Justiça reconhece 1º caso de dupla paternidade em Brasiléia

Menina ganhou o nome dos pais biológico e de criação na certidão de nascimento. Decisão foi divulgada na quarta (21) pelo Tribunal de Justiça (TJ-AC).

A Justiça do Acre permitiu que a pequena Ariany Melo Alves, de 5 anos, tenha na certidão de nascimento os nomes dos pais biológico e de criação em Brasileia. É o primeiro caso dessa natureza na cidade. A sentença saiu há aproximadamente dois meses, mas foi divulgada pelo Tribunal de Justiça (TJ-AC) na quarta-feira (21).

A advogada Giseli Lavadenz, que representou a pai de criação, explica que o pedido da paternidade afetiva foi feito junto com o do pai biológico, ainda em outubro de 2015. Até então, segundo a jurista, a garota só possuía o nome da mãe no registro de nascimento.

O pai afetivo, o empresário Elizeu Melo, de 30 anos, conta que casou-se com a mãe da criança, Juditty melo Alves, também de 30 anos, quando a menina tinha apenas dois meses de vida. O contato de Ariany com o pai biológico ocorreu depois de quatro anos.

“Ele resolveu registrar. Fui orientado sobre essa possibilidade, decidi entrar e, graças a Deus, deu certo. Não é uma questão de papel. Ela já é minha filha, mas, com a decisão do juiz, fica uma coisa registrada perante a lei. A gente sente muita alegria. Eu não tinha nem ideia que seria o primeiro caso da cidade”, revela.

Fundamentação jurídica

A advogada comemora as mudanças que o Poder Judiciário tem adotado em situações semelhantes – sobretudo, no que diz respeito ao amor em caso de “paternidade socioafetiva”. A fundamentação foi baseada em questões como vínculo afetivo e prevalência dos interesses da menor.

“Nós usamos também o princípio da proteção integral, porque a menor tem um seio familiar consolidado, o que ficou bem evidente no relatório psicossocial que foi juntado ao processo. Vejo com alegria essa mudança do Judiciário reconhecendo o amor acima do laço biológico”, fala.

Giseli ressalta que, como não houve recurso, o juízo deve expedir um ofício ao cartório onde a menina foi registrada determinando a inclusão dos dois nomes na certidão. Com isso, ela passa também a ser herdeira legal dos dois pais.

Menina ganhou o nome dos pais biológico em BrasileiaDo G1 Acre

Após 24 horas de angústia bebê é devolvida à família em posto de gasolina

‘Ela dizia que a Bia era filha dela’, conta mãe de bebê. Família diz que vai fazer corpo de delito na criança.

Após 24 horas de angústia, a professora Michele Rodrigues, de 25 anos, está com a filha de 10 meses nos braços. Beatriz Rodrigues do Nascimento foi levada por uma adolescente de 15 anos na tarde de quarta-feira (21) no bairro 6 de Agosto, onde mora com os pais.

A professora conta que a jovem é neta de um vizinho do casal e era acostumada a brincar com a criança, porém, na quarta havia fugido com a menina após dizer que ia passear.

A pequena Bia, como é chamada pela família, foi encontrada em um posto de gasolina na Vila Acre, Segundo Distrito de Rio Branco. Segundo a mãe da criança, a adolescente não apareceu e deixou o bebê com uma mulher que entregou aos pais.

“A menina eu nem cheguei a ver. Ela deixou a criança com outra pessoa para me entregar e sumiu. A pessoa que ficou com a criança não soube dizer nada, ela estava em um posto de gasolina e só me entregou o bebê. Tentei segurar ela até a polícia chegar, mas não consegui”, relata a mãe.

A família agora pretende submeter a menina a corpo de delito e diz que vai permanecer com a queixa contra a adolescente. “Ela não fez nenhum mal para a criança, mas dizia que a Bia era filha dela para todo mundo”, conta Michele.

