Ex-vocalista da banda Cavaleiros do Forró morre em acidente de trânsito

Eliza Clívia faleceu nesta sexta-feira em Aracaju após colisão entre carro e ônibus.

A cantora Eliza Clívia faleceu, no início da tarde desta sexta-feira (16). durante acidente de carro na cidade de Aracaju, em Sergipe. Ex-integrante das bandas Cavaleiros do Forró e Cavalo de Aço, a cantora realizava divulgação de sua carreira solo quando o veículo que se encontrava colidiu, por volta das 14h, na região central da cidade. A cantora faleceu no local.

Mais cedo, Eliza havia publicado uma foto em suas redes sociais em que aparecia em um estúdio de televisão, ao lado do sanfoneiro Nivaldo Cândido, realizando a divulgação de sua carreira solo. "Cheguei Aracaju! Já estou aqui na tvAperipê, com o querido Nivaldo Cândido daqui à pouquinho no ar, no programa Segurança em Alerta", dizia o texto. O marido e baterista Sérgio Ramos também faleceu no acidente.

A cantora, que iniciou a carreira solo há quatro meses, após divulgar a saída do grupo Cavalo de Aço, se encontrava na capital sergipana para a realização de um show, nesta sexta-feira (16). O veículo que o casa se encontrava colidiu com um ônibus em um cruzamento na região central da cidade. Além deles, outros três integrantes da equipe estavam no veículo e foram socorridos com ferimentos leves. Segundo informações da Polícia Militar de Sergipe, eles foram identificados como Cleberton José dos Santos, João Paulo Tavares da Silva e Paulo Texeira de Carvalho.

Fãs da cantora e da banda publicaram diversas mensagens na imagem divulgada pela cantora no Instagram. "Sem acreditar, meus sentimentos aos familiares. Que Deus conforte os corações de todos nesse momento", publicou um seguidor. "Meu Deus! Sem acreditar nessa tragédia, que Deus conforte o coração dos familiares e amigos!", comentou outro.

Outro acidente envolvendo ônibus já havia vitimado integrantes da banda Cavaleiros do Forró em 2014, quando o grupo retornava de uma apresentação no agreste pernambucano e se dirigia a natal. O veículo que levava a banda colidiu com um ônibus deixando quatro vítimas fatais, entre eles o vocalista José Inácio, e 20 pessoas feridas.

Carreira

Nascida na cidade paraibana de Livramento, Eliza iniciou sua carreita de cantora por influência do pai sanfoneiro. Em 2003, entrou para a banda Caveleiros do Forró, com a qual chegou a gravar nove discos e seis DVDS. Dez anos depois, anunciou o desligamento do grupo ao lado do músico Jaílson Santos, então marido. Com Jaílson, retornou aos palcos ainda no mesmo integrando a banda Cavalo de Aço, ao lado de Marcelo Jubão e Neto Araújo, gravando outros três CDs e quatro registros audiovisuais entre 2013 e 2015. Sua saída foi anunciada no início deste ano para se dedicar à carreira solo.

Eliza ClíviaDiario de Pernambuco

Mulheres de Sena recebem centro de acolhimento contra violência

Mulheres de Sena Madureira têm um centro totalmente revitalizado para acolhimento. Ceam tem apoio psicológico, jurídico e de assistência social.

 Por Arison Jardim 

Mulheres de Sena Madureira 1

“Quando uma mulher diz não, é não!”. A mensagem clara é de Eliana de Souza, coordenadora do Centro Especializado de Atendimento à Mulher (Ceam) de Sena Madureira, reinaugurado na manhã desta quarta-feira, 14, pela governadora em exercício Nazareth Araújo.

O espaço é administrado pela Secretaria de Políticas para Mulheres (SEPMulheres) e fica localizado no Centro Estadual de Educação Permanente (Cedup).

Com firmeza e também muito amor, mulheres de diversos segmentos sociais celebraram a reestruturação de mais um importante local de acolhimento para quem mais precisa. “Entregamos este benefício para que as mulheres reconheçam este Centro como apoio para refazerem todas suas forças”, declarou Nazareth.

Estruturado com carro, salas para atendimento e um corpo técnico multidisciplinar, o Ceam possibilita o atendimento nas áreas psicológicas, jurídicas e de assistência social. O investimento do governo do Estado foi de R$ 190 mil, garantindo um novo endereço de cidadania para a população de Sena Madureira.

