das forças de segurança, outro fato deve ganhar repercussão. Vários vídeos divulgados nas redes sociais mostram funcionários do Instituto Médico Legal Estácio de Lima, em Maceió, arrastando o corpo do suspeito pelos pés, em meio à lama e a piadas de funcionários da fazenda.

Ao chegar ao veículo oficial, o funcionário do IML ainda joga com os pés água para tentar limpar o corpo da lama. Durante todo o vídeo, funcionários do IML e do fazendeiro dão risadas e fazem piada sobre o cadáver. “É bom pra tomar um banho, pra relaxar um pouquinho. Tá cansado da traçoeiragem (sic) que fez ontem. Aí… Só de lanchazinha. Vá matar pai de família aí”…, narra uma pessoa não identificada em meio às risadas.

A Perícia Oficial de Alagoas disse, por meio da sua assessoria, “que não compactua com a conduta adotada pelos dois funcionários da empresa prestadora de serviço dos Institutos que compõem a estrutura Poal, durante recolhimento de um cadáver no município de Branquinha. Esse tipo de procedimento é totalmente irregular, e incompatível com as atividades desempenhadas pelas equipes do IML.

Em virtude da denúncia, a Perícia Oficial notificou a empresa sobre a conduta dos funcionários, e cobrou da mesma, medidas administrativas em relação ao fato. Situações como essa não serão admitidas pela direção da Poal.

Os dois envolvidos foram identificados e demitidos da empresa terceirizada que irá realizar uma capacitação para requalificar as equipes que atuam no IML.

Ressaltamos ainda, que este fato isolado não irá voltar a se repetir.”

Fonte: alagoas24horas.com

Pastores morrem cantando hino da harpa e emocionam bombeiros

Os religiosos pertenciam à Igreja Assembleia de Deus e haviam saído de Alegre, município da Região Sul do Estado, rumo a uma convenção estadual da igreja em Nova Carapina II, na Serra. 

Dois pastores evangélicos e um motociclista morreram em um acidente envolvendo sete veículos, em 27 de fevereiro passado, na Rodovia do Contorno, trecho da BR 101 que liga Serra a Cariacica no Espírito Santo.

Os religiosos pertenciam à Igreja Assembleia de Deus e haviam saído de Alegre, município da Região Sul do Estado, rumo a uma convenção estadual da igreja em Nova Carapina II, na Serra.

Os veículos – cinco caminhões, uma moto e um automóvel Del Rey – bateram um atrás do outro. O engavetamento aconteceu às 8h15, no quilômetro 277, na Serra. Os pastores estavam no carro.

Tudo começou quando um caminhão freou por causa do intenso fluxo de carros no sentido Cariacica – Serra. Os veículos que vinham atrás dele frearam também, mas o último caminhão – de uma empresa de cerveja – não conseguiu parar a tempo. Com isso, os veículos que estavam à frente foram imprensados uns contra os outros.

Os pastores José Valadão de Souza e Nelson Palmeira dos Santos e o motociclista Jonas Pereira da Silva, 52 anos, morreram no local. Dois outros pastores, que também estavam no Del Rey, sobreviveram, e o motorista de um dos caminhões sofreu arranhões nas pernas. Nenhum dos outros caminhoneiros ficou ferido.

O proprietário e condutor do Del Rey, pastor Dimas Cypriano, 61 anos, do município de Alegre, saiu ileso do acidente e teve ajuda do motorista José Carlos Roberto, carona de um dos caminhões, para sair do veículo.

Seu amigo de infância, pastor Benedito Bispo, 72, ficou preso às ferragens. Socorristas do Serviço Médico de Atendimento de Urgência (Samu) e bombeiros fizeram o resgate dele. O pastor teve politraumatismo e foi levado para o Hospital Dório Silva, na Serra.

A mulher de Benedito chegou a ver o marido sendo socorrido e teve que ser amparada por um familiar. Ela também seguia para a convenção num outro veículo. A rodovia ficou interditada durante várias horas nos dois sentidos. O trecho só foi totalmente liberado no início da tarde.

O pastor Dimas Cypriano, que sobreviveu ileso ao acidente, no Contorno, contou que usava cinto de segurança e que ficou preso ao tentar sair. Ele dirigia o Del Rey e disse que precisou de ajuda para sair do carro. Mas depois continuou no local, acompanhando os trabalhados de resgate do colega, Benedito Bispo. Nas mãos, levava uma Bíblia que ficou suja de sangue. Mas isso não impediu que o pastor orasse durante o socorro.

O mais comovente do triste episódio, foi o relato dado por 2 pastores sobrevivente, e pelos bombeiros que tentavam tirar os pastores ainda com vida, que estavam presos nas ferragens.

As testemunha citadas acima, contam que os pastores Nelson Palmeiras e João Valadão, ainda com vida e presos nas ferragens, em meio a um mar de sangue que os envolvia, começaram a cantar o Hino 187 da harpa cristã:

“Mais perto
Quero estar meu Deus de ti!
Ainda que seja a dor
Que me una a ti,
Sempre hei de suplicar
Mais perto
Quero estar meu Deus de ti!

Andando triste
Aqui na solidão
Paz e descanso
A mim teus braços dão
Nas trevas vou sonhar
Mais perto
Quero estar meu Deus de ti!

Minh’alma cantará a ti Senhor!
E em Betel alçará padrão de
Amor,
Eu sempre hei de rogar
Mais perto
Quero estar meu Deus de ti!

E quando Cristo,
Enfim, me vier chamar,
Nos céus, com serafins irei
Morar
Então me alegrarei
Perto de ti, meu Rei, meu Rei,
Meu Deus de ti!”

Aos poucos suas vozes foram silenciando-se para sempre.

As lagrimas tomaram conta dos bombeiros, acostumados a resgatar pessoas em acidentes graves, porem jamais viram alguem morrer cantando um hino; como foi o caso dos pastores Nelson Palmeiras e João Valadão .

Fonte: gospelfive.com

Mãe questiona filha sobre virgindade e descobre abuso: ‘Foi o seu marido’

Um homem foi preso na última quarta-feira (20) após a esposa descobrir que ele abusava sexualmente da enteada.

O caso aconteceu em Jundiaí, no interior de São Paulo, e teve início após a menina de 12 anos ter sido questionada pela mãe sobre virgindade. “Foi o seu marido”, ela respondeu.

O padrasto estuprou a enteada dos 8 anos aos 11 anos de idade.

Por causa do comportamento da menina, a mãe suspeitava que a filha estava namorando escondido. “Minha filha estava com uma rebeldia muito esquisita, por isso comecei a desconfiar que havia algo de errado”, diz. “Um dia resolvi questionar se ela ainda era virgem, e ela disse ‘foi o seu marido’”, contou chorando ao Brasil Urgente.

A mãe chegou a desconfiar que era mentira, mas os exames comprovaram o abuso sexual.

O infrator teve a prisão preventiva decretada e foi encaminhado ao Centro de Triagem de Campo Limpo Paulista (SP).

(Com informações da Band)