Mesmo com a polícia pedindo que os pais esperassem, a professora conta que, desde que a adolescente levou a menina, começou a peregrinar pelos bairros de Rio Branco em busca de notícias da filha. Foi no Taquari, que uma amiga da adolescente deu pistas sobre o paradeiro da menina.

“Algumas amigas disseram que ela tinha planos de ir para outros lugares com a minha filha. Está com dois anos que moramos no mesmo local e conhecemos ela, que é neta do nosso vizinho. Ela sempre brincava com a Bia, mas nunca saia daqui de casa. Eu não sabia que ela tinha esse transtorno por crianças. Para mim, foi um sequestro”, destaca.

A menina está calma e não apresentou comportamento diferente, segundo a mãe. A família deve procurar uma delegacia para informar que encontrou a criança e dar procedimento à denúncia contra a jovem.

bebê

Do G1 Acre

Vizinha pega criança de 10 meses para passear e desaparece em Rio Branco

'Ela [vizinha] sempre pegava a Beatriz para passar e voltava logo', contou a tia da pequena, Estefania do Nascimento. Polícia foi acionada pela família da criança e está investigando o caso.

A família da pequena Beatriz Rodrigues do Nascimento, de 10 meses, procura pela menina desde a tarde de quarta-feira (21), quando uma vizinha a pegou para passear no bairro e não retornou. A informação foi repassada pela tia da menina, Estefania do Nascimento. A família mora no bairro Seis de Agosto, em Rio Branco.

“Os pais da criança acionaram a polícia e estão procurando pela vizinha. Ela era acostumada a ficar com a menina quando os pais iam para a igreja. Ficava todo sábado. Ontem [quarta, 21] ela pediu para ir na casa dos parentes dela, que moram aqui perto, e não voltou. Beatriz estava com a roupa do corpo. Ela disse que ia na casa do avô dela para pegar umas coisas”, contou a tia.

Estefania disse ainda que a família da suspeita contou que ela tem 15 anos e não mora no bairro, apenas aparece para visitas. A família da criança descobriu ainda que a vizinha desapareceu com a criança após sair da casa do avô.

“Descobrimos que ela é uma adolescente. Meu irmão mora alugado na frente e tem um rapaz que mora na parte de trás do terreno. Ela começou a andar nessa casa e se engraçou da Beatriz. Meu irmão confiava nela. Sempre pegava a Beatriz para passear e voltava logo. Dessa vez não voltou”, finalizou.

Vizinha pega criança de 10 meses para passearDo G1 Acre

Ex-vocalista da banda Cavaleiros do Forró morre em acidente de trânsito

Eliza Clívia faleceu nesta sexta-feira em Aracaju após colisão entre carro e ônibus.

A cantora Eliza Clívia faleceu, no início da tarde desta sexta-feira (16). durante acidente de carro na cidade de Aracaju, em Sergipe. Ex-integrante das bandas Cavaleiros do Forró e Cavalo de Aço, a cantora realizava divulgação de sua carreira solo quando o veículo que se encontrava colidiu, por volta das 14h, na região central da cidade. A cantora faleceu no local.

Mais cedo, Eliza havia publicado uma foto em suas redes sociais em que aparecia em um estúdio de televisão, ao lado do sanfoneiro Nivaldo Cândido, realizando a divulgação de sua carreira solo. "Cheguei Aracaju! Já estou aqui na tvAperipê, com o querido Nivaldo Cândido daqui à pouquinho no ar, no programa Segurança em Alerta", dizia o texto. O marido e baterista Sérgio Ramos também faleceu no acidente.

A cantora, que iniciou a carreira solo há quatro meses, após divulgar a saída do grupo Cavalo de Aço, se encontrava na capital sergipana para a realização de um show, nesta sexta-feira (16). O veículo que o casa se encontrava colidiu com um ônibus em um cruzamento na região central da cidade. Além deles, outros três integrantes da equipe estavam no veículo e foram socorridos com ferimentos leves. Segundo informações da Polícia Militar de Sergipe, eles foram identificados como Cleberton José dos Santos, João Paulo Tavares da Silva e Paulo Texeira de Carvalho.