O Centro é um local de acolhimento para a mulher que está em busca dos seus direitos. Quando é necessário o atendimento além do psicológico, ela é encaminhada para uma rede de apoio institucional, podendo ser a delegacia, hospital, defensoria, em alguns casos mais graves, é encaminhada para a Casa Rosa Mulher, em Rio Branco.

“Desde 2012 a SEPMulheres atua em Sena Madureira. Estamos quebrando paradigmas, fazendo um trabalho de conscientização sobre os diversos tipos de violência que as mulheres têm sofrido”, afirmou Eliana. Ela explica também que a rede de apoio conta também com secretarias de Estado como a de Pequenos Negócios (SEPN), Produção Familiar (Seaprof), Indústria e Comércio (Sedens), Desenvolvimento Social (Seds), Gestão Administrativa (SGA), entre outras.

Campanha “Quem ama abraça”

Durante a solenidade, foi lançada também a campanha “Quem ama abraça”, em que equipes da SEPMulheres vão percorrer escolas e outras instituições da cidade levando mensagem de conscientização contra violência. “Precisamos estar juntos contra qualquer tipo de violência”, afirmou Concita Maia, titular da SEPMulheres.

Uma das etapas da campanha é mostrar exemplos de como vidas e famílias podem ser destruídas quando há um ciclo de agressões contra a mulher. Francisca de Gomes é um exemplo, após os anos de sofrimento conseguiu ajuda no Ceam. “Eu me sentia como se não existisse. Com o atendimento dessas companheiras eu consegui renascer”, afirmou, emocionada, relembrando todo o apoio que recebeu desde o momento que decidiu mudar de vida.

Reforçando a mensagem de defesa da paz e da boa vida em comunidade, Nazareth disse acreditar “na capacidade do ser humano de se refazer, mas é preciso estarmos juntos em comunhão. É uma luta de todos nós fazer com que esse país seja diferente. Precisamos falar sobre isso e combater a violência, para que as famílias tenham  uma nova oportunidade de serem felizes”.

O que disseram

“A união por políticas públicas firmes está fazendo a diferença com essa entrega. Nós, mulheres, não queremos ser mais que os homens, queremos ser tanto quanto eles” – Sawana Carvalho, titular da SGA

“O mau só existe quando não há o bem. Aqui, nosso governo está trazendo o bem para a vida das mulheres e famílias que mais precisam” – Silvia Monteiro, secretária-adjunta de Pequenos Negócios

“A prefeitura está aberta para mais e mais parcerias. Nossa cidade ganha muito mais dignidade com a entrega deste centro” – Gilberto Lira, vice-prefeito.

Mulheres de Sena Madureira

Gloria Pires posa de lingerie e decote faz sucesso: “Turbinada”

Escalada para O Outro Lado do Paraíso, trama das 21h que estreia no segundo semestre, Gloria Pires causou frisson ao compartilhar uma imagem pelo Instagram.

No registro, a famosa aparece posando com uma lingerie bem decotada. Nos comentários, os fãs enalteceram a beleza da atriz. “Nossa, tá bem turbinada”, disse um internauta. “Parece vinho, só tá melhorando com o tempo”, avaliou outra.

No início do mês passado, a estrela postou na mesma rede social uma foto antiga com o marido, Orlando Morais, e fez uma revelação sobre o momento.

“O diretor da novela Direito de Amar [enredo feito pela artista em 1987], Costa Duarte, foi o cupido que uniu Gloria e Orlando”, contou Pires.

Gloria Pires

Gracyanne choca seguidores com cinturinha: “Onde ficam os órgãos?”

Que Gracyanne Barbosa tem um corpão, todo mundo sabe. Mas mesmo assim a mulher do cantor Belo impressionou ao publicar uma foto em seu Instagram nesta quarta-feira (14), em que está de biquíni e exibe uma cinturinha minúscula.

Gracyanne Barbosa

"Grandes vitórias são o resultado das pequenas conquistas diárias. Lute, persista e nunca desista, pois todas elas acabarão por acontecer na sua vida", ensinou ela.

Os seguidores se chocaram com a imagem. "Onde ficam os órgãos?", exagerou um. "Às vezes me pergunto se é de verdade. E essa cintura? Parece que vai partir ao meio", comentou outro. "Surreal esse corpo", disse um terceiro.

Gracyanne ainda respondeu a uma fã, que perguntou se ela tinha um "dia do lixo" – em que ela pode sair da dieta regrada. "Eu já fiz, mas o meu dia do lixo era comer a mais coisas da minha dieta mesmo (risos). Hoje em dia não faço mais", explicou a ex-dançarina.

