Estado tem a menor taxa de veículos roubados recuperados

Os dados se referem a ju­lho, e mostra que naquele mês 16 carros foram roubados e apenas 4 foram recuperados

Levantamento divulga­do ontem pela Con­federação Nacional das Empresas de Seguros Gerais, Previdência Privada e Vida, Saúde Suplementar e Capitalização (CNSeg) mostra o Acre na última colocação do ranking na­cional de recuperação de carros roubados.

Os dados se referem a ju­lho, e mostra que naquele mês 16 carros foram roubados e apenas 4 foram recuperados, o que representa 0,04% do total. O secretário de Se­gurança Pública do Acre, Reni Graebner (foto), disse não ter acessado aos números do levamento mas obser­vou que eles não levaram em conta a lista com 13 veículos que estão em fase de repatriamento da Bolí­via para o Brasil, além de um lote de outros carros que estão sob guarda da polícia boliviana e também podem ser devolvidos aos donos brasileiros. “Dos 13, dois não sofreram adultera­ção e os donos já fizeram o requerimento para tê-los de volta”, informou Graebner.

Durante o mês de julho, 39.683 veículos foram rou­bados ou furtados em todo o país. Destes, 20.195 voltaram para seus donos.

Reni Graebner

Reni Graebner

Traficante ‘folgado’ é preso enquanto vendia drogas deitado em rede

No momento da abordagem, ‘Catita’ estava deitado em uma rede na varanda de sua casa de onde ele costumava comercializar a droga

Com o suspeito foram encontrados 32 porções de oxi, 24 de pasta-base e cocaína e uma porção grande de cocaína pura (Divulgação/SSP)

Com o suspeito foram encontrados 32 porções de oxi, 24 de pasta-base e cocaína e uma porção grande de cocaína pura (Divulgação/SSP)

Após uma semana de investigação, Éder Pacheco de Assis, 29, conhecido como ‘Catita’, foi preso no final da tarde de sexta-feira (23), por policiais da Força-Tarefa da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM). Ele é suspeito de comandar uma boca-de-fumo no beco Ventura, no bairro Santa Luzia, na Zona Sul de Manaus.

No momento da abordagem, ‘Catita’ estava deitado em uma rede na varanda de sua casa, de onde costumava comercializar a droga, segundo as denúncias. “Passamos a observar o movimento e o mais interessante é que o suspeito não precisava levantar da rede. Ele fazia toda a negociação se embalando na varanda”, contou um dos policiais.

Com o suspeito foram encontrados 32 porções de oxi, 24 de pasta base de cocaína e uma porção grande de cocaína pura, além de material para embalar e misturar a droga.

Éder Pacheco de Assis foi levado para o 1º Distrito Integrado de Policia (DIP), no bairro Praça 14 de janeiro. Na delegacia foi constatado que o suspeito já tinha sido indiciado por roubo. Éder foi autuado pelo crime de tráfico e associação para o tráfico de drogas.

FONTE-ACRITICA.COM

Autoridades bolivianas divulgam dados oficiais sobre mortos e Santa Cruz

A imprensa boliviana informou que, entre os mortos, estaria uma criança

Com informações do site Los eldeber.com

Com informações do site Los Tiempos

MORRERAM-30 PESSOAS-38 FICAROM FERIDAS

Em coletiva de imprensa, na noite desta sexta-feira (23), na prisão Palmasola de Santa Cruz, o Ministro do Governo Carlos Romero, disse que 30 pessoas morreram e 38 ficaram feridas após a rebelião na unidade prisional. Ele revelou ainda que, os presos do Bloco “A” do presídio foram atacados por um outro grupo, com facões, facas, paus e cilindros de gás liquefeito, que foram usados ​​como lança-chamas e causar intoxicação.

A imprensa boliviana informou que, entre os mortos, estaria uma criança de um ano e meio, que vivia com o pai na prisão. Ontem à noite, os cadáveres foram levados da prisão para o necrotério do Hospital San Juan de Dios. Dos feridos, 22 recebem atendimento na prisão.

Durante todo o dia o que se viu foram cenas dolorosas de parentes dos detentos  que buscavam alguma informação, na ausência de dados oficiais.

A rebelião aconteceu na prisão de Palmasola, que abriga cerca de 5000 presos, na área denominada Chonchocorito, a prisão de segurança máxima e considerado o mais polêmico.