Fãs da cantora e da banda publicaram diversas mensagens na imagem divulgada pela cantora no Instagram. "Sem acreditar, meus sentimentos aos familiares. Que Deus conforte os corações de todos nesse momento", publicou um seguidor. "Meu Deus! Sem acreditar nessa tragédia, que Deus conforte o coração dos familiares e amigos!", comentou outro.

Outro acidente envolvendo ônibus já havia vitimado integrantes da banda Cavaleiros do Forró em 2014, quando o grupo retornava de uma apresentação no agreste pernambucano e se dirigia a natal. O veículo que levava a banda colidiu com um ônibus deixando quatro vítimas fatais, entre eles o vocalista José Inácio, e 20 pessoas feridas.

Carreira

Nascida na cidade paraibana de Livramento, Eliza iniciou sua carreita de cantora por influência do pai sanfoneiro. Em 2003, entrou para a banda Caveleiros do Forró, com a qual chegou a gravar nove discos e seis DVDS. Dez anos depois, anunciou o desligamento do grupo ao lado do músico Jaílson Santos, então marido. Com Jaílson, retornou aos palcos ainda no mesmo integrando a banda Cavalo de Aço, ao lado de Marcelo Jubão e Neto Araújo, gravando outros três CDs e quatro registros audiovisuais entre 2013 e 2015. Sua saída foi anunciada no início deste ano para se dedicar à carreira solo.

Eliza ClíviaDiario de Pernambuco

Mulheres de Sena recebem centro de acolhimento contra violência

Mulheres de Sena Madureira têm um centro totalmente revitalizado para acolhimento. Ceam tem apoio psicológico, jurídico e de assistência social.

 Por Arison Jardim 

Mulheres de Sena Madureira 1

“Quando uma mulher diz não, é não!”. A mensagem clara é de Eliana de Souza, coordenadora do Centro Especializado de Atendimento à Mulher (Ceam) de Sena Madureira, reinaugurado na manhã desta quarta-feira, 14, pela governadora em exercício Nazareth Araújo.

O espaço é administrado pela Secretaria de Políticas para Mulheres (SEPMulheres) e fica localizado no Centro Estadual de Educação Permanente (Cedup).

Com firmeza e também muito amor, mulheres de diversos segmentos sociais celebraram a reestruturação de mais um importante local de acolhimento para quem mais precisa. “Entregamos este benefício para que as mulheres reconheçam este Centro como apoio para refazerem todas suas forças”, declarou Nazareth.

Estruturado com carro, salas para atendimento e um corpo técnico multidisciplinar, o Ceam possibilita o atendimento nas áreas psicológicas, jurídicas e de assistência social. O investimento do governo do Estado foi de R$ 190 mil, garantindo um novo endereço de cidadania para a população de Sena Madureira.

O Centro é um local de acolhimento para a mulher que está em busca dos seus direitos. Quando é necessário o atendimento além do psicológico, ela é encaminhada para uma rede de apoio institucional, podendo ser a delegacia, hospital, defensoria, em alguns casos mais graves, é encaminhada para a Casa Rosa Mulher, em Rio Branco.

“Desde 2012 a SEPMulheres atua em Sena Madureira. Estamos quebrando paradigmas, fazendo um trabalho de conscientização sobre os diversos tipos de violência que as mulheres têm sofrido”, afirmou Eliana. Ela explica também que a rede de apoio conta também com secretarias de Estado como a de Pequenos Negócios (SEPN), Produção Familiar (Seaprof), Indústria e Comércio (Sedens), Desenvolvimento Social (Seds), Gestão Administrativa (SGA), entre outras.