Gata Linda

Por noticias.bol.uol.com

‘Vaquinha’ para remoção de tatuagem de jovem torturado bate meta

Em menos de um dia, mais de 17.000 reais foram arrecadados para a remoção da tatuagem e auxílio psicológico.

Uma campanha feita na internet para arrecadar 15.000 reais e ajudar jovem torturado a remover tatuagem e ter auxílio psicológico ultrapassou sua meta em menos de um dia. Criada pelo coletivo Afroguerrilha, a “vaquinha” arrecadou, até o momento, 17.600 reais.

Robin Batista, editor do site do coletivo, publicou na página do Facebook: “Conheço esse garoto desde que ele era pequeno e sua família vive uma situação de pobreza e falta de condições”. Ele ressaltou também que “é um caso de tortura e humilhação muito grave, que vai causar transtornos sociais a ele por muito tempo.” 

Entenda

Na última sexta-feira, um vídeo tornou-se um viral: dois homens provocam um garoto e perguntam que tatuagem ele quer fazer. O menino responde “ladrão”, sem oferecer muita resistência. A foto que acompanha a filmagem revela a frase “eu sou ladrão e vacilão” escrita na testa do jovem de 17 anos. O castigo foi dado porque o rapaz teria tentado roubar uma bicicleta.

O caso aconteceu em São Bernardo do Campo e levou os dois homens à prisão. O tatuador Ronildo Moreira de Araújo, de 29 anos, e seu vizinho Maycon Wesley Carvalho dos Reis, de 27, foram presos em flagrante na noite da sexta-feira e continuam detidos no 3º Distrito Policial de São Bernardo do Campo até a noite deste sábado.

A prisão aconteceu porque os familiares do menor de idade receberam o vídeo e denunciaram a ação para a polícia. O jovem já estava desaparecido e ainda não foi encontrado depois que foi solto pelos dois homens.

As informações foram confirmadas pela delegacia, mas os funcionários não quiseram dar mais detalhes sobre o caso. O delegado Wagner Milhardo vai se pronunciar sobre na próxima segunda-feira.

‘Vaquinha’ para remoção de tatuagem

Por Veja.com

Mayara, do ‘BBB 17’, diz que bumbum de 106cm é natural: ‘Grande demais’

No Paparazzo, ela revelou que, apesar de ter perdido três quilos no reality, ainda não está satisfeita com suas medidas: 'Tem roupa que não cai bem.'

Mayar

Mayara, do "BBB 17", posa para o Paparazzo, em ensaio que vai ao ar nesta terça-feira, 14 (Foto: Roberto Teixeira / Paparazzo)

A curta temporada que passou na casa do "BBB 17" ajudou Mayara Motti não só a ficar famosa, como a perder peso. Ao ser eliminada, a ex-BBB constatou que enxugado três quilos. "Sou feliz com o meu corpo, mas toda mulher gosta de perder aqueles dois quilinhos que tanto a incomoda. No 'BBB', além dos dois que me incomodavam, perdi mais um. Curti!", disse ela, que exibiu suas curvas em um ensaio para o Paparazzo que vai ao ar nesta terça, 14.

Praticante de cross fit, Mayara, que mede 1,68m, fez rinoplastia, lipoaspiração na barriga e colocou próteses de 300 ml de silicone nos seios. O bumbum de 106cm é natural, garante ela. "Acho ele até grande demais. É muito grande e tem roupa que não cai bem", comentou.

Durante o ensaio sensual, Mayara ignorou qualquer dieta e traçou um prato de estrogonofe, arroz branco e salada. "Gosto de comer. Mas como de tudo de forma saudável".

Making of Mayra posando para o Paparazzo (Foto: Roberto Teixeira / Paparazzo)Mayara durante seu ensaio para o Paparazzo: mineira diz que perdeu três quilos no programa (Foto: Roberto Teixeira / Paparazzo)

Making of Mayara posando para o Paparazzo (Foto: Roberto Teixeira / Paparazzo)Nos bastidores de seu ensaio para o Paparazzo, a ex-BBB Mayara não fez dieta e comeu até um prato de estrogonofe (Foto: Roberto Teixeira / Paparazzo)

Luciana Tecidio Do EGO, no Rio

Tatuador alugou quarto em pensão onde escreveu na testa de adolescente

O tatuador Maycon Wesley Carvalho dos Reis e o vizinho Ronildo Moreira de Araújo foram presos em flagrante por tortura nesta sexta-feira (9).