O ministro disse que foram encontradas cápsulas, por isso, existe  a hipótese de que, foram usadas armas de fogo no confronto.

“Os detentos abriram um buraco na parede que divide os dois pavilhões e tanques de gás doméstico usado para estrangular os outros prisioneiros, usando-os como se fossem mesmo lança-chamas, provocando um incêndio que rapidamente se espalhou por colchões de palha que estavam em células, disse ele.

A polícia levou várias horas para apagar o fogo e tomar o controle da prisão.

A maioria das pessoas que morreram estavam no segundo andar da seção onde houve incêndio causado pela explosão dos cilindros. “As vítimas ficaram presas pelo fogo”, disse o ministro. Ainda não foi divulgada uma lista com os nomes dos envolvidos.

É o incidente mais grave ocorreu prisão no país, por uma disputa pela liderança e espaços dentro de um criminoso.

O setor onde ocorreu o confronto deveria abrigar entre 150 e 200 presos, mas  atualmente tinha cerca de 500 detentos.

incidente mais grave ocorreu prisão

incidente mais grave ocorreu na prisão

incidente mais grave ocorreu prisão

incidente mais grave ocorreu na prisão

mulher aparece viva 13 dias depois de seu próprio funeral.

Eu tive que ligar para minha esposa e lhe dar a triste notícia
Uma moradora da Filadélfia apareceu viva 13 dias depois que sua família participou de seu próprio enterro.

Sharolyn Jackson

Sharolyn Jackson

, de 50 anos, foi sepultada no Colonial Memorial Park, depois que os médicos liberaram um atestado de óbito.

 
“Eu tive que ligar para minha esposa e lhe dar a triste notícia pelo telefone, dizendo que acabava de encontrar a nossa filha morta”, disse o pai dela, Dave Minnie.
 
Só que a mulher apareceu viva em um estabelecimento de saúde mental no centro da Filadélfia.  Jackson tinha desaparecido de sua casa em na Filadélfia no dia 18 de julho. Quando encontraram o corpo de uma mulher que seguia suas descrições, no dia 20 de julho, pensaram que se tratava dela.
O Departamento de Saúde de Filadélfia insiste que todos os procedimentos foram seguidos, além de um membro da família tê-la identificado. Agora abriu-se uma investigação para tentar descobrir de quem é o corpo enterrado na sepultura.
Fonte: Daily Mail

Estranha criatura de 4 metros e encontrada

Monstro marinho e dragão são sugestões para o que possa ser o cadáver.

Um cadáver em decomposição de uma criatura bizarra apareceu na Espanha e está gerando grande repercussão acerca do que se trata. Pessoas questionam se a criatura é um monstro marinho ou um dragão, mas nada se sabe até o momento.
 
O ser com cifres foi encontrado na aldeia andaluza de Villariocos. A espécie tem aproximadamente 4 metros de comprimento. A Defesa Civil foi chamada logo que o ser foi encontrado, mas, depois de examiná-lo, nada foi constatado acerca de sua origem.
 
Biólogos foram acionados para ajudarem a desvendar o mistério, mas, como a criatura foi enterrada devido ao mal cheiro, eles trabalham apenas com imagens fotografadas.
tem aproximadamente 4 metros de comprimento

tem aproximadamente 4 metros de comprimento

Fonte: Gawker

Por 

Você já ouviu falar na sinistra Bíblia do Diabo?

Conheça a história do lendário livro que supostamente foi escrito depois de um pacto com o demônio.
Fonte da imagem: Wikipédia

Fonte da imagem: Wikipédia

Muitas vezes a ficção é muito mais interessante do que a realidade, e um bom exemplo disso é a história sobre a sinistra “Bíblia do Diabo”. Reza a lenda que no século XIII, na região que hoje corresponde à República Tcheca, um monge foi condenado à morte por cometer uma grave infração contra as regras do mosteiro no qual vivia. Mais precisamente, o sacerdote seria emparedado vivo em um quarto.

Para escapar da condenação, o monge decidiu fazer um trato com seus superiores, propondo que o seu crime fosse perdoado em troca de que ele produzisse uma cópia da bíblia — e de diversos outros escritos — à mão em apenas uma noite. Tal façanha seria muito, muito difícil de conseguir nos dias de hoje, com toda a tecnologia disponível, então, imagine só no século XIII, quando tudo era feito à luz de velas e com o uso de tinta, penas e pergaminhos!