Campanha “Quem ama abraça”

Durante a solenidade, foi lançada também a campanha “Quem ama abraça”, em que equipes da SEPMulheres vão percorrer escolas e outras instituições da cidade levando mensagem de conscientização contra violência. “Precisamos estar juntos contra qualquer tipo de violência”, afirmou Concita Maia, titular da SEPMulheres.

Uma das etapas da campanha é mostrar exemplos de como vidas e famílias podem ser destruídas quando há um ciclo de agressões contra a mulher. Francisca de Gomes é um exemplo, após os anos de sofrimento conseguiu ajuda no Ceam. “Eu me sentia como se não existisse. Com o atendimento dessas companheiras eu consegui renascer”, afirmou, emocionada, relembrando todo o apoio que recebeu desde o momento que decidiu mudar de vida.

Reforçando a mensagem de defesa da paz e da boa vida em comunidade, Nazareth disse acreditar “na capacidade do ser humano de se refazer, mas é preciso estarmos juntos em comunhão. É uma luta de todos nós fazer com que esse país seja diferente. Precisamos falar sobre isso e combater a violência, para que as famílias tenham  uma nova oportunidade de serem felizes”.

O que disseram

“A união por políticas públicas firmes está fazendo a diferença com essa entrega. Nós, mulheres, não queremos ser mais que os homens, queremos ser tanto quanto eles” – Sawana Carvalho, titular da SGA

“O mau só existe quando não há o bem. Aqui, nosso governo está trazendo o bem para a vida das mulheres e famílias que mais precisam” – Silvia Monteiro, secretária-adjunta de Pequenos Negócios

“A prefeitura está aberta para mais e mais parcerias. Nossa cidade ganha muito mais dignidade com a entrega deste centro” – Gilberto Lira, vice-prefeito.

Mulheres de Sena Madureira

Gloria Pires posa de lingerie e decote faz sucesso: “Turbinada”

Escalada para O Outro Lado do Paraíso, trama das 21h que estreia no segundo semestre, Gloria Pires causou frisson ao compartilhar uma imagem pelo Instagram.

No registro, a famosa aparece posando com uma lingerie bem decotada. Nos comentários, os fãs enalteceram a beleza da atriz. “Nossa, tá bem turbinada”, disse um internauta. “Parece vinho, só tá melhorando com o tempo”, avaliou outra.

No início do mês passado, a estrela postou na mesma rede social uma foto antiga com o marido, Orlando Morais, e fez uma revelação sobre o momento.

“O diretor da novela Direito de Amar [enredo feito pela artista em 1987], Costa Duarte, foi o cupido que uniu Gloria e Orlando”, contou Pires.

Gloria Pires

Gracyanne choca seguidores com cinturinha: “Onde ficam os órgãos?”

Que Gracyanne Barbosa tem um corpão, todo mundo sabe. Mas mesmo assim a mulher do cantor Belo impressionou ao publicar uma foto em seu Instagram nesta quarta-feira (14), em que está de biquíni e exibe uma cinturinha minúscula.

Gracyanne Barbosa

"Grandes vitórias são o resultado das pequenas conquistas diárias. Lute, persista e nunca desista, pois todas elas acabarão por acontecer na sua vida", ensinou ela.

Os seguidores se chocaram com a imagem. "Onde ficam os órgãos?", exagerou um. "Às vezes me pergunto se é de verdade. E essa cintura? Parece que vai partir ao meio", comentou outro. "Surreal esse corpo", disse um terceiro.

Gracyanne ainda respondeu a uma fã, que perguntou se ela tinha um "dia do lixo" – em que ela pode sair da dieta regrada. "Eu já fiz, mas o meu dia do lixo era comer a mais coisas da minha dieta mesmo (risos). Hoje em dia não faço mais", explicou a ex-dançarina.

Gata Linda

Por noticias.bol.uol.com

‘Vaquinha’ para remoção de tatuagem de jovem torturado bate meta

Em menos de um dia, mais de 17.000 reais foram arrecadados para a remoção da tatuagem e auxílio psicológico.