Tatuador

O tatuador Maycon Reis e o vizinho Ronildo Moreira foram presos por torturar adolescente em São Bernardo do Campo (Foto: Divulgação/Polícia civil)

O adolescente de 17 anos, que teve a testa tatuada e foi torturado, foi dominado pelos dois agressores na escada de uma pensão na região Central de São Bernardo do Campo, na manhã de sexta-feira (9). Ele foi obrigado a sentar em uma cadeira de plástico ao lado da porta que dá acesso para a lavanderia do local. O tatuador alugou o quarto da pensão há algumas semanas.

Os responsáveis pela tortura são o tatuador Maycon Wesley Carvalho dos Reis, 27 anos, e o vizinho dele, Ronildo Moreira de Araújo, 29 anos. Na tarde deste sábado, a juíza Inês Del Cid, da Vara Criminal de São Bernardo do Campo, decretou a prisão preventiva deles.

O dono da pensão disse que o tatuador estava morando por algumas semanas, segundo o dono do local, Antônio Santos Araújo, conhecido como Bahia. "Aqui é todo mundo amigo, nunca aconteceu uma coisa dessa aqui. Foi uma brutalidade."

Bahia disse que alguém entrou na pensão durante a madrugada e retirou todos os pertences do tatuador, sem avisá-lo. No cômodo ficaram alguns decalques de tatuagem é uma luva descartável é usada.

O adolescente ficou mais de uma semana fora de casa e foi localizado na noite desta sexta-feira (10). "Ele estava transtornado não quer que ninguém veja o rosto dele. Preocupação maior da família é com a recuperação. Hoje ele é tratado pelo Caps (Centros de Atenção Psicossocial), já passou por duas clínicas de recuperação", diz.

Tatuador 1

Tatuador 2

Por Glauco Araújo, G1 SP, São Bernardo do Campo

Justiça Acreana autoriza mudança do sexo e nome de transexual

Entendimento do Juízo da Vara de Registros Públicos foi baseado no princípio da dignidade humana e no exercício de uma vida livre de preconceitos e discriminações.

O Juízo da Vara de Registros Públicos da Comarca de Rio Branco julgou procedente uma ação de retificação, para determinar a alteração do nome e sexo sem a necessidade de cirurgia – a qual quase sempre é exigida.

Assinada pela juíza de Direito Isabelle Sacramento, que responde provisoriamente pela unidade judiciária, a decisão ordena que seja averbada pelo cartório a mudança no assento de nascimento, a fim de que passe a constar o novo nome, e o sexo feminino.

Também foi considerado que o requerente possui relações comerciais e bancárias com diversas instituições financeiras e fornecedores de serviços. Assim, a magistrada determinou que as mesmas alterações sejam informadas ao empregador e aos credores do autor, para que a decisão judicial não cause prejuízo a terceiros.

Entenda o caso

O autor da ação usa determinado “nome social” há mais de quinze anos. Alega que, desde esse período se veste e se comporta como mulher, tendo sua identidade de gênero definida como transexual feminina.

Também afirma que já é reconhecida na sociedade como pessoa do sexo feminino, inclusive com relação ao nome que adotou, restando assim aceita por todos, principalmente por ter realizado pequenas intervenções em seu corpo (ingestão de hormônios).

Declara que já sofreu discriminação e preconceito em virtude do “vexame”, motivo pelo qual optou por manejar o feito de jurisdição voluntária, com o intuito de ver seu nome e sexo alterados no registro civil. Aduz, ao final, que tal, mudança “independe da realização da cirurgia de transgenitalização”.

A decisão 

Considerando que não se pode banalizar a matéria, e que cada situação deve ser analisada dentro de sua particularidade, a juíza de Direito Isabelle Sacramento adverte que “conteúdo sob exame não é corriqueiro”, e que “a pretensão declinada evoca diversos desdobramentos civis que merecem necessária e minuciosa análise”.

Baseada no princípio da dignidade da pessoa humana, e em julgado do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ela lembrou que “os transexuais têm direito à alteração do sexo no registro civil, sem a necessidade de realização de cirurgia”.

A sentença aponta as possíveis dificuldades enfrentadas pelo requerente em seu dia-a-dia. “Sentindo-se mulher, vestindo-se como mulher, portando-se como mulher, encontra-se preso a um documento que não reflete a sua identidade. Sente-se mulher, mas é obrigado a portar-se como homem, frequentar banheiros masculinos, preencher formulários atestando o sexo masculino quando, na verdade, a sua essência é feminina. Seus hábitos hoje e, desde muito tempo, são de uma pessoa do sexo feminino. Seus desejos coincidem com os de uma mulher mediana”, ressaltou.