Pacto impensável

Fonte da imagem: Reprodução/National Library of Sweden

Fonte da imagem: Reprodução/National Library of Sweden

Os superiores concordaram, pois, se o monge não cumprisse com o acordado — o que era óbvio —, ele seria sentenciado. Porém, se produzisse o material prometido em tão pouco tempo, isso seria um milagre que, por sua vez, atrairia milhares de peregrinos (e muito dinheiro) para o mosteiro. No entanto, o monge logo percebeu que jamais conseguiria terminar a tarefa à qual se havia proposto, decidindo fazer o impensável: um pacto com o diabo.

Pelos seus serviços, o príncipe das trevas não só pediu a alma do monge em troca do livro, senão que exigiu que um assustador e enorme retrato seu fosse incluído na obra. No dia seguinte, conforme prometido, o livro estava pronto. O sacerdote foi perdoado e o volume ficou conhecido como “Codex Gigas” — de “Livro Gigante” — ou A Bíblia do Diabo.

Trabalho de um homem só

Fonte da imagem: Reprodução/National Library of Sweden

Fonte da imagem: Reprodução/National Library of Sweden

O códice possui mais de 90 cm de altura por mais de 50 de largura, além de medir mais de 20 cm de espessura e de pesar perto de 75 quilos. Trata-se do maior manuscrito medieval de que se tem notícia, e suas páginas são feitas de pele de vitelo e de asno. A bíblia, além do famoso retrato do maligno, também contém o novo e o velho testamento, assim como um calendário, textos médicos e uma antiga enciclopédia. No entanto, várias páginas desapareceram.

Há que acredite que os textos faltando continham informações sinistras demais para serem lidas, e por isso foram removidos. Além disso, durante os seus vários séculos de existência, o Codex Gigas mudou de mãos várias vezes, e até sobreviveu — com alguns danos irreparáveis — a um incêndio, o que também poderia explicar o desaparecimento de algumas se suas páginas.

Lenda

Fonte da imagem: Reprodução/National Library of Sweden

Fonte da imagem: Reprodução/National Library of Sweden

Segundo os especialistas, o livro realmente parece ter sido escrito por uma única pessoa, mas em vez de ser produzido em apenas uma noite, o habilidoso escriba deve ter levado mais de 20 anos para concluir o trabalho. Além disso, uma pequena dedicatória — “Hermanus Inclusus” ou “Herman, o recluso” ou ainda “Herman, o enclausurado” —, ao final do manuscrito também dá algumas pistas sobre a suposta condenação do monge.

Assim, o mais provável é que o sacerdote realmente tenha sido condenado (ou se condenado) à clausura — e não a ser emparedado — por toda a vida, para se dedicar integralmente à produção do códice. Hoje a Bíblia do Diabo se encontra preservada na Biblioteca Nacional da Suécia, em Estocolmo, e você pode vasculhar as páginas desse incrível manuscrito medieval a partir deste link.

Fonte-Historic Mysteries io9 National Library of Sweden

7 históricas que supostamente fizeram pacto com o Diabo

Certas pessoas, sejam artistas ou assassinos, possuem áureas malignas e misteriosas ao seu redor; veja quais são algumas dessas personalidades.

Por Ian Castelli

Fonte da imagem: MegaCurioso

Fonte da imagem: MegaCurioso

O mito de que algumas personalidades famosas alcançaram grande destaque e reconhecimento entre o público e que fizeram pactos com o Diabo não é algo recente. Há tempos que algumas pessoas acusam artistas, cientistas, escritores ou músicos de possuírem relações com o Satanás e conseguirem um êxito precoce ou suspeito. Os assassinos macabros também entram nessas listas, justamente por conta de suas ações sinistras.

Evidentemente, essas especulações não são afirmações que podem ser tomadas como verdade, porém são boatos que tentam explicar as áureas estranhas que envolviam essas personalidades. Lendas urbanas ou não, veja quais são sete desses conhecidos que possuem, supostamente, misteriosas relações satânicas:

1 – Robert Johnson

Fonte da imagem: Reprodução/Quo

Fonte da imagem: Reprodução/Quo

Ele é conhecido por ser um dos músicos que, segundo boatos, fez pacto com o Demônio. É difícil explicar onde o mito de Johnson é iniciado, porém as histórias mais comuns dizem que ele se encontrou com o Diabo no cruzamento das estradas 61 e 49, no estado do Mississippi, e que vendeu a alma ao ser maligno.