Uma campanha feita na internet para arrecadar 15.000 reais e ajudar jovem torturado a remover tatuagem e ter auxílio psicológico ultrapassou sua meta em menos de um dia. Criada pelo coletivo Afroguerrilha, a “vaquinha” arrecadou, até o momento, 17.600 reais.

Robin Batista, editor do site do coletivo, publicou na página do Facebook: “Conheço esse garoto desde que ele era pequeno e sua família vive uma situação de pobreza e falta de condições”. Ele ressaltou também que “é um caso de tortura e humilhação muito grave, que vai causar transtornos sociais a ele por muito tempo.” 

Entenda

Na última sexta-feira, um vídeo tornou-se um viral: dois homens provocam um garoto e perguntam que tatuagem ele quer fazer. O menino responde “ladrão”, sem oferecer muita resistência. A foto que acompanha a filmagem revela a frase “eu sou ladrão e vacilão” escrita na testa do jovem de 17 anos. O castigo foi dado porque o rapaz teria tentado roubar uma bicicleta.

O caso aconteceu em São Bernardo do Campo e levou os dois homens à prisão. O tatuador Ronildo Moreira de Araújo, de 29 anos, e seu vizinho Maycon Wesley Carvalho dos Reis, de 27, foram presos em flagrante na noite da sexta-feira e continuam detidos no 3º Distrito Policial de São Bernardo do Campo até a noite deste sábado.

A prisão aconteceu porque os familiares do menor de idade receberam o vídeo e denunciaram a ação para a polícia. O jovem já estava desaparecido e ainda não foi encontrado depois que foi solto pelos dois homens.

As informações foram confirmadas pela delegacia, mas os funcionários não quiseram dar mais detalhes sobre o caso. O delegado Wagner Milhardo vai se pronunciar sobre na próxima segunda-feira.

‘Vaquinha’ para remoção de tatuagem

Por Veja.com

Mayara, do ‘BBB 17’, diz que bumbum de 106cm é natural: ‘Grande demais’

No Paparazzo, ela revelou que, apesar de ter perdido três quilos no reality, ainda não está satisfeita com suas medidas: 'Tem roupa que não cai bem.'

Mayar

Mayara, do "BBB 17", posa para o Paparazzo, em ensaio que vai ao ar nesta terça-feira, 14 (Foto: Roberto Teixeira / Paparazzo)

A curta temporada que passou na casa do "BBB 17" ajudou Mayara Motti não só a ficar famosa, como a perder peso. Ao ser eliminada, a ex-BBB constatou que enxugado três quilos. "Sou feliz com o meu corpo, mas toda mulher gosta de perder aqueles dois quilinhos que tanto a incomoda. No 'BBB', além dos dois que me incomodavam, perdi mais um. Curti!", disse ela, que exibiu suas curvas em um ensaio para o Paparazzo que vai ao ar nesta terça, 14.

Praticante de cross fit, Mayara, que mede 1,68m, fez rinoplastia, lipoaspiração na barriga e colocou próteses de 300 ml de silicone nos seios. O bumbum de 106cm é natural, garante ela. "Acho ele até grande demais. É muito grande e tem roupa que não cai bem", comentou.

Durante o ensaio sensual, Mayara ignorou qualquer dieta e traçou um prato de estrogonofe, arroz branco e salada. "Gosto de comer. Mas como de tudo de forma saudável".

Making of Mayra posando para o Paparazzo (Foto: Roberto Teixeira / Paparazzo)Mayara durante seu ensaio para o Paparazzo: mineira diz que perdeu três quilos no programa (Foto: Roberto Teixeira / Paparazzo)

Making of Mayara posando para o Paparazzo (Foto: Roberto Teixeira / Paparazzo)Nos bastidores de seu ensaio para o Paparazzo, a ex-BBB Mayara não fez dieta e comeu até um prato de estrogonofe (Foto: Roberto Teixeira / Paparazzo)

Luciana Tecidio Do EGO, no Rio