Não menos importante, a condição biológica do demandante é de pessoa do sexo masculino, contudo o fato de não ter manifestado interesse na cirurgia de transsexualismo, pressupõe que assim permanecerá. “Manter seu nome e seu sexo masculino no registro civil é manter o requerente aprisionado a uma situação de gênero que não lhe corresponde, é torná-lo submisso a uma situação biológica que lhe ofende de forma direta”, salienta a decisão.

No caso em tela, entendeu-se que é um dever jurídico que o Estado Democrático tem para com o requerente. “Mais que isso, tal alteração é uma obrigação do Estado-Juiz a quem cabe zelar pela Constituição da República que, em seu artigo 1º, inciso III,  estabelece o princípio da dignidade da pessoa humana como fundamento da República”, emendou.

Segundo a magistrada, trata-se de uma forma “de respeito e tutela do direito natural que todos nós temos à felicidade, ao exercício de uma vida digna, livre de preconceitos, denominações e discriminações”.

Transexualidade

Transexualidade diz respeito à condição do indivíduo cuja identidade de gênero difere daquela designada no nascimento, e que procura fazer a transição para o gênero oposto através de intervenção médica, podendo ser redesignação sexual ou apenas feminilização e/ou masculinização (dependendo do gênero a ser transicionado). Não deve ter o transtorno como um sintoma de um distúrbio mental, tal como esquizofrenia, nem estar associado a qualquer anormalidade intersexual, genética ou do cromossomo sexual.

Transexualidade

Por GECOM – TJAC / Foto: Ilustrativa

Atriz Vera Fischer se apresenta em junho em peça teatral na FAAO em Rio Branco

A atriz global Vera Fischer vai viver o diabo em pessoa na comédia “Ela é o Cara” no Teatro da FAAO, em Rio Branco, no dia 09 de junho, uma sexta-feira, a partir das 20h.

A peça conta a história de Gilberto Fonseca, personagem do ator Edson Fieschi, um terapeuta de competência e caráter duvidosos. Após um incidente com um paciente famoso, ele se vê obrigado a administrar a repercussão negativa do caso, o assédio da imprensa e a fúria dos fãs do seu paciente, que o culpam pelo ocorrido e estão ávidos por vingança.

Sem saída e com a sua carreira fadada ao fracasso, Gilberto cogita vender sua alma ao diabo. Neste exato momento, surge em seu consultório Vera Fischer, que insiste em ser atendida.

Sofrendo um transtorno de personalidade, a famosa atriz insiste em dizer que não é Vera Fischer. Diante da gravidade do quadro, Gilberto aceita atendê-la em troca de publicidade, na esperança de retomar sua carreira.

Atriz Vera Fischer

Eliana publica: “Sigo internada para cuidar da minha pequena”

A apresentadora fez um desabafo emocionante em seu Instagram sobre sua condição e ainda revelou o nome da menina que espera: Manuela.

Grávida pela segunda vez, Eliana, de 43 anos, tem ordens para evitar receber visitas e fazer repouso absoluto. Neste domingo (28), a apresentadora fez um desabafo emocionante em seu Instagram sobre sua condição e ainda revelou o nome da menina que espera: Manuela.

"Sigo internada para cuidar da minha pequena. Foram tantas mensagens esta semana de amigos queridos da TV, amigos de uma vida, familiares, flores, santinhas, recados de mães que passaram e passam pelo o que eu estou passando, meus fãs amados que me acompanham há anos, que mesmo em dificuldades só preciso agradecer imensamente a vcs e a Deus. Que esta verdadeira corrente de amor se estenda para todos que rezam e torcem por mim e minha filha Manuela. Obrigada, obrigada, obrigada", escreveu.

A apresentadora, que tem recebido muitas mensagens pelas redes sociais e telefonemas, terá à disposição uma equipe de enfermeiros e cuidadores em sua casa. Até mesmo as consultas médicas serão feitas por lá. Dona Eva Michaelichen, mãe de Eliana, tem ficado com a filha.

Noiva do diretor de TV Adriano Ricco, Eliana já é mãe de Arthur, de 5 anos, da união com o produtor musical João Marcelo Bôscoli.

eliana

Com informações Revistaquem.globo.com