Em troca, ele pediu para ser o melhor artista de blues de todos os tempos – o que se tornou parcialmente verdade, pois Robert se transformou um garnde ícone do blues. Os mitos aumentam quando os relatos dizem que antes do tal encontro, Johnson não era detentor de qualquer dom em especial, porém que depois do acerto de contas com o Diabo suas músicas fascinaram milhões de pessoas.

2 – Charles Manson

Fonte da imagem: Reprodução/Quo

Fonte da imagem: Reprodução/Quo

Charles Manson é, infelizmente, um dos assassinos em série mais famosos do século XX. A vida de Manson foi atípica desde o começo: preso adolescente por inúmeros delitos, só foi solto ao completar 33 anos. Na década de 60, ele fundou um grupo misterioso e repleto de lendas chamado “Família Manson” – que foi responsabilizado por muitos crimes, como o cruel assassinato da atriz Sharon Tate (grávida de oito meses). Algumas pessoas dizem que cultos satânicos eram realizados entre os membros da “Família Manson”, já que os discursos do fundador sempre tiveram um viés religioso.

Mensagens escritas nas paredes dos locais dos crimes com o sangue de vítimas também contribuíram para essas especulações. Entretanto, grandes quantidades de drogas sempre foram encontradas com o assassino; ele também foi considerado mentalmente instável. Hoje, ele cumpre prisão perpétua nos Estados Unidos. Os responsáveis judiciais pelo caso de Manson classificaram o assassino como “o homem mais maligno e satânico que já caminhou na face da Terra”.

3 – Giuseppe Tartini

Fonte da imagem: Reprodução/Quo

Fonte da imagem: Reprodução/Quo

Tartini é um famoso músico italiano que abertamente afirmou ter encontrado o Diabo em sonhos. Pode não ter sido um pacto, porém o próprio músico disse que foi uma colaboração sobrenatural. Quando Tartini tinha 21 anos, ele sonhou que o Demônio apareceu em seus sonhos e que tocou uma canção deslumbrante em um violino.  

Ao acordar, Tartini tentou reproduzir os acordes da tal canção, porém fez somente versões inferiores – segundo ele mesmo. Depois de algum tempo, ele conseguiu recriar parte da canção, originando uma de suas obras mais conhecidas: “O Trilo do Diabo”. Após compor essa sonata, Tartini ficou famosíssimo e se tornou um grande músico.

4 – Urbain Grandier

Fonte da imagem: Reprodução/Quo

Fonte da imagem: Reprodução/Quo

A história das relações demoníacas desse padre francês são bastante curiosas. Grandier foi um sacerdote católico carismático, que chegou ao convento de Londun em 1615. Entretanto, Urbain possuía algumas características que não eram desejadas para pessoas de sua posição, como um forte desejo por mulheres.

Ele ignorou seus votos de celibato e ficou com muitas mulheres do próprio convento. Posteriormente, foi acusado de bruxaria, por envolver as freiras e obrigar que elas tivessem relações sexuais com ele. O verdadeiro ultimato contra Urbain Grandier ocorreu quando um documento foi encontrado nos seus aposentos (provavelmente forjado), em que ele escreveu em latim ter feito um pacto com o Demônio, entregando sua alma ao senhor do inferno para que ele conquistasse todas as mulheres que quisesse. Urbain morreu queimado na fogueira.

5 – Charles Baudelaire

Fonte da imagem: Reprodução/Quo

Fonte da imagem: Reprodução/Quo

Esse poeta precursor do simbolismo e do estilo moderno de poesia foi considerado satânico e adorador do Diabo. O principal motivo era o tal reconhecimento artístico que ele almejava – porém que quase nunca chegou. Entretanto, por possuir algumas poemas que falam de Satã (e de certa admiração por ele), Baudelaire foi tido como amigo do maligno.

Essas noções aumentaram com as constantes declarações de ateísmo do autor, que também quebrou alguns códigos morais e conceitos estabelecidos para os padrões da época. Contudo, os seus versos que glorificam o Diabo não devem ser tomados como literais, porém simbólicos – já que o demônio se tornou uma representação de rebeldia e revolução moral para o escritor.

6 – Gilles de Rais

Fonte da imagem: Reprodução/Quo

Fonte da imagem: Reprodução/Quo

Gilles de Rais foi um dos principais tenentes de Joana d`Arc e, provavelmente, um dos primeiros assassinos em série do mundo. Conhecido por ser extremamente cruel e violento, Rais foi feroz desde jovem – fato que o estimulou a se tornar militar. Depois que Joana d`Arc faleceu, o homem ficou mais excêntrico e instável, retornando as suas propriedades originais na cidade de Nantes; lugar em que começou a praticar suas barbaridades.

Lá, ele sequestrou, abusou, torturou e assassinou centenas de crianças e jovens, principalmente meninos. Por ser rico, suas ordens jamais eram negadas, já que dispunha de inúmeros servos. Ele se cercou de “bruxas”, orquestrando rituais malignos nos seus salões em todas as madrugadas. O consideraram como adorador do Diabo por essas razões, já que ficou cada vez mais perturbado e aficionado pelos rituais, tomando ações mais dolorosas com suas vítimas. Por fim, foi denunciado e morto queimado na fogueira, em 1140.

7 – Niccolò Paganini

Fonte da imagem: Reprodução/Quo

Fonte da imagem: Reprodução/Quo

Paganini é um dos violinistas mais famosos de todos os tempos, comumente chamado de “Violista Diabólico”. Ele possuía um aspecto um tanto cadavérico por ser magro demais, além de ter dedos exageradamente longos. A sua aparência esquisita deu origem aos boatos de que o violinista fez um pacto com o Demônio para tocar tão bem o violino – como se fosse uma moeda de troca do talento pelo físico peculiar.

Entretanto, é bastante provável que ele sofresse com a Síndrome de Marfan, cujos sintomas típicos são dedos mais longos e esqueléticos. Talvez, o mito do pacto perdurasse por que ele sempre viajava em carruagens puxadas por cavalos negros. O fato é que as lendas ao redor dele ficaram tão fortes que alguns padres rejeitaram enterrá-lo.

E você, conhece outras personalidades famosas que também, supostamente, tiveram algum contato com  o tal ser maligno? Se souber de mais histórias, compartilhe com a gente nos comentários.

Fonte-Quo

5 coisas que acontecem quando morremos

Você vai entender o processo que faz com que o corpo endureça, fique branco e tenha mau cheiro.

Fonte da imagem: Reprodução/Gonzocarles

Fonte da imagem: Reprodução/Gonzocarles

Até hoje ninguém conseguiu provar o que acontece após a morte: existe realmente alguma continuação para a alma ou nossa existência se resume ao planeta Terra? Provavelmente, essa é uma certeza que só teremos depois de morrermos, mas podemos, ao menos, saber o que acontecerá com nossos corpos assim que o coração parar de bater.

Suas células se abrem

O processo de decomposição do corpo começa alguns minutos depois da morte. Quando o coração para, nós experimentamos o algor mortis ou o frio da morte, quando a temperatura do corpo esfria em uma média de 1,5 ºC por hora, até atingir a temperatura ambiente. Quase imediatamente, o sangue se torna mais ácido com o acumulo do dióxido de carbono. Isso é o que faz com que as células comecem a se dividir, esvaziando as enzimas dos tecidos.

Você fica branco – e roxo

A gravidade deixa as primeiras marcas instantes depois da morte. Enquanto o corpo todo fica pálido, células vermelhas do sangue passam para as partes do corpo que estão mais próximas do solo, já que a circulação foi interrompida.

O resultado disso são manchas roxas nas partes mais baixas, algo que é conhecido como livor mortis. Juntamente com a temperatura do corpo, essas marcas ajudam os legistas a identificar o tempo e a posição do corpo no momento da morte.

O cálcio endurece seus músculos

Você já deve ter ouvido falar que um corpo morto se torna duro e difícil de se mover. O nome disso também vem do latim: o rigor mortis aparece cerca de três horas depois da morte, atinge seu pico 12 horas depois e se dissipa depois de 48 horas.

Isso acontece pois existem bombas nas membranas das células musculares que regulam o cálcio no corpo. Quando as bombas param de funcionar, inundações de cálcio fazem com que os músculos se contraiam e endureçam.

Seus órgãos vão se digerir

Depois do rigor mortis, vem a putrefação dos órgãos. Essa fase geralmente é retardada pelo embalsamamento, mas é algo de que não se pode fugir. As enzimas do pâncreas fazem com que o órgão comece a se digerir.

Micróbios vão se juntar a essas enzimas, deixando o corpo todo verde a partir do ventre. Segundo Caroline Williams, da NewScientist, “os principais beneficiários são as 100 trilhões de bactérias que passaram suas vidas vivendo em harmonia conosco em nossas entranhas.” Conforme as bactérias vão tomando conta do corpo, ele libera putrescina e cadaverina, que são os compostos responsáveis pelo mau cheiro do corpo humano após a morte.

Você pode ficar coberto de cera

Depois da putrefação, o processo para transformar o corpo em esqueleto é geralmente rápida. No entanto, alguns órgãos tomam um rumo no mínimo interessante. Se o corpo entrar em contato com o solo ou a água fria, ele pode desenvolver adipocera, um material ceroso formado por alterações químicas que ocorrem com a destruição de tecidos pelas bactérias.

A adipocera funciona como um tipo de conservante natural dos órgãos internos. Em alguns casos, isso pode confundir investigadores sobre o tempo de morte real. Em um caso recente, um corpo coberto de adipocera foi encontrado em uma baía na Suíça. O cadáver, com cerca de 300 anos, ainda trazia a substância em volta do tronco.

O certo é que todos morreremos um dia. Se você for cremado, uma parte dessas etapas será perdida, mas o fato é que de alguma forma “terminaremos”, seja como pó, esqueleto ou um esqueleto de cera.

FonteMother Nature Network

Leitor colaboradorLari Heitor Macagnan

Bíblia com evangelho inédito encontrada na Turquia preocupa o Vaticano

Documento com mais de 1500 anos foi descoberto no ano 2000 e traria textos negando a crucificação de Jesus.

De acordo com o Daily Mail, uma bíblia com mais de 1500 anos descoberta no ano 2000 está tirando o sono do Vaticano. Segundo as informações, o volume feito em couro e escrito em siríaco — um dialeto do aramaico — traria o evangelho de Barnabé, um dos apóstolos de Jesus que viajava com Paulo. No entanto, a polêmica foi lançada pela imprensa iraniana, que afirmou que as informações contidas no evangelho podem acabar com o cristianismo.

Fonte da imagem: Daily Mail

Fonte da imagem: Daily Mail

A bíblia foi encontrada há 13 anos na Turquia, e permaneceu guardada em segredo por todo esse tempo. O livro teria sido escrito no século V e, entre as informações polêmicas, negaria que Cristo foi crucificado e que era o Filho de Deus. Além disso, segundo os iranianos, no evangelho estaria escrito que Jesus previu a chegada do Profeta Maomé, e que os textos seguem a mesma linha que os textos sagrados da religião islâmica.

Devido à seriedade das alegações, o Vaticano teria feito uma solicitação oficial para avaliar a relíquia, embora muitos acreditem que tudo não passa de propaganda islâmica “anticristianismo”. Ainda assim, as autoridades turcas que avaliaram a bíblia — que se encontra em Ancara — acreditam que o livro seja autêntico. Em contrapartida, Phil Lawler, que escreve para um site cristão, apontou algumas inconsistências nas alegações iranianas.

Segundo Lawler, se o documento foi escrito durante o século V ou VI, é impossível que ele tenha sido redigido por alguém que viajava com o apóstolo Paulo 400 anos antes. Assim, o evangelho deve ter sido produzido por alguém que se fez passar por Barnabé. Além disso, a correta datação do documento é crucial, pois no século VII a chegada de Maomé já podia ser antecipada.

De qualquer forma, a história de que a Igreja Católica teria selecionado quais evangelhos fariam parte da bíblia é bem conhecida, portanto, muita gente acredita que ainda existem diversos textos bíblicos desconhecidos por aí.

FonteDaily Mail Catholic Culture WND National Turk

Adolescente de 16 anos é vítima de tentativa de homicídio

De acordo com informações o menor estaria conversando em frente à residência com um amigo

O crime aconteceu na noite desta quarta-feira (14) na travessa das Dores no bairro Eldorado, quando um adolescente de 16 anos foi golpeado a faca nas costas.

De acordo com informações o menor estaria conversando em frente à residência com um amigo, quando um grupo de adolescentes passou e um dos menores teria falado algo que deixou o jovem de 16 anos irritado revidando o xingamento.

Outro menor que integrava o grupo se aproximou do adolescente que conversava em frente de casa e desferiu um golpe de faca nas costas da vítima.

Uma equipe de suporte avançado 01 do SAMU socorreu a vitima que foi encaminhada ao Pronto Socorro de Rio Branco.

adolescente de 16 anos

adolescente de 16 anos

 Fonte-ecos da